A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Serotonina Capa ilustrativa

Livro Serotonina

Michel Houellebecq

Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação ? nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo. Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d’água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo ? que vai mudar sua vida para sempre. Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida. “Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq.” Emmanuel Carrère, Le Monde."    

Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação ? nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo. Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d’água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo ? que vai mudar sua vida para sempre. Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida. “Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq.” Emmanuel Carrère, Le Monde." Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Serotonina

Refinar resultado

89 livros novos e 2 livros usados em 26 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Humana Sebo Livraria Humana Sebo Livraria SC - Chapecó
100% Positivas
33 qualificações
R$ 41,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 52,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição * Livro novo; 236 páginas; Sinopse: Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação ― nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.

SEROTONINA

SEROTONINA

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
96% Positivas
975 qualificações
R$ 42,53 + frete R$ 13,45

Total: R$ 55,98

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'NIILISTA LÚCIDO, MICHEL HOUELLEBECQ CONSTRÓI UM PERSONAGEM OBSESSIVO E AUTODESTRUTIVO, QUE ANALISA A PRÓPRIA VIDA E O MUNDO QUE O RODEIA COM UM HUMOR ÁCIDO E VIRULENTO. SEROTONINA MOSTRA QUE O AUTOR CONTINUA SENDO UM DOS MAIS PERSPICAZES ANALISTAS DO SÉCULO XXI.FLORENT-CLAUDE LABROUSTE TEM 46 ANOS, DETESTA SEU NOME E TOMA ANTIDEPRESSIVOS QUE LIBERAM SEROTONINA E CAUSAM TRÊS EFEITOS COLATERAIS: NÁUSEA, FALTA DE LIBIDO E IMPOTÊNCIA. SEU PÉRIPLO COMEÇA EM ALMERIA (ESPANHA), SEGUE POR PARIS E DEPOIS PELA NORMANDIA, ONDE OS AGRICULTORES ESTÃO EM LUTA. A FRANÇA ESTÁ AFUNDANDO, A UNIÃO EUROPEIA ESTÁ AFUNDANDO, A VIDA DE FLORENT-CLAUDE ESTÁ AFUNDANDO. O SEXO É UMA CATÁSTROFE. A CULTURA NÃO É MAIS UMA TABUA DE SALVAÇÃO NEM MESMO PROUST OU THOMAS MANN SÃO CAPAZES DE SALVÁ-LO.NESSE CONTEXTO, FLORENT-CLAUDE DESCOBRE VÍDEOS PORNOGRÁFICOS ASSOMBROSOS EM QUE SUA ATUAL COMPANHEIRA APARECE, E ISSO É A GOTA DÁGUA PARA QUE ELE DEIXE O TRABALHO E PASSE A VIVER EM UM HOTEL. PERAMBULA PELA CIDADE, VISITA BARES, RESTAURANTES E SUPERMERCADOS. REPASSA SUAS RELAÇÕES AMOROSAS, MARCADAS SEMPRE PELO DESASTRE, QUE TRANSITAM ENTRE O CÔMICO E O PATÉTICO. AO SE REENCONTRAR COM UM VELHO AMIGO ARISTOCRATA, QUE PARECIA TER UMA VIDA PERFEITA, MAS QUE FOI ABANDONADO PELA ESPOSA E SE VÊ FALIDO, FLORENT-CLAUDE APRENDE A MANEJAR UMA ARMA DE FOGO QUE VAI MUDAR SUA VIDA PARA SEMPRE.EM UM ESPIRAL DE PROBLEMAS, FLORENT-CLAUDE SE TORNA UM HÁBIL ANALISTA DA CONTEMPORANEIDADE, DE SEUS ANSEIOS, INSEGURANÇAS E PROBLEMAS. SUA VIDA, UM REFLEXO DO DESINTERESSE PELO MUNDO, SERÁ O ESPELHO DAS MAIS CRUÉIS AGRURAS DA VIDA.SE HÁ QUALQUER UM HOJE EM DIA, NÃO SÓ NA LITERATURA FRANCESA, COMO NA MUNDIAL, QUE REFLITA SOBRE A ENORME MUTAÇÃO EM CURSO QUE TODOS NÓS SENTIMOS, E QUE NÃO SABEMOS COMO ANALISAR, ESSE ESCRITOR É HOUELLEBECQ. EMMANUEL CARRÈRE, LE MONDE.'

SEROTONINA

SEROTONINA

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
96% Positivas
975 qualificações
R$ 42,53 + frete R$ 13,45

Total: R$ 55,98

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'NIILISTA LÚCIDO, MICHEL HOUELLEBECQ CONSTRÓI UM PERSONAGEM OBSESSIVO E AUTODESTRUTIVO, QUE ANALISA A PRÓPRIA VIDA E O MUNDO QUE O RODEIA COM UM HUMOR ÁCIDO E VIRULENTO. SEROTONINA MOSTRA QUE O AUTOR CONTINUA SENDO UM DOS MAIS PERSPICAZES ANALISTAS DO SÉCULO XXI.FLORENT-CLAUDE LABROUSTE TEM 46 ANOS, DETESTA SEU NOME E TOMA ANTIDEPRESSIVOS QUE LIBERAM SEROTONINA E CAUSAM TRÊS EFEITOS COLATERAIS: NÁUSEA, FALTA DE LIBIDO E IMPOTÊNCIA. SEU PÉRIPLO COMEÇA EM ALMERIA (ESPANHA), SEGUE POR PARIS E DEPOIS PELA NORMANDIA, ONDE OS AGRICULTORES ESTÃO EM LUTA. A FRANÇA ESTÁ AFUNDANDO, A UNIÃO EUROPEIA ESTÁ AFUNDANDO, A VIDA DE FLORENT-CLAUDE ESTÁ AFUNDANDO. O SEXO É UMA CATÁSTROFE. A CULTURA NÃO É MAIS UMA TABUA DE SALVAÇÃO NEM MESMO PROUST OU THOMAS MANN SÃO CAPAZES DE SALVÁ-LO.NESSE CONTEXTO, FLORENT-CLAUDE DESCOBRE VÍDEOS PORNOGRÁFICOS ASSOMBROSOS EM QUE SUA ATUAL COMPANHEIRA APARECE, E ISSO É A GOTA DÁGUA PARA QUE ELE DEIXE O TRABALHO E PASSE A VIVER EM UM HOTEL. PERAMBULA PELA CIDADE, VISITA BARES, RESTAURANTES E SUPERMERCADOS. REPASSA SUAS RELAÇÕES AMOROSAS, MARCADAS SEMPRE PELO DESASTRE, QUE TRANSITAM ENTRE O CÔMICO E O PATÉTICO. AO SE REENCONTRAR COM UM VELHO AMIGO ARISTOCRATA, QUE PARECIA TER UMA VIDA PERFEITA, MAS QUE FOI ABANDONADO PELA ESPOSA E SE VÊ FALIDO, FLORENT-CLAUDE APRENDE A MANEJAR UMA ARMA DE FOGO QUE VAI MUDAR SUA VIDA PARA SEMPRE.EM UM ESPIRAL DE PROBLEMAS, FLORENT-CLAUDE SE TORNA UM HÁBIL ANALISTA DA CONTEMPORANEIDADE, DE SEUS ANSEIOS, INSEGURANÇAS E PROBLEMAS. SUA VIDA, UM REFLEXO DO DESINTERESSE PELO MUNDO, SERÁ O ESPELHO DAS MAIS CRUÉIS AGRURAS DA VIDA.SE HÁ QUALQUER UM HOJE EM DIA, NÃO SÓ NA LITERATURA FRANCESA, COMO NA MUNDIAL, QUE REFLITA SOBRE A ENORME MUTAÇÃO EM CURSO QUE TODOS NÓS SENTIMOS, E QUE NÃO SABEMOS COMO ANALISAR, ESSE ESCRITOR É HOUELLEBECQ. EMMANUEL CARRÈRE, LE MONDE.'

Serotonina Capa ilustrativa

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Kangoroo Web Kangoroo Web SP - São Paulo
95% Positivas
486 qualificações
R$ 46,54 + frete R$ 11,87

Total: R$ 58,41

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, nunca manuseado, direto da editora!!! Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

Serotonina Capa ilustrativa

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Brasil

Tipo: novo

Idioma: Português

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
93% Positivas
486 qualificações
R$ 47,90 + frete R$ 13,45

Total: R$ 61,35

Comprar ler descrição ocultar
Serotonina Capa ilustrativa

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Brasil

Tipo: novo

Idioma: Português

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
93% Positivas
486 qualificações
R$ 47,90 + frete R$ 13,45

Total: R$ 61,35

Comprar ler descrição ocultar
Serotonina Capa ilustrativa

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Brasil

Tipo: novo

Idioma: Português

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
93% Positivas
486 qualificações
R$ 47,90 + frete R$ 13,45

Total: R$ 61,35

Comprar ler descrição ocultar
Serotonina Capa ilustrativa

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Brasil

Tipo: novo

Idioma: Português

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
93% Positivas
486 qualificações
R$ 47,90 + frete R$ 13,45

Total: R$ 61,35

Comprar ler descrição ocultar
Serotonina Capa ilustrativa

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Brasil

Tipo: novo

Idioma: Português

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
93% Positivas
486 qualificações
R$ 47,90 + frete R$ 13,45

Total: R$ 61,35

Comprar ler descrição ocultar
Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Cia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Sob encomenda: Até 6 dias úteis + tempo de envio
Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
1192 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria Espanha, segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota dágua para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonad

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Cia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Sob encomenda: Até 6 dias úteis + tempo de envio
Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
1192 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria Espanha, segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota dágua para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonad

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Cia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Sob encomenda: Até 6 dias úteis + tempo de envio
Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
1192 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria Espanha, segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota dágua para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonad

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Cia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Sob encomenda: Até 6 dias úteis + tempo de envio
Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
1192 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria Espanha, segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota dágua para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonad

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara Cia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
1192 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria Espanha, segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota dágua para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonad

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
98% Positivas
1758 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI. Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação — nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo. Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d’água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo — que vai mudar sua vida para sempre. Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida. “Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq.

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
98% Positivas
1758 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI. Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação — nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo. Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d’água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo — que vai mudar sua vida para sempre. Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida. “Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq.

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
98% Positivas
1758 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI. Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação — nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo. Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d’água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo — que vai mudar sua vida para sempre. Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida. “Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq.

Serotonina

Serotonina

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
98% Positivas
1758 qualificações
R$ 47,92 + frete R$ 10,61

Total: R$ 58,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI. Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação — nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo. Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d’água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo — que vai mudar sua vida para sempre. Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida. “Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
154 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Infinity Astro dos Livros Infinity SP - São Paulo
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Infinity Astro dos Livros Infinity SP - São Paulo
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros 2 Astro dos Livros 2 SP - São Paulo
100% Positivas
87 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
154 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros 2 Astro dos Livros 2 SP - São Paulo
100% Positivas
87 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros 2 Astro dos Livros 2 SP - São Paulo
100% Positivas
87 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
154 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros 2 Astro dos Livros 2 SP - São Paulo
100% Positivas
87 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
154 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros 2 Astro dos Livros 2 SP - São Paulo
100% Positivas
87 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

SEROTONINA Capa ilustrativa

SEROTONINA

Ano:   Editora: Alfaguara

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
154 qualificações
R$ 48,52 + frete R$ 11,87

Total: R$ 60,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Niilista lúcido, Michel Houellebecq constrói um personagem obsessivo e autodestrutivo, que analisa a própria vida e o mundo que o rodeia com um humor ácido e virulento. Serotonina mostra que o autor continua sendo um dos mais perspicazes analistas do século XXI.Florent-Claude Labrouste tem 46 anos, detesta seu nome e toma antidepressivos que liberam serotonina e causam três efeitos colaterais: náusea, falta de libido e impotência. Seu périplo começa em Almeria (Espanha), segue por Paris e depois pela Normandia, onde os agricultores estão em luta. A França está afundando, a União Europeia está afundando, a vida de Florent-Claude está afundando. O sexo é uma catástrofe. A cultura não é mais uma tabua de salvação - nem mesmo Proust ou Thomas Mann são capazes de salvá-lo.Nesse contexto, Florent-Claude descobre vídeos pornográficos assombrosos em que sua atual companheira aparece, e isso é a gota d'água para que ele deixe o trabalho e passe a viver em um hotel. Perambula pela cidade, visita bares, restaurantes e supermercados. Repassa suas relações amorosas, marcadas sempre pelo desastre, que transitam entre o cômico e o patético. Ao se reencontrar com um velho amigo aristocrata, que parecia ter uma vida perfeita, mas que foi abandonado pela esposa e se vê falido, Florent-Claude aprende a manejar uma arma de fogo - que vai mudar sua vida para sempre.Em um espiral de problemas, Florent-Claude se torna um hábil analista da contemporaneidade, de seus anseios, inseguranças e problemas. Sua vida, um reflexo do desinteresse pelo mundo, será o espelho das mais cruéis agruras da vida."Se há qualquer um hoje em dia, não só na literatura francesa, como na mundial, que reflita sobre a enorme mutação em curso que todos nós sentimos, e que não sabemos como analisar, esse escritor é Houellebecq." Emmanuel Carrère, Le Monde.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro