A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Identidade Capa ilustrativa

Livro Identidade

Zygmunt Bauman

Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade.    

Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece c om o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade. Fechar Ler mais

Refinar resultado

58 livros novos e 9 livros usados em 30 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Identidade (Bauman)

Identidade (Bauman)

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
93% Positivas
130 qualificações
R$ 47,80 + frete R$ 13,87

Total: R$ 61,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. Adquirido da editora.

identidade Capa ilustrativa

identidade

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
94% Positivas
1100 qualificações
R$ 48,37 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

identidade Capa ilustrativa

identidade

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
94% Positivas
1100 qualificações
R$ 48,37 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

identidade Capa ilustrativa

identidade

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
94% Positivas
1100 qualificações
R$ 48,37 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

Identidade Capa ilustrativa

Identidade

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Dickens Livraria Dickens Livraria SP - Guarulhos
99% Positivas
613 qualificações
R$ 48,40 + frete R$ 9,40

Total: R$ 57,80

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21 cm, 112 pág. Sinopse: Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade o outro em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados?Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.Segundo o soc

Identidade Capa ilustrativa

Identidade

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Dickens Livraria Dickens Livraria SP - Guarulhos
99% Positivas
613 qualificações
R$ 48,40 + frete R$ 9,40

Total: R$ 57,80

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21 cm, 112 pág. Sinopse: Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade o outro em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados?Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.Segundo o soc

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
98% Positivas
130 qualificações
R$ 49,80 + frete R$ 7,61

Total: R$ 57,41

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 112pp.

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI Capa ilustrativa

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
170 qualificações
R$ 50,64 + frete R$ 16,61

Total: R$ 67,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55327050 ISBN: 9788571108899 Sinopse: Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da modernidade líquida , nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável , afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade.

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI Capa ilustrativa

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
170 qualificações
R$ 50,64 + frete R$ 16,61

Total: R$ 67,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55327050 ISBN: 9788571108899 Sinopse: Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da modernidade líquida , nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável , afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade.

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI Capa ilustrativa

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
170 qualificações
R$ 50,64 + frete R$ 16,61

Total: R$ 67,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55327050 ISBN: 9788571108899 Sinopse: Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da modernidade líquida , nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável , afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade.

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI Capa ilustrativa

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
170 qualificações
R$ 50,64 + frete R$ 16,61

Total: R$ 67,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55327050 ISBN: 9788571108899 Sinopse: Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da modernidade líquida , nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável , afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade.

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI Capa ilustrativa

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
170 qualificações
R$ 50,64 + frete R$ 16,61

Total: R$ 67,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55327050 ISBN: 9788571108899 Sinopse: Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da modernidade líquida - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da modernidade líquida , nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável , afirma Bauman. Identidade é um retrato da vida na contemporaneidade.

identidade - entrevista a benedetto vecchi Capa ilustrativa

identidade - entrevista a benedetto vecchi

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
94% Positivas
1100 qualificações
R$ 51,21 + frete R$ 16,14

Total: R$ 67,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado y

Identidade Capa ilustrativa

Identidade

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Sebo Ponta de Lança Livraria Sebo Ponta de Lança SP - São Paulo
100% Positivas
76 qualificações
R$ 52,39 + frete R$ 10,61

Total: R$ 63,00

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro usado em ótimo estado de conservação com levíssimos sinais de manuseio ou armazenamento.

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi Capa ilustrativa

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
98% Positivas
51 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em con ta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se torno u um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as insegurança s da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi Capa ilustrativa

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
98% Positivas
51 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em con ta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se torno u um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as insegurança s da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
928 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
928 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE Capa ilustrativa

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
98% Positivas
51 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Identidade' volta a uma questão central do pensamento do sociólogo Zygmunt Bauman em seus últimos livros - no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da 'modernidade líquida' - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
928 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Editora Schwarcz S A

Tipo: novo

Idioma: Português

Agrega Agrega SP - Cajamar
100% Positivas
35 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade ? o outro ? em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" ? termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Agrega Agrega SP - Cajamar
100% Positivas
35 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade ? o outro ? em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" ? termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
928 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE Capa ilustrativa

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
98% Positivas
51 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Identidade' volta a uma questão central do pensamento do sociólogo Zygmunt Bauman em seus últimos livros - no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade - o outro - em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da 'modernidade líquida' - termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Agrega Agrega SP - Cajamar
100% Positivas
35 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade ? o outro ? em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" ? termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi Capa ilustrativa

Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
98% Positivas
51 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em con ta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se torno u um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as insegurança s da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE

IDENTIDADE

Ano:   Editora: Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
928 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Zygmunt Bauman, um dos maiores teóricos da atualidade, mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida". Identidade volta a uma questão central do pensamento de Zygmunt Bauman em alguns de seus livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro – em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados? Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, um dos maiores teóricos da atualidade mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" – termo que Bauman cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade. Segundo o sociólogo, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação. A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

Identidade - Entrevista a Benedetto Vecchi Capa ilustrativa

Identidade - Entrevista a Benedetto Vecchi

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria do Psicólogo e Educador Livraria do Psicólogo e Educador MG - Belo Horizonte
98% Positivas
242 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados?Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação.A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI Capa ilustrativa

IDENTIDADE - ENTREVISTA A BENEDETTO VECCHI

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Peruíbe Livraria Peruíbe SP - São Paulo
94% Positivas
70 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados?Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação.A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

Identidade - Entrevista a Benedetto Vecchi Capa ilustrativa

Identidade - Entrevista a Benedetto Vecchi

Ano:   Editora: Jorge Zahar

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria do Psicólogo e Educador Livraria do Psicólogo e Educador MG - Belo Horizonte
98% Positivas
242 qualificações
R$ 56,90 + frete R$ 8,24

Total: R$ 65,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Um dos maiores teóricos da atualidade, Zygmunt Bauman completa 80 anos no dia 15 de novembro. A festa no Brasil acontece com o lançamento de Identidade, que volta a uma questão central do pensamento do sociólogo em seus últimos livros: no mundo de hoje, qual é o espaço do eu e do outro? Qual é a medida da liberdade individual? E do respeito ao próximo, com todas as suas diferenças? É possível construir uma identidade sem levar a alteridade – o outro em conta? A sobrevivência de um Estado-nação moderno pode se afirmar na falência ou na negação de outros estados?Nessa entrevista que concedeu ao jornalista italiano Benedetto Vecchi, Bauman mostra como a identidade se tornou um conceito-chave para o entendimento da vida social na era da "modernidade líquida" termo que ele cunhou para falar do esgarçamento das relações na atualidade.Segundo Bauman, à medida que nos deparamos com as incertezas e as inseguranças da "modernidade líquida", nossas identidades sociais, culturais, profissionais, religiosas e sexuais sofrem um processo de transformação contínua. Isso nos leva a buscar relações transitórias e fugazes e faz com que soframos as angústias inerentes a essa situação.A confusão atinge os valores, mas também as relações afetivas: "Estar em movimento não é mais uma escolha: agora se tornou um requisito indispensável", afirma Bauman.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro