A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
O Destino das Imagens Capa ilustrativa

O Destino das Imagens

Jacques Rancière

Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

O Destino Das Imagens

Capa ilustrativa

23 livros novos e 1 livro usado em 8 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
O Destino Das Imagens Capa ilustrativa

O Destino Das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1407 qualificações
R$ 39,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 47,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 16 x 23 cm, 152 pág. Sinopse: Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as

O Destino Das Imagens Capa ilustrativa

O Destino Das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1407 qualificações
R$ 39,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 47,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 16 x 23 cm, 152 pág. Sinopse: Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as

O Destino Das Imagens Capa ilustrativa

O Destino Das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1407 qualificações
R$ 39,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 47,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 16 x 23 cm, 152 pág. Sinopse: Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as

O Destino Das Imagens Capa ilustrativa

O Destino Das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1407 qualificações
R$ 39,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 47,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 16 x 23 cm, 152 pág. Sinopse: Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as ima

O Destino Das Imagens Capa ilustrativa

O Destino Das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1407 qualificações
R$ 39,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 47,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 16 x 23 cm, 152 pág. Sinopse: Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as ima

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo e Livraria Sul Sebo e Livraria Sul SC - Rio do Sul
100% Positivas
15 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado, carimbo com o nome do antigo dono na segunda pagina.

Destino das Imagens, O

Destino das Imagens, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Authentic Livros Authentic Livros SP - São Paulo
100% Positivas
16 qualificações
R$ 40,04 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos , ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresso n . O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as imag e n s) é revista nos termos de uma teoria da obra de arte como inscrição testemunhal/imagética. Ele nos mostra ainda em que medida devemos ver a arte do regime pós-representativo, que denomina de estético, como uma ruptura com a hierarquia na qual as i ma gens estavam subordinadas aos textos. Ou seja, como pensar a relação entre palavras e imagens depois de Lessing e de seu tratado Laocoonte, que deve ser visto como o auge (e também o esgotamento) da estética da representação. Rancière mostra qu e não faz sentido se pensar o irrepresentável hoje na chave do antigo regime imitativo da arte. Já para os pensadores românticos a arte não era representação de um objeto. Resta o desafio de se pensar o inimaginável e o não experienciável, como, por ex emplo, o trauma: O irrepresentável repousa justamente aí, na impossibilidade de uma experiência se expressar em sua língua própria.

Destino das Imagens, O

Destino das Imagens, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Authentic Livros Authentic Livros SP - São Paulo
100% Positivas
16 qualificações
R$ 40,04 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos , ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresso n . O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as imag e n s) é revista nos termos de uma teoria da obra de arte como inscrição testemunhal/imagética. Ele nos mostra ainda em que medida devemos ver a arte do regime pós-representativo, que denomina de estético, como uma ruptura com a hierarquia na qual as i ma gens estavam subordinadas aos textos. Ou seja, como pensar a relação entre palavras e imagens depois de Lessing e de seu tratado Laocoonte, que deve ser visto como o auge (e também o esgotamento) da estética da representação. Rancière mostra qu e não faz sentido se pensar o irrepresentável hoje na chave do antigo regime imitativo da arte. Já para os pensadores românticos a arte não era representação de um objeto. Resta o desafio de se pensar o inimaginável e o não experienciável, como, por ex emplo, o trauma: O irrepresentável repousa justamente aí, na impossibilidade de uma experiência se expressar em sua língua própria.

Destino das Imagens, O

Destino das Imagens, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Authentic Livros Authentic Livros SP - São Paulo
100% Positivas
16 qualificações
R$ 40,04 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,39

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos , ele postula uma teoria não midiológica da visualidade e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresso n . O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da ut pictura poesis (que pensa a relação entre as palavras e as imag e n s) é revista nos termos de uma teoria da obra de arte como inscrição testemunhal/imagética. Ele nos mostra ainda em que medida devemos ver a arte do regime pós-representativo, que denomina de estético, como uma ruptura com a hierarquia na qual as i ma gens estavam subordinadas aos textos. Ou seja, como pensar a relação entre palavras e imagens depois de Lessing e de seu tratado Laocoonte, que deve ser visto como o auge (e também o esgotamento) da estética da representação. Rancière mostra qu e não faz sentido se pensar o irrepresentável hoje na chave do antigo regime imitativo da arte. Já para os pensadores românticos a arte não era representação de um objeto. Resta o desafio de se pensar o inimaginável e o não experienciável, como, por ex emplo, o trauma: O irrepresentável repousa justamente aí, na impossibilidade de uma experiência se expressar em sua língua própria.

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Francisco de Assis2 Francisco de Assis2 SP - São Paulo
100% Positivas
122 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 48,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Capa brochura, livro novo lacrado. OBS: se preferir envio fotos do livro pelo whatsapp.

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
123 qualificações
R$ 43,20 + frete R$ 6,35

Total: R$ 49,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
123 qualificações
R$ 43,20 + frete R$ 6,35

Total: R$ 49,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
123 qualificações
R$ 43,20 + frete R$ 6,35

Total: R$ 49,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
123 qualificações
R$ 43,20 + frete R$ 6,35

Total: R$ 49,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
123 qualificações
R$ 43,20 + frete R$ 6,35

Total: R$ 49,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Estudo sobre a natureza múltipla e heterogênea das imagens no mundo contemporâneo.

Destino das imagens, O

Destino das imagens, O

Ano:   Editora: Editora Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Mdx Livros Mdx Livros RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
73 qualificações
R$ 45,86 + frete R$ 7,87

Total: R$ 53,73

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da "visualidade" e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da "ut pictura poesis" (que pensa a relação entre as palavras e as imagens) é revista nos termos de uma teoria da obra de arte como inscrição testemunhal/imagética. Ele nos mostra ainda em que medida devemos ver a arte do regime pós-representativo, que denomina de estético, como uma ruptura com a hierarquia na qual as imagens estavam subordinadas aos textos. Ou seja, como pensar a relação entre palavras e imagens depois de Lessing e de seu tratado "Laocoonte", que deve ser visto como o auge (e também o esgotamento) da estética da representação. Rancière mostra que não faz sentido se pensar o irrepresentável hoje na chave do antigo regime imitativo da arte. Já para os pensadores românticos a arte não era representação de um objeto. Resta o desafio de se pensar o inimaginável e o não experienciável, como, por exemplo, o trauma: "O irrepresentável repousa justamente aí, na impossibilidade de uma experiência se expressar em sua língua própria." Márcio SeligmannJacques Rancière é um dos filósofos mais respeitados da atualidade. Professor emérito da Universidade Paris VIII (St. Denis), dedicou-se a pesquisas sobre as classes operárias francesas e lutas políticas marginalizadas da história oficial. Atualmente tem explorado as relações entre estética e política, com ênfase nas artes visuais, em livros como "La Partage du sensible", "Le Spectateur émancipé", "Les Écarts du cinema" e "Aisthesis. Scènes du régime esthétique de l´art"."O discurso que quer saudar as ?imagens? como sombras perdidas, fugitivamente convocadas da profundeza dos Infernos, deste modo parece as sustentar apenas ao preço de se contradizer, de se transformar num imenso poema que faz comunicar sem limite as artes e os suportes, as obras de arte e as ilustrações do mundo, o mutismo das imagens e sua eloquência. Por trás da aparência da contradição, é preciso olhar mais de perto o jogo dessas trocas."

Destino das imagens, O

Destino das imagens, O

Ano:   Editora: Editora Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Mdx Livros Mdx Livros RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
73 qualificações
R$ 45,86 + frete R$ 7,87

Total: R$ 53,73

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da "visualidade" e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da "ut pictura poesis" (que pensa a relação entre as palavras e as imagens) é revista nos termos de uma teoria da obra de arte como inscrição testemunhal/imagética. Ele nos mostra ainda em que medida devemos ver a arte do regime pós-representativo, que denomina de estético, como uma ruptura com a hierarquia na qual as imagens estavam subordinadas aos textos. Ou seja, como pensar a relação entre palavras e imagens depois de Lessing e de seu tratado "Laocoonte", que deve ser visto como o auge (e também o esgotamento) da estética da representação. Rancière mostra que não faz sentido se pensar o irrepresentável hoje na chave do antigo regime imitativo da arte. Já para os pensadores românticos a arte não era representação de um objeto. Resta o desafio de se pensar o inimaginável e o não experienciável, como, por exemplo, o trauma: "O irrepresentável repousa justamente aí, na impossibilidade de uma experiência se expressar em sua língua própria." Márcio SeligmannJacques Rancière é um dos filósofos mais respeitados da atualidade. Professor emérito da Universidade Paris VIII (St. Denis), dedicou-se a pesquisas sobre as classes operárias francesas e lutas políticas marginalizadas da história oficial. Atualmente tem explorado as relações entre estética e política, com ênfase nas artes visuais, em livros como "La Partage du sensible", "Le Spectateur émancipé", "Les Écarts du cinema" e "Aisthesis. Scènes du régime esthétique de l´art"."O discurso que quer saudar as ?imagens? como sombras perdidas, fugitivamente convocadas da profundeza dos Infernos, deste modo parece as sustentar apenas ao preço de se contradizer, de se transformar num imenso poema que faz comunicar sem limite as artes e os suportes, as obras de arte e as ilustrações do mundo, o mutismo das imagens e sua eloquência. Por trás da aparência da contradição, é preciso olhar mais de perto o jogo dessas trocas."

Destino das imagens, O

Destino das imagens, O

Ano:   Editora: Editora Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Mdx Livros Mdx Livros RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
73 qualificações
R$ 45,86 + frete R$ 7,87

Total: R$ 53,73

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da "visualidade" e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas. Relacionando o visível e o dizível, a tradição da "ut pictura poesis" (que pensa a relação entre as palavras e as imagens) é revista nos termos de uma teoria da obra de arte como inscrição testemunhal/imagética. Ele nos mostra ainda em que medida devemos ver a arte do regime pós-representativo, que denomina de estético, como uma ruptura com a hierarquia na qual as imagens estavam subordinadas aos textos. Ou seja, como pensar a relação entre palavras e imagens depois de Lessing e de seu tratado "Laocoonte", que deve ser visto como o auge (e também o esgotamento) da estética da representação. Rancière mostra que não faz sentido se pensar o irrepresentável hoje na chave do antigo regime imitativo da arte. Já para os pensadores românticos a arte não era representação de um objeto. Resta o desafio de se pensar o inimaginável e o não experienciável, como, por exemplo, o trauma: "O irrepresentável repousa justamente aí, na impossibilidade de uma experiência se expressar em sua língua própria." Márcio SeligmannJacques Rancière é um dos filósofos mais respeitados da atualidade. Professor emérito da Universidade Paris VIII (St. Denis), dedicou-se a pesquisas sobre as classes operárias francesas e lutas políticas marginalizadas da história oficial. Atualmente tem explorado as relações entre estética e política, com ênfase nas artes visuais, em livros como "La Partage du sensible", "Le Spectateur émancipé", "Les Écarts du cinema" e "Aisthesis. Scènes du régime esthétique de l´art"."O discurso que quer saudar as ?imagens? como sombras perdidas, fugitivamente convocadas da profundeza dos Infernos, deste modo parece as sustentar apenas ao preço de se contradizer, de se transformar num imenso poema que faz comunicar sem limite as artes e os suportes, as obras de arte e as ilustrações do mundo, o mutismo das imagens e sua eloquência. Por trás da aparência da contradição, é preciso olhar mais de perto o jogo dessas trocas."

Destino das Imagens, O Capa ilustrativa

Destino das Imagens, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
769 qualificações
R$ 44,20 + frete R$ 13,03

Total: R$ 57,23

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado in

Destino das Imagens, O Capa ilustrativa

Destino das Imagens, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
769 qualificações
R$ 44,20 + frete R$ 13,03

Total: R$ 57,23

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado in

DESTINO DAS IMAGENS, O Capa ilustrativa

DESTINO DAS IMAGENS, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
769 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 13,03

Total: R$ 59,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado

DESTINO DAS IMAGENS, O Capa ilustrativa

DESTINO DAS IMAGENS, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
769 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 13,03

Total: R$ 59,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado

DESTINO DAS IMAGENS, O Capa ilustrativa

DESTINO DAS IMAGENS, O

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
769 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 13,03

Total: R$ 59,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado

O Destino das Imagens

O Destino das Imagens

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Karont Livreiro Karont Livreiro RS - Porto Alegre
97% Positivas
38 qualificações
R$ 53,10 + frete R$ 8,35

Total: R$ 61,45

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura; 152p.; 14x21cm; Título original: Le Destin des images; Tradução: Mônica Costa Netto; Coleção ArteFíssil; ISBN: 978-85-7866-051-2; Neste livro, Jacques Rancière apresenta uma série de excursões que procuram averiguar o destino das imagens hoje, em uma sociedade ao mesmo tempo saturada de imagens e que começa a desconfiar delas. Ao contrário de uma importante linhagem de teóricos, ele postula uma teoria não midiológica da "visualidade" e defende uma alteridade das imagens que transita, por exemplo, entre o grande romance realista francês do século XIX (uma matriz do pensamento estético de Rancière) e o cinema de Robert Bresson. O filósofo engaja-se em uma teoria da arte como marca, inscrição e testemunho, que tem a fotografia e o cinema como emblemas; den

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro