A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Curare Capa ilustrativa

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Curare

Capa ilustrativa

24 livros novos e 9 livros usados em 15 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Basques2 Sebo Basques2 SP - São Paulo
100% Positivas
130 qualificações
R$ 10,00 + frete R$ 8,05

Total: R$ 18,05

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro usado. Esta com o corte levemente escurecido devido ao pó e manuseio. Brochura 16x23cm. 175 pgs. Curare é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. - 201611389

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Lettera Livro e Cia Lettera Livro e Cia RJ - Niterói
100% Positivas
15 qualificações
R$ 9,90 + frete R$ 10,53

Total: R$ 20,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado. Sem páginas rasgadas, amassadas ou riscadas. Bordas em bom estado.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Emana Livros Emana Livros RJ - Araruama
99% Positivas
154 qualificações
R$ 13,50 + frete R$ 10,16

Total: R$ 23,66

Comprar ler descrição ocultar

Descrição excelente estado, aparenta novo

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminaras

Tipo: seminovo/usado

SEBO RELEITURAS BOQUEIRÃO SEBO RELEITURAS BOQUEIRÃO PR - Curitiba
99% Positivas
77 qualificações
R$ 19,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 27,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 57520 / Poesia / Brochura / L. vd . bom estado de conservação dim 17 x 23 cm / Leve desgaste na lombada. / Desgaste nas bordas / Leve marca de manuseio na lombada, capa e contracapa. / Marca carimbo. / Páginas onduladas devido a um periodo em lugar com umidade. rf

CURARE Capa ilustrativa

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Alternativa Sebo Alternativa SP - São Paulo
100% Positivas
55 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 10,16

Total: R$ 30,16

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO BROCHURA, CARIMBO CONTENDO O NOME DO ANTIGO DONO NA PRIMEIRA PÁGINA, EM BOM ESTADO DE CONSERVAÇÃO

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Livraria Opção Cultural Livraria Opção Cultural GO - Goiânia
97% Positivas
198 qualificações
R$ 23,40 + frete R$ 10,16

Total: R$ 33,56

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado de conservação.

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Ler Faz Bem Ler Faz Bem SP - São Vicente
100% Positivas
71 qualificações
R$ 27,00 + frete R$ 11,89

Total: R$ 38,89

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 118 / Poesia / Brochura / Novo.
Frete grátis acima de 99, 00.

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Ler Faz Bem Ler Faz Bem SP - São Vicente
100% Positivas
71 qualificações
R$ 27,00 + frete R$ 11,89

Total: R$ 38,89

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 556 / Poesia / Brochura / Novo.
Frete grátis acima de 99, 00.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Sebo Augusto Sebo Augusto SP - Praia Grande
100% Positivas
28 qualificações
R$ 30,00 + frete R$ 9,63

Total: R$ 39,63

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. CODX 6716 ISBN 9788573213638 Língua: portugues.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Literário Sorocaba Sebo Literário Sorocaba SP - Sorocaba
98% Positivas
51 qualificações
R$ 30,00 + frete R$ 11,05

Total: R$ 41,05

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em Bom Estado de Conservação! Laterais manchadas. Sem furos, riscos, rasuras, grifos, anotações, dedicatória ou assinatura.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Medusa

Tipo: novo

Portal dos Editores Portal dos Editores PR - Almirante Tamandaré
100% Positivas
1 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 43,53

Comprar ler descrição ocultar
Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1532 qualificações
R$ 33,20 + frete R$ 11,05

Total: R$ 44,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a 'bom-dia', Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1532 qualificações
R$ 33,20 + frete R$ 11,05

Total: R$ 44,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a 'bom-dia', Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1532 qualificações
R$ 33,20 + frete R$ 11,05

Total: R$ 44,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a 'bom-dia', Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1532 qualificações
R$ 33,20 + frete R$ 11,05

Total: R$ 44,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a 'bom-dia', Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1532 qualificações
R$ 33,20 + frete R$ 11,05

Total: R$ 44,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a 'bom-dia', Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1446 qualificações
R$ 36,80 + frete R$ 9,63

Total: R$ 46,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. ISBN 9788573213638. Dimensão 16 x 23, 176 pág. Sinopse: Curare é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia, Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1446 qualificações
R$ 36,80 + frete R$ 9,63

Total: R$ 46,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. ISBN 9788573213638. Dimensão 16 x 23, 176 pág. Sinopse: Curare é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia, Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1446 qualificações
R$ 36,80 + frete R$ 9,63

Total: R$ 46,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. ISBN 9788573213638. Dimensão 16 x 23, 176 pág. Sinopse: Curare é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia, Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1446 qualificações
R$ 36,80 + frete R$ 9,63

Total: R$ 46,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. ISBN 9788573213638. Dimensão 16 x 23, 176 pág. Sinopse: Curare é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia, Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

Curare Capa ilustrativa

Curare

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1446 qualificações
R$ 36,80 + frete R$ 9,63

Total: R$ 46,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. ISBN 9788573213638. Dimensão 16 x 23, 176 pág. Sinopse: Curare é um livro de etnopoesia. Trata-se de um poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam com um lugar étnico-afetivo - Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia, Tikuein, apelido de José Luciano da Silva, Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua.

CURARE Capa ilustrativa

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1234 qualificações
R$ 34,50 + frete R$ 12,31

Total: R$ 46,81

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

CURARE Capa ilustrativa

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1234 qualificações
R$ 34,50 + frete R$ 12,31

Total: R$ 46,81

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

CURARE Capa ilustrativa

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1234 qualificações
R$ 34,50 + frete R$ 12,31

Total: R$ 46,81

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

CURARE Capa ilustrativa

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
481 qualificações
R$ 35,88 + frete R$ 12,31

Total: R$ 48,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, com garantia SKU: L99116548 ISBN: 9788573213638 Sinopse: Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia , Tikuein - apelido de José Luciano da Silva - ou Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena, falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. Um rito oral com o outro do espelho que podemos dizer um exercício-limite, sintoma do desaparecimento dessa língua - do grupo dialetal guarani, no caso o mbyá, bem como outras da família linguística tupi-guarani - e efeito da dizimação da diversidade cultural a-histórica. Os Xetá, desde o início dos primeiros contatos, em fins do século XIX, ficaram reduzidos a seis indivíduos remanescentes. A soma dos indivíduos é menor que o número de nomes atribuídos à coletividade: Xetá, Héta, Aré, Botocudo, Sjeta, Notobotocudo, Ssetá, Bugre, Yvaparé, Chetá e Seta. São onze nomes coletivos para seis indivíduos que atualmente não convivem coletivamente. Poucos meses após ter decidido que o informe desta fala de Nhangoray seria a pulsão do poema, tive a alegria de encontrar-me com Jerome Rothenberg, em Curitiba, em meados de 2007. Em rápidos três dias de convivência, o poeta e tradutor estadunidense, criador do conceito etnopoesia, deixou-me sinais estáveis de que a poesia é presença e ruído de fundo nas diversas relações culturais. Nenhuma pessoa hoje é recém-nascida. Nenhuma pessoa se acomodou apaticamente aos milhares de anos de sua história. Meça tudo pelo foguete Titan & pelo rádio transistor, & o mundo estará cheio de povos primitivos. Mas mude por uma vez a unidade de valor para o poema ou para o evento da dança ou do sonho (todas, claramente, situações artefatadas) & fica aparente o que todas estas pessoas têm feito todos esses anos com todo esse tempo nas mãos , escreveu Rothenberg em "Pré- Face - Technicians of the Sacred

CURARE Capa ilustrativa

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
481 qualificações
R$ 35,88 + frete R$ 12,31

Total: R$ 48,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, com garantia SKU: L99116548 ISBN: 9788573213638 Sinopse: Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a bom-dia , Tikuein - apelido de José Luciano da Silva - ou Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena, falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. Um rito oral com o outro do espelho que podemos dizer um exercício-limite, sintoma do desaparecimento dessa língua - do grupo dialetal guarani, no caso o mbyá, bem como outras da família linguística tupi-guarani - e efeito da dizimação da diversidade cultural a-histórica. Os Xetá, desde o início dos primeiros contatos, em fins do século XIX, ficaram reduzidos a seis indivíduos remanescentes. A soma dos indivíduos é menor que o número de nomes atribuídos à coletividade: Xetá, Héta, Aré, Botocudo, Sjeta, Notobotocudo, Ssetá, Bugre, Yvaparé, Chetá e Seta. São onze nomes coletivos para seis indivíduos que atualmente não convivem coletivamente. Poucos meses após ter decidido que o informe desta fala de Nhangoray seria a pulsão do poema, tive a alegria de encontrar-me com Jerome Rothenberg, em Curitiba, em meados de 2007. Em rápidos três dias de convivência, o poeta e tradutor estadunidense, criador do conceito etnopoesia, deixou-me sinais estáveis de que a poesia é presença e ruído de fundo nas diversas relações culturais. Nenhuma pessoa hoje é recém-nascida. Nenhuma pessoa se acomodou apaticamente aos milhares de anos de sua história. Meça tudo pelo foguete Titan & pelo rádio transistor, & o mundo estará cheio de povos primitivos. Mas mude por uma vez a unidade de valor para o poema ou para o evento da dança ou do sonho (todas, claramente, situações artefatadas) & fica aparente o que todas estas pessoas têm feito todos esses anos com todo esse tempo nas mãos , escreveu Rothenberg em "Pré- Face - Technicians of the Sacred

CURARE

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
592 qualificações
R$ 46,00 + frete R$ 9,63

Total: R$ 55,63

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia (a partir do conceito dado por Jerome Rothenberg para dilatar o que se entende por poesia no âmbito da literatura). Trata-se de um extenso poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam densamente com um lugar étnico-afetivo: Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a ‘bom-dia’, Tikuein - apelido de José Luciano da Silva - ou Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua. Mas é uma relação disseminadora, pois uma língua nunca morre, porque não há língua, mas línguas, sempre línguas. Assim, a expressão ‘entxeiwi/bom-dia’, no livro 'Curare', apresenta-se como uma variante livre do sentido ‘carpe diem’ (Horácio), vulgarmente traduzido por ‘viver o dia’. Se o gesto ‘carpe diem’ busca dizer o que se esgota no instante presente, uma expressão para o ‘viver o agora’, dizer ‘entxeiwi’ ao espelho, em uma língua esquecida, pode nos abrir o sentido poético desta língua, sentido este que está em todas as línguas. Que é também o lugar da tradução, do double bind. É desse lugar que Curare se abre feito ‘brecha escancarada’ em sua própria cosmogonia.

CURARE

CURARE

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
592 qualificações
R$ 46,00 + frete R$ 9,63

Total: R$ 55,63

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Curare' é um livro de etnopoesia (a partir do conceito dado por Jerome Rothenberg para dilatar o que se entende por poesia no âmbito da literatura). Trata-se de um extenso poema dividido em fragmentos autônomos que se relacionam densamente com um lugar étnico-afetivo: Entxeiwi. Com essa expressão, que se avizinha a ‘bom-dia’, Tikuein - apelido de José Luciano da Silva - ou Nhangoray (Mão Pelada), seu nome indígena (do grupo Xetá), falecido em 2009 e um dos últimos falantes da língua Xetá, iniciava uma conversa com o espelho. É com esse lugar étnico-afetivo que o poema se relaciona, lugar que foi rito oral e exercício-limite para alguém que se encontrava como um dos últimos falantes de uma língua. Mas é uma relação disseminadora, pois uma língua nunca morre, porque não há língua, mas línguas, sempre línguas. Assim, a expressão ‘entxeiwi/bom-dia’, no livro 'Curare', apresenta-se como uma variante livre do sentido ‘carpe diem’ (Horácio), vulgarmente traduzido por ‘viver o dia’. Se o gesto ‘carpe diem’ busca dizer o que se esgota no instante presente, uma expressão para o ‘viver o agora’, dizer ‘entxeiwi’ ao espelho, em uma língua esquecida, pode nos abrir o sentido poético desta língua, sentido este que está em todas as línguas. Que é também o lugar da tradução, do double bind. É desse lugar que Curare se abre feito ‘brecha escancarada’ em sua própria cosmogonia.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro