A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Memorias de um Primata Capa ilustrativa

Memórias de um Primata

Robert M. Sapolsky

4 de 5 estrelas (1 avaliação)

O jovem pesquisador Robert M. Sapolsky chegou à África nos anos 1970 com poucos recursos e vontade de sobra. Tinha em seu favor o fato de dominar rudimentos da língua local, o suaíli, aprendido nos Estados Unidos. Era o início de uma bem-sucedida carreira acadêmica: Sapolsky passaria mais de vinte anos trabalhando, de forma intermitente, num parque nacional do Quênia. Seu objetivo era estudar o comportamento dos babuínos, especificamente a relação entre estresse e doença nesse grupo de macacos. Em sua pesquisa, contava com o apoio de assistentes recrutados entre os moradores da região. Seu relacionamento com os africanos é o ponto alto dessa narrativa autobiográfica. Em capítulos breves, marcados pelo bom humor e pela observação precisa, tendo como pano de fundo o cotidiano das atividades científicas, Sapolsky relembra amizades sólidas e afetuosas, trapaceiros que procuravam - e muitas vezes conseguiam - enganá-lo, e o medo de ser assassinado entre desconhecidos no deserto. Foi preciso enfrentar dificuldades de todo tipo: falta de verbas e de material, burocracia e corrupção maciça. A situação inspirou o último capítulo do livro, extremamente crítico, a respeito da exploração do turismo. O próprio autor alerta que, depois da época colonial, "o Ocidente continua a explorar a África de maneiras bem mais sutis, mesmo quando as intenções são as melhores". - "Um relato extraordinário, repleto de trechos tão engraçados ou tão brilhantes que o leitor tem vontade de segurar alguém pelo braço e exclamar: 'Ei, esta você não pode perder!'" - Kirkus Reviews Fechar Ler mais

O jovem pesquisador Robert M. Sapolsky chegou à África nos anos 1970 com poucos recursos e vontade de sobra. Tinha em seu favor o fato de dominar rudimentos da língua local, o suaíli, aprendido nos Estados Unidos. Era o início de uma bem-sucedida carreira acadêmica: Sapolsky passaria mais de vinte anos trabalhando, de forma intermitente, num parque nacional do Quênia. Seu objetivo era estudar o comportamento dos babuínos, especificamente a relação entre estresse e doença nesse grupo de macacos. Em sua pesquisa, contava com o apoio de assistentes recrutados entre os moradores da região. Seu relacionamento com os africanos é o ponto alto dessa narrativa autobiográfica. Em capítulos breves, marcados pelo bom humor e pela observação precisa, tendo como pano de fundo o cotidiano das atividades científicas, Sapolsky relembra amizades sólidas e afetuosas, trapaceiros que procuravam - e muitas vezes conseguiam - enganá-lo, e o medo de ser assassinado entre desconhecidos no deserto. Foi preciso enfrentar dificuldades de todo tipo: falta de verbas e de material, burocracia e corrupção maciça. A situação inspirou o último capítulo do livro, extremamente crítico, a respeito da exploração do turismo. O próprio autor alerta que, depois da época colonial, "o Ocidente continua a explorar a África de maneiras bem mais sutis, mesmo quando as intenções são as melhores". - "Um relato extraordinário, repleto de trechos tão engraçados ou tão brilhantes que o leitor tem vontade de segurar alguém pelo braço e exclamar: 'Ei, esta você não pode perder!'" - Kirkus Reviews Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Memórias de um Primata

Capa ilustrativa

Memórias de um Primata

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Memórias de um Primata Capa ilustrativa

Memórias de um Primata

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Sebo da Freguesia Sebo da Freguesia SP - São Paulo
99% Positivas
160 qualificações
R$ 120,00 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro sem uso, bom estado, 446 pp., Uma narrativa empolgante e crítica sobre os mais de vinte anos de pesquisa do autor entre os babuínos africanos. O professor de biologia da Universidade de Stanford, Robert M. Sapolsky, relembra fatos curiosos, assustadores e engraçados do dia-a-dia de um americano na África...local topo livros

Avaliações do livro

4 de 5 estrelas (1 avaliação)

Faça sua avaliação

Avalie o livro

  • Por: Ana Luiza Marcondes Garcia, em 07/10/2009 Eu recomendo este livro

    O autor conta o dia-a-dia de um bando de babubínos que pesquisa. Impossível não nos vermos retratados. O livro é excelente, bem-humorado, esclarecedor. Diverti-me à beça! Vale cada página!

    Esta avaliação foi útil?
    comentar esta avaliação