A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Do Teatro Militante a Musica Engajada Capa ilustrativa

Do Teatro Militante à Música Engajada

Miliandre Garcia

As conexões entre política e cultura no Brasil dos anos 1960 são bastante conhecidas e rememoradas pela memória social. Ao longo daquela década os estudantes foram atores principais do enredo histórico. Assumindo-se como guias e parceiros do povo na caminhada revolucionária, os estudantes brasileiros acabaram por forjar uma cultura de esquerda vigorosa que, se não impediu a derrota dos projetos revolucionários, marcou a vida cultural brasileira como um todo, sendo incorporada pela própria indústria cultural, com todas as virtudes e armadilhas desse processo. O Teatro de Arena e o Centro Popular de Cultura da une foram laboratórios centrais da cultura “nacional-popular”, nos quais os sonhos revolucionários ganhavam gesto e forma. Apesar – e por causa – da sua importância histórica, a cultura de esquerda dos anos 1960 foi objeto de ampla revisão crítica, principalmente ao longo da década de 1980, que, se teve a virtude de apontar as contradições da cultura nacional-popular de esquerda, negligenciou seus debates internos, suas obras de arte mais complexas, seus vários projetos estéticos. Neste livro, Miliandre Garcia valoriza justamente esses pontos, reunindo um amplo conjunto de fontes de época e posicionando-se de forma crítica diante da memória e das lutas ideológicas. Miliandre analisa a gênese dos projetos culturais da esquerda estudantil, valoriza a riqueza de debates no interior do cpc e termina por situar a trajetória de um dos fundadores da entidade, o artista Carlos Lyra, dentro da cultura de esquerda, tomando-o como uma síntese da arte moderna de esquerda e de seus dilemas principais: nacionalismo ou cosmopolitismo; expressão ou comunicação; tradição ou modernidade.da volume. O leitor perceberá a obra de uma jovem historiadora que procura valorizar o detalhe informativo, a indeterminação e a pluralidade de projetos ideológicos como marcas do processo histórico. Enfim, um olhar historiográfico que procura novas maneiras de analisar a relação entre cultura e política na história do Brasil. Fechar Ler mais

As conexões entre política e cultura no Brasil dos anos 1960 são bastante conhecidas e rememoradas pela memória social. Ao longo daquela década os estudantes foram atores principais do enredo histórico. Assumindo-se como guias e parceiros do povo na caminhada revolucionária, os estudantes brasileiros acabaram por forjar uma cultura de esquerda vigorosa que, se não impediu a derrota dos projetos revolucionários, marcou a vida cultural brasileira como um todo, sendo incorporada pela própria indústria cultural, com todas as virtudes e armadilhas desse processo. O Teatro de Arena e o Centro Popular de Cultura da une foram laboratórios centrais da cultura “nacional-popular”, nos quais os sonhos revolucionários ganhavam gesto e forma. Apesar – e por causa – da sua importância histórica, a cultura de esquerda dos anos 1960 foi objeto de ampla revisão crítica, principalmente ao longo da década de 1980, que, se teve a virtude de apontar as contradições da cultura nacional-popular de esquerda, negligenciou seus debates internos, suas obras de arte mais complexas, seus vários projetos estéticos. Neste livro, Miliandre Garcia valoriza justamente esses pontos, reunindo um amplo conjunto de fontes de época e posicionando-se de forma crítica diante da memória e das lutas ideológicas. Miliandre analisa a gênese dos projetos culturais da esquerda estudantil, valoriza a riqueza de debates no interior do cpc e termina por situar a trajetória de um dos fundadores da entidade, o artista Carlos Lyra, dentro da cultura de esquerda, tomando-o como uma síntese da arte moderna de esquerda e de seus dilemas principais: nacionalismo ou cosmopolitismo; expressão ou comunicação; tradição ou modernidade.da volume. O leitor perceberá a obra de uma jovem historiadora que procura valorizar o detalhe informativo, a indeterminação e a pluralidade de projetos ideológicos como marcas do processo histórico. Enfim, um olhar historiográfico que procura novas maneiras de analisar a relação entre cultura e política na história do Brasil. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Do Teatro Militante a Música Engajada

3 livros usados em 2 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Do Teatro Militante a Música Engajada

Do Teatro Militante a Música Engajada

Ano:   Editora: Fundacao Perseu Abramo

Tipo: seminovo/usado

Toque Mágico Livros Toque Mágico Livros SP - São Paulo
100% Positivas
44 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 9,63

Total: R$ 34,63

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro em bom estado com apenas as bordas empoeiradas e marcas de molhasso, folhas onduladas, nada que interfira em uma ótima leitura (miolo intacto). Nos anos 1960, o Teatro de Arena e o Centro Popular de Cultura da une foram laboratórios centrais da cultura nacional-popular, no qual os sonhos revolucionários ganhavam gesto e forma. Este livro analisa a gênese destes projetos culturais e valoriza a riqueza de debates no interior do CPC e da cultura de esquerda. - 20166879

Do Teatro Militante a Música Engajada

Do Teatro Militante a Música Engajada

Ano:   Editora: Fundacao Perseu Abramo

Tipo: seminovo/usado

Toque Mágico Livros Toque Mágico Livros SP - São Paulo
100% Positivas
44 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 9,63

Total: R$ 44,63

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro em bom estado com apenas as bordas empoeiradas, nada que interfira em uma ótima leitura (miolo intacto). Nos anos 1960, o Teatro de Arena e o Centro Popular de Cultura da une foram laboratórios centrais da cultura nacional-popular, no qual os sonhos revolucionários ganhavam gesto e forma. Este livro analisa a gênese destes projetos culturais e valoriza a riqueza de debates no interior do CPC e da cultura de esquerda. - 20166880

Do Teatro Militante à Música Engajada Capa ilustrativa

Do Teatro Militante à Música Engajada

Ano:   Editora: Perseu Abramo

Tipo: seminovo/usado

Sebo Bãodeler Sebo Bãodeler SP - São Bernardo do Campo
100% Positivas
25 qualificações
R$ 50,00 + frete R$ 9,10

Total: R$ 59,10

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Em excelente estado de conservação: capa e lombada preservados com levíssimos sinais de manuseio (quase imperceptíveis); sem grifos ou anotações; cortes brancos, porém com leves pontinhos de acidificação; CoNSuLTE-NoS. Quaisquer dúvidas, pergunte pelo whatsapp (11) 99399-5157. LOjA

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro