A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Catatau Capa ilustrativa

Catatau

Paulo Leminski

O ´Catatau´ é um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses.

O ´Catatau´ é um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Catatau

Capa ilustrativa
Refinar resultado

27 livros novos e 28 livros usados em 40 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Catatau Capa ilustrativa

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

O Livro Disso O Livro Disso SP - Jundiaí
R$ 33,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 42,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura. Bom estado de conservação. 253 p.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Alento Livraria Alento RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
70 qualificações
R$ 33,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 42,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Exemplar em bom estado de conservação. Bordas infimamente amareladas; páginas claras; texto aparentemente sem grifos ou marcações.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Contracultura Sebo Contracultura SP - Campinas
100% Positivas
70 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 11,35

Total: R$ 46,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado, capa em bom estado, capa brochura, livro com leves marcas de uso, 253 páginas,

Catatau Capa ilustrativa

Catatau

Ano:   Editora: Sulina

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Alfarrabio das Aguas Alfarrabio das Aguas MG - Lambari
100% Positivas
26 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 49,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição conservado, 230pág.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Sulina

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sagarana Livros Usados Sagarana Livros Usados SP - São Paulo
100% Positivas
3 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 49,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura; Sem trechos grifados; Sem furos ou folhas soltas; Cortes e folhas amareladas e com manchas; Capa e lombada com marcas de dobra e escoriações devido manuseio; Miolo firme. CX04/01/2019; Ed.Sulina ; Ano 1989; Págs.230 ; LxCxA 160x230x14 (mm) - 20163268

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Berinjela Petrópolis4 Berinjela Petrópolis4 RJ - Petrópolis
100% Positivas
60 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 49,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Exemplar em bom estado de conservação; Capa com pouco desgaste nas bordas e vértices; Bordas das folhas com sinais de manuseio e sujidade; Carimbo na primeira folha; Primeiras e últimas folhas com manchas amareladas devido a ação do tempo; Sem sublinhados, grifos ou anotações; (Foto real do livro)Em caso de dúvidas enviamos mais fotos! - 201612810

Catatau Capa ilustrativa

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Amaral Livraria Amaral SP - São Paulo
100% Positivas
283 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 51,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Usado Muito Bom estado de conservação. Brochura, 253 págs. Não contém anotações, nome do ex-dono, grifos ou destaques em marca texto.

Catatau Capa ilustrativa

Catatau

Ano:   Editora: Sulina

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Espanhol

O Sebo Cultural O Sebo Cultural PB - João Pessoa
99% Positivas
615 qualificações
R$ 42,50 + frete R$ 9,93

Total: R$ 52,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição ID=305438A. Qtd.Páginas=230. CONDICAO GERAL: BOM, CONSERVA-SE EM BOAS CONDICOES PARA O MANUSEIO DA LEITURA EM RELACAO AO ANO DE PUBLICACAO. .CAPA/CONTRA CAPA: COM LEVES DESGASTE NAS EXTREMIDADES. .DORSO: PEQUENOS DESGASTES. .FOLHAS DE ROSTO: COM PEQUENAS MANCHAS DE OXIDACAO. .PAGINAS: CONSERVADAS. LEVEMENTE AMARELADAS PELA ACAO DO TEMPO. NADA QUE ATRAPALHE A LEITURA.

Catatau Capa ilustrativa

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Lima Barreto Sebo Lima Barreto RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
847 qualificações
R$ 44,99 + frete R$ 9,93

Total: R$ 54,92

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 30/11/2018 Livro em bom estado de conservação. Envelhecido pelo tempo. Levemente amassado pelo uso. Possui dedicatória/assinatura feita pelo antigo dono.

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
693 qualificações
R$ 44,25 + frete R$ 12,19

Total: R$ 56,44

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
693 qualificações
R$ 44,25 + frete R$ 12,19

Total: R$ 56,44

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
264 qualificações
R$ 47,20 + frete R$ 9,40

Total: R$ 56,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O 'Catatau' é um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
264 qualificações
R$ 47,20 + frete R$ 9,40

Total: R$ 56,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O 'Catatau' é um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
264 qualificações
R$ 47,20 + frete R$ 9,40

Total: R$ 56,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O 'Catatau' é um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses.

CATATAU

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
94% Positivas
1595 qualificações
R$ 47,20 + frete R$ 10,45

Total: R$ 57,65

Comprar ler descrição ocultar

Descrição CATATAU - Sinopse em desenvolvimento

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Peruíbe Livraria Peruíbe SP - São Paulo
98% Positivas
127 qualificações
R$ 48,76 + frete R$ 9,40

Total: R$ 58,16

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO . Livraria com mais de 40 ANOS. Siga nossa loja nas redes sociais. INSTA #VAMOSLERBR e concorra a livros em nossos SORTEIOS _x000D_ #VAMOSLERBR._x000D_ _x000D_O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse romance-ideia, como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe?, pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. _x000D_Ref 016158

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
108 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 6,35

Total: R$ 59,45

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse “romance-ideia”, como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: “Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe?”, pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil.

O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil.

O Catatau é, pois, um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses, constituindo-se em verdadeiro tesouro de invenção prosódica da língua, que une o falar culto ao popular. Nesse sentido o Catatau pode ser encarado como um romance Tropicalista, Concretista, Neobarroco.

Construído como um caudaloso solilóquio, o personagem Cartésio exibe aquela “erudição ostentosa” de que fala Sérgio Buarque de Holanda em Raízes do Brasil. Porém, Cartésio tem seus pensamentos desestruturados pelo Gênio Maligno que interdita a razão, personificado no monstro Occam, cuja presença no Catatau é sentida pelo maior ou menor grau de ilogicidade do discurso do personagem-filósofo.

Fruto das tensões dialéticas entre verborragia e silêncio, razão e loucura, beatitude e danação, repouso e movimento, ser e devir, o Catatau é um permanente convite à interpretação, e um tributo às mil alegrias da escritura. (Maurício Arruda Mendonça)

Sobre o autor

Paulo Leminski (1944-1989) foi poeta, narrador, crítico, tradutor, letrista de música popular e jornalista cultural. Sua bibliografia compõe dezenove livros, dos quais esta editora publicou: Metaformose (1994), Ex-estranho (1996) e Winterverno, com João Suplicy (2001).

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
108 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 6,35

Total: R$ 59,45

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse “romance-ideia”, como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: “Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe?”, pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil.

O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil.

O Catatau é, pois, um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses, constituindo-se em verdadeiro tesouro de invenção prosódica da língua, que une o falar culto ao popular. Nesse sentido o Catatau pode ser encarado como um romance Tropicalista, Concretista, Neobarroco.

Construído como um caudaloso solilóquio, o personagem Cartésio exibe aquela “erudição ostentosa” de que fala Sérgio Buarque de Holanda em Raízes do Brasil. Porém, Cartésio tem seus pensamentos desestruturados pelo Gênio Maligno que interdita a razão, personificado no monstro Occam, cuja presença no Catatau é sentida pelo maior ou menor grau de ilogicidade do discurso do personagem-filósofo.

Fruto das tensões dialéticas entre verborragia e silêncio, razão e loucura, beatitude e danação, repouso e movimento, ser e devir, o Catatau é um permanente convite à interpretação, e um tributo às mil alegrias da escritura. (Maurício Arruda Mendonça)

Sobre o autor

Paulo Leminski (1944-1989) foi poeta, narrador, crítico, tradutor, letrista de música popular e jornalista cultural. Sua bibliografia compõe dezenove livros, dos quais esta editora publicou: Metaformose (1994), Ex-estranho (1996) e Winterverno, com João Suplicy (2001).

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Atalho Literário Atalho Literário RS - Canoas
99% Positivas
111 qualificações
R$ 50,00 + frete R$ 10,45

Total: R$ 60,45

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura, lacrado no plástico.

Catatau (Ótimo Estado)

Catatau (Ótimo Estado)

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Vindima Livros Vindima Livros SP - São Paulo
100% Positivas
28 qualificações
R$ 49,99 + frete R$ 11,82

Total: R$ 61,81

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, excelente estado de conservação, brochura em ótimo estado, com leves desgastes devido ao tempo. Miolo em excelente estado, páginas clarinhas, 253 páginas novinhas, 16, 5x23cm. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. Esta obra de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes.Excelente aquisição! Unidade Jardins! E6P3

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Sebo em Nome da Rosa Livraria Sebo em Nome da Rosa SP - São Paulo
100% Positivas
21 qualificações
R$ 50,00 + frete R$ 13,03

Total: R$ 63,03

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Capa Brochura, com as páginas levemente amareladas pelo tempo, em bom estado, inteiro, sem rabiscos, rasuras ou grifo.. Para mais informações peça fotos.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Exituslivros Exituslivros SP - Carapicuíba
100% Positivas
6 qualificações
R$ 53,00 + frete R$ 11,35

Total: R$ 64,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo ! O Catatau é um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses. Sobre o Autor Escritor, poeta, tradutor e professor, Paulo Leminski era também faixa-preta em judô. Nasceu em 1944, em Curitiba, e faleceu em 1989. O pai era polonês e a mãe negra. Desde cedo inventou um jeito próprio de escrever poesia, preferindo poemas breves, trocadilhos ou “brincadeiras” com ditados franceses. Paulo esteve no primeiro Congresso Brasileiro de Poesia de Vanguarda, em Belo Horizonte, onde conheceu Haroldo de Campos. Os dois tornaram-se amigos...

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
99% Positivas
103 qualificações
R$ 56,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 65,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 256pp.

Catatau

Catatau

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
99% Positivas
103 qualificações
R$ 58,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 67,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 256pp.

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
155 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 14,50

Total: R$ 67,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L99112997 ISBN: 9788573213362 Sinopse: O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse romance-ideia , como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe? , pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil.

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
155 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 14,50

Total: R$ 67,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L99112997 ISBN: 9788573213362 Sinopse: O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse romance-ideia , como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe? , pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil.

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
155 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 14,50

Total: R$ 67,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L99112997 ISBN: 9788573213362 Sinopse: O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse romance-ideia , como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe? , pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil.

CATATAU Capa ilustrativa

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
155 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 14,50

Total: R$ 67,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L99112997 ISBN: 9788573213362 Sinopse: O Catatau (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse romance-ideia , como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe? , pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil.

CATATAU

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
333 qualificações
R$ 59,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 68,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'O Catatau' (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse “romance-ideia”, como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: “Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe?”, pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil. O Catatau é, pois, um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses, constituindo-se em verdadeiro tesouro de invenção prosódica da língua, que une o falar culto ao popular. Nesse sentido o Catatau pode ser encarado como um romance Tropicalista, Concretista, Neobarroco.

CATATAU

CATATAU

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
333 qualificações
R$ 59,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 68,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'O Catatau' (1975) de Paulo Leminski é umas das obras-primas da literatura brasileira de invenção do século 20. Escrito durante quase uma década, esse “romance-ideia”, como o denominou o autor, é um monólogo onírico de René Descartes em visita a Pernambuco no período holandês. Diante do absurdo da natureza dos trópicos e dos costumes dos indígenas, o filósofo vê sua razão naufragar: “Duvido se existo, quem sou eu se esse tamanduá existe?”, pergunta. Num texto lúdico, parodiando as narrativas dos viajantes e empregando recursos do Concretismo e do Tropicalismo, Leminski cria uma fábula inovadora e radical, firmando-se como um dos grandes explicadores do Brasil. O leitor tem em mãos um clássico da literatura brasileira recente. O Catatau (1975) de Paulo Leminski é um texto experimental que se filia à grande tradição das novelas satíricas e filosóficas, tais como Gargantua de Rabelais, Gulliver de Swift, Jacques, o fatalista de Diderot, Robinson Crusoe de Defoe. Tanto é que o núcleo da fábula do Catatau trata de uma insólita vinda do filósofo René Descartes a Recife, no tempo do Brasil holandês. Submetido ao trópico e à exótica natureza tupiniquim, após fumar certa erva que lhe sequestra a clareza de pensamento, René Descartes, ou simplesmente Cartésio, delira enquanto espera a vinda do oficial do exército da Companhia das Índias Ocidentais, o polonês Krzysztof Arciszewski, o qual ficou de lhe explicar esse inabordável Brasil. O Catatau é, pois, um texto de vanguarda que trata de assuntos afeitos aos séculos 16 e 17. Nele o autor emprega recursos como neologismos, aforismos, filosofemas e trocadilhos nonsense, parodiando clássicos portugueses, constituindo-se em verdadeiro tesouro de invenção prosódica da língua, que une o falar culto ao popular. Nesse sentido o Catatau pode ser encarado como um romance Tropicalista, Concretista, Neobarroco.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro