A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua Capa ilustrativa

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dágua

Jorge Amado

5 de 5 estrelas (1 avaliação)

"Saí da leitura dessa extraordinária novela [...] com a mesma sensação que tive, e que nunca mais se repetiu, ao ler os grandes romances e novelas dos mestres russos do século XIX", declarou Vinícius de Moraes. Escrita em 1959, esta pequena obra-prima de concisão narrativa e poética é tida por muitos como uma das mais admiráveis novelas da nossa língua. Numa prosa inebriante, que tangecia o fantástico sem perder o olhar aguçado para as particularidades da sociedade baiana, Jorge Amado narra a história das várias mortes de Joaquim Soares da Cunha, vulgo Quincas Berro Dágua, cidadão exemplar que a certa altura da vida decide abandonar a família e a reputação ilibada para juntar-se à malandragem da cidade. Algum tempo depois, Quincas é encontrado sem vida em seu quarto imundo. Sua avergonhada família tenta restituir-lhe a compostura, vesti-lo e enterrá-lo com decência; mas, no velório, os amigos de copo e farra dão-lhe cachaça, despem-no dos trajes formais e fazem-no voltar a ser o bom e velho Quincas. Levado ao pelourinho, o finado joga capoeira, abraça meretrizes, canta, ri e segue a farra em direção à sua segunda e apoteótica morte. Um caderno de imagens traz fotos e ilustrações ligadas ao livro.    

"Saí da leitura dessa extraordinária novela [...] com a mesma sensação que tive, e que nunca mais se repetiu, ao ler os grandes romances e novelas dos mestres russos do século XIX", declarou Vinícius de Moraes. Escrita em 1959, esta pequena obra-prima de concisão narrativa e poética é tida por muitos como uma das mais admiráveis novelas da nossa língua. Numa prosa inebriante, que tangecia o fantástico sem perder o olhar aguçado para as particularidades da sociedade baiana, Jorge Amado narra a história das várias mortes de Joaquim Soares da Cunha, vulgo Quincas Berro Dágua, cidadão exemplar que a certa altura da vida decide abandonar a família e a reputação ilibada para juntar-se à malandragem da cidade. Algum tempo depois, Quincas é encontrado sem vida em seu quarto imundo. Sua avergonhada família tenta restituir-lhe a compostura, vesti-lo e enterrá-lo com decência; mas, no velório, os amigos de copo e farra dão-lhe cachaça, despem-no dos trajes formais e fazem-no voltar a ser o bom e velho Quincas. Levado ao pelourinho, o finado joga capoeira, abraça meretrizes, canta, ri e segue a farra em direção à sua segunda e apoteótica morte. Um caderno de imagens traz fotos e ilustrações ligadas ao livro. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua

Refinar resultado

3 livros usados em 2 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua

Ano:   Editora: Afiliada

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Basques2 Sebo Basques2 SP - São Paulo
100% Positivas
92 qualificações
R$ 14,50 + frete R$ 8,24

Total: R$ 22,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro com pontas e bordas da sobrecapa desgastados, páginas amareladas, bordas e corte dianteiro escurecidos, livro com pontos de oxidação. Brochura 14x21 96 Pgs. Jorge Amado narra a história das várias mortes de Joaquim Soares da Cunha, vulgo Quincas Berro Dágua, cidadão exemplar que a certa altura da vida decide abandonar a família e a reputação ilibada para juntar-se à malandragem da cidade. Algum tempo depois, Quincas é encontrado sem vida em seu quarto imundo. Sua envergonhada família tenta restituir-lhe a compostura, vesti-lo e enterrá-lo com decência; mas, no velório, os amigos de copo e farra dão-lhe cachaça, despem-no dos trajes formais e fazem-no voltar a ser o bom e velho Quincas. Levado ao Pelourinho, o finado joga capoeira, ... - 201621319

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua Capa ilustrativa

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua

Ano:   Editora: Afiliada

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Academia do Saber Passos Academia do Saber Passos RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
310 qualificações
R$ 15,00 + frete R$ 7,61

Total: R$ 22,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição (Estoque N.26791); Miolo preservado.; Livro em bom estado; Páginas levemente amareladas - 20163703

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua

A Morte e a Morte de Quincas Berro Dagua

Ano:   Editora: Afiliada

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Basques2 Sebo Basques2 SP - São Paulo
100% Positivas
92 qualificações
R$ 18,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 26,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro com pontos de oxidação, nos cortes, pontas das capas levemente amassadas. Brochura, 14 x 21 cm, 96 Páginas. Jorge Amado narra a história das várias mortes de Joaquim Soares da Cunha, vulgo Quincas Berro Dágua, cidadão exemplar que a certa altura da vida decide abandonar a família e a reputação ilibada para juntar-se à malandragem da cidade. Algum tempo depois, Quincas é encontrado sem vida em seu quarto imundo. Sua envergonhada família tenta restituir-lhe a compostura, vesti-lo e enterrá-lo com decência; mas, no velório, os amigos de copo e farra dão-lhe cachaça, despem-no dos trajes formais e fazem-no voltar a ser o bom e velho Quincas. Levado ao Pelourinho, o finado joga capoeira, abraça meretrizes, canta, ri e segue a farra em ... - 201642560

Avaliações do livro

5 de 5 estrelas (1 avaliação)

Faça sua avaliação

Avalie o livro

  • Por: Adriana de Godoy , em 08/07/2010 Eu recomendo este livro

    Livro maravilhoso. Uma delícia de ser lido, muito divertido e cheio do gingado de Jorge Amado. Uma preciosidade.

    Esta avaliação foi útil?