A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Confesso Que Perdi Memorias Capa ilustrativa

Confesso que perdi: memórias

Juca Kfouri

Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiencias fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi.

Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e mu itas vezes as duas coisas), experiencias fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Confesso Que Perdi - Memorias

13 livros novos e 7 livros usados em 12 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Confesso Que Perdi - Memorias

Confesso Que Perdi - Memorias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Expansão Cultural Expansão Cultural SP - São Paulo
100% Positivas
150 qualificações
R$ 18,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 27,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 247pag. ótimo estado

Confesso Que Perdi - Memorias

Confesso Que Perdi - Memorias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Canto do Livro Canto do Livro MG - Belo Horizonte
93% Positivas
27 qualificações
R$ 19,90 + frete R$ 10,45

Total: R$ 30,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em excelente estado, seminovo, brochura, 248 páginas.

Confesso Que Perdi - Memorias

Confesso Que Perdi - Memorias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Germinal Sebo Germinal Sebo SP - São Paulo
97% Positivas
120 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 10,82

Total: R$ 30,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada “máfia da loteria esportiva”, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como “O pensador”, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e reportagens notáveis, como a que revelou a ident

Confesso Que Perdi - Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi - Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Releitura Livros Releitura Livros RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
432 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 34,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro em bom estado de conservação === de acordo com a nova ortografia === miolo perfeito---conteúdo preservado; texto completamente preservado, livre de grifos, riscos, sublinhados, anotações, etc.; capas íntegras e em bom estado, porém com leves sinais de armazenamento; folhas limpas e claras; laterais/corte apresentam leves sinais de armazenamento; brochura; 14x21cm; 248 págs; isbn: 9788535929737; livro em português; cód.sep: 100405 / cód.int: 98050

Confesso Que Perdi - Memórias

Confesso Que Perdi - Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Thali Livros Thali Livros SP - São Paulo
99% Positivas
230 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 34,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Novo ******** Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada “máfia da loteria esportiva”, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como “O pensador”, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e reportagens notáveis, como a que revelo

Confesso Que Perdi Memórias

Confesso Que Perdi Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Rio Branco Sebo Rio Branco RN - Natal
98% Positivas
136 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 34,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Exemplar em bom estado de leitura e conservação; com marcas de uso; capa, bordas e lombada com leves desgastes. – R22 (28/08/19) (QRC-03)

Confesso Que Perdi Memorias

Confesso Que Perdi Memorias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Jc Sebo Livraria Jc Sebo SP - Osasco
98% Positivas
45 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 10,45

Total: R$ 35,45

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Otimo estado - 201638668

Confesso Que Perdi Memorias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi Memorias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Desterrados Artes Desterrados Artes SC - Florianópolis
100% Positivas
20 qualificações
R$ 30,00 + frete R$ 10,45

Total: R$ 40,45

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em ótimo estado de conservação.

Confesso Que Perdi : Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi : Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1370 qualificações
R$ 36,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 45,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 264 pág. Sinopse: Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada máfia da loteria esportiva, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e repo

Confesso Que Perdi : Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi : Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1370 qualificações
R$ 36,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 45,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 264 pág. Sinopse: Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada máfia da loteria esportiva, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e repo

Confesso Que Perdi : Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi : Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1370 qualificações
R$ 36,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 45,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 264 pág. Sinopse: Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada máfia da loteria esportiva, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e repo

Confesso Que Perdi : Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi : Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1370 qualificações
R$ 36,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 45,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 264 pág. Sinopse: Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada máfia da loteria esportiva, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e repo

Confesso Que Perdi : Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi : Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1370 qualificações
R$ 36,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 45,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 264 pág. Sinopse: Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada máfia da loteria esportiva, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como O pensador, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e repo

Confesso Que Perdi: Memórias

Confesso Que Perdi: Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livros Online Livros Online SP - São Paulo
97% Positivas
319 qualificações
R$ 38,16 + frete R$ 8,82

Total: R$ 46,98

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada “máfia da loteria esportiva”, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como “O pensador”, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e reportagens notáveis, como a que revelou a identidade do desenhista Carlos Zéfiro, um segredo que durava mais de trinta anos: tratava-se do funcionário público Alcides Caminha, parceiro de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito. Tendo se oposto à construção do Itaquerão, o corintiano Juca estava no meio da torcida na fatídica noite de 1977, quando o time quebrou o jejum de mais de vinte anos sem títulos. “Não sei como, fui parar no gramado do Morumbi, com uma bandeira na mão, bandeira que não levara ao estádio e não me recordo de ter comprado”, lembra, sem lembrar. É com a sinceridade de quem sabe que a memória é traidora que o autor nos oferece essas deliciosas confissões de derrota.

Confesso Que Perdi: Memórias

Confesso Que Perdi: Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livros Online Livros Online SP - São Paulo
97% Positivas
319 qualificações
R$ 38,16 + frete R$ 8,82

Total: R$ 46,98

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada “máfia da loteria esportiva”, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como “O pensador”, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e reportagens notáveis, como a que revelou a identidade do desenhista Carlos Zéfiro, um segredo que durava mais de trinta anos: tratava-se do funcionário público Alcides Caminha, parceiro de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito. Tendo se oposto à construção do Itaquerão, o corintiano Juca estava no meio da torcida na fatídica noite de 1977, quando o time quebrou o jejum de mais de vinte anos sem títulos. “Não sei como, fui parar no gramado do Morumbi, com uma bandeira na mão, bandeira que não levara ao estádio e não me recordo de ter comprado”, lembra, sem lembrar. É com a sinceridade de quem sabe que a memória é traidora que o autor nos oferece essas deliciosas confissões de derrota.

Confesso Que Perdi: Memórias Capa ilustrativa

Confesso Que Perdi: Memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livros Online Livros Online SP - São Paulo
97% Positivas
319 qualificações
R$ 38,16 + frete R$ 8,82

Total: R$ 46,98

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada “máfia da loteria esportiva”, e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como “O pensador”, de Rodin. Na Playboy, revista que também dirigiu, Juca publicou entrevistas e reportagens notáveis, como a que revelou a identidade do desenhista Carlos Zéfiro, um segredo que durava mais de trinta anos: tratava-se do funcionário público Alcides Caminha, parceiro de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito. Tendo se oposto à construção do Itaquerão, o corintiano Juca estava no meio da torcida na fatídica noite de 1977, quando o time quebrou o jejum de mais de vinte anos sem títulos. “Não sei como, fui parar no gramado do Morumbi, com uma bandeira na mão, bandeira que não levara ao estádio e não me recordo de ter comprado”, lembra, sem lembrar. É com a sinceridade de quem sabe que a memória é traidora que o autor nos oferece essas deliciosas confissões de derrota.

Confesso que perdi: memórias

Confesso que perdi: memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Vertov Livraria Vertov PR - Curitiba
100% Positivas
29 qualificações
R$ 44,90 + frete R$ 9,93

Total: R$ 54,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada "máfia da loteria esportiva", e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como "O pensador", de Rodi

Confesso que perdi: memórias

Confesso que perdi: memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Vertov Livraria Vertov PR - Curitiba
100% Positivas
29 qualificações
R$ 44,90 + frete R$ 9,93

Total: R$ 54,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Em quase cinquenta anos de atuação como jornalista, Juca Kfouri acompanhou de perto, como observador ou participante (e muitas vezes as duas coisas), experiências fundamentais do mundo da política, da cultura e do esporte. O saldo é uma inescapável sensação de derrota, compartilhada nas memórias que o autor registra em Confesso que perdi. Juca cobriu todas as Copas do Mundo desde 1982, e já havia participado indiretamente da cobertura das Copas de 1970, 1974 e 1978. À frente da revista Placar, foi responsável por desvendar e denunciar a chamada "máfia da loteria esportiva", e por memoráveis capas como a que trazia seu amigo Sócrates posando como "O pensador", de Rodi

confesso que perdi: memórias Capa ilustrativa

confesso que perdi: memórias

Ano:   Editora: Companhia das Letras Grupo

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
910 qualificações
R$ 44,45 + frete R$ 12,19

Total: R$ 56,64

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado in

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro