A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
As Distancias do Cinema Capa ilustrativa

Livro As Distâncias do Cinema

Jacques Rancière

?Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum conceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. [...] Já a outra posiçãodiz, ao inverso, [...] que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois ?problemas de cinema?. Esta é a posição do amador. [...] A política do amador afirma que o cinema pertence a todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, viajaram dentro do sistema de distâncias que seu nome permite e que cada um pode traçar [...], pois uma arte nunca é apenas uma arte; sempre é, ao mesmo tempo, uma proposta de mundo.? Jacques Rancière    

?Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum con ceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. [...] Já a outra posiçãodiz, ao inverso, [...] que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois ?problemas de cinema?. Esta é a posição do amador. [...] A política do amador afirma que o cinema pertence a todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, viajaram dentro do sistema de distâncias que seu nome permite e que cada um pode traçar [...], pois uma arte nunca é apenas uma arte; sempre é, ao mesmo tempo, uma proposta de mundo.? Jacques Rancière Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

As Distâncias do Cinema

Capa ilustrativa
Refinar resultado

24 livros novos em 10 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
As Distâncias do Cinema Capa ilustrativa

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Clepsidra Sebo Clepsidra SP - São Paulo
98% Positivas
271 qualificações
R$ 38,90 + frete R$ 9,93

Total: R$ 48,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado! Sinopse: Estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões das criação humana.

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Clepsidra Sebo Clepsidra SP - São Paulo
98% Positivas
271 qualificações
R$ 38,90 + frete R$ 9,93

Total: R$ 48,83

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado! Sinopse: Estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões das criação humana.

DISTANCIAS DO CINEMA, AS

DISTANCIAS DO CINEMA, AS

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
94% Positivas
2681 qualificações
R$ 40,56 + frete R$ 13,87

Total: R$ 54,43

Comprar ler descrição ocultar

Descrição DISTANCIAS DO CINEMA, AS - em desenvolvimento...

As distâncias do cinema Capa ilustrativa

As distâncias do cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
552 qualificações
R$ 41,60 + frete R$ 8,82

Total: R$ 50,42

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. F2 168 p. Sinopse: 'Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum conceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. (...) Já a outra posição diz, ao inverso, (...) que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois problemas de cinema.'

As distâncias do cinema Capa ilustrativa

As distâncias do cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
552 qualificações
R$ 41,60 + frete R$ 8,82

Total: R$ 50,42

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. F2 168 p. Sinopse: 'Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum conceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. (...) Já a outra posição diz, ao inverso, (...) que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois problemas de cinema.'

As Distâncias Do Cinema Capa ilustrativa

As Distâncias Do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Dickens Livraria Dickens Livraria SP - Guarulhos
97% Positivas
390 qualificações
R$ 41,60 + frete R$ 9,93

Total: R$ 51,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21 cm, 166 pág. Sinopse: Jacques Rancière não se considera um filósofo do cinema, um teórico do cinema ou um crítico de cinema. Antes, vê-se como um amador, para quem o cinema, sendo um campo múltiplo e heterogêneo, só pode se constituir na encruzilhada entre experiências, afetos e saberes, entre arte, trabalho e coletividade. Ser um amador, e defender essa posição como política, significa então afirmar que o cinema é um sistema de distâncias irredutíveis entre coisas que têm o mesmo nome sem serem membros de um mesmo corpo. Notável pensador da política, da imagem, da literatura e das artes, neste livro os encontros de Rancière com o cinema se dão por meio de três distâncias: a distância entre cinema e teoria, entre cinema e arte e entre cinema e política. Mas

As Distâncias Do Cinema Capa ilustrativa

As Distâncias Do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Dickens Livraria Dickens Livraria SP - Guarulhos
97% Positivas
390 qualificações
R$ 41,60 + frete R$ 9,93

Total: R$ 51,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21 cm, 166 pág. Sinopse: Jacques Rancière não se considera um filósofo do cinema, um teórico do cinema ou um crítico de cinema. Antes, vê-se como um amador, para quem o cinema, sendo um campo múltiplo e heterogêneo, só pode se constituir na encruzilhada entre experiências, afetos e saberes, entre arte, trabalho e coletividade. Ser um amador, e defender essa posição como política, significa então afirmar que o cinema é um sistema de distâncias irredutíveis entre coisas que têm o mesmo nome sem serem membros de um mesmo corpo. Notável pensador da política, da imagem, da literatura e das artes, neste livro os encontros de Rancière com o cinema se dão por meio de três distâncias: a distância entre cinema e teoria, entre cinema e arte e entre cinema e política. Mas

Distâncias do Cinema, As Capa ilustrativa

Distâncias do Cinema, As

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
96% Positivas
499 qualificações
R$ 42,64 + frete R$ 9,93

Total: R$ 52,57

Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
99% Positivas
198 qualificações
R$ 43,80 + frete R$ 8,82

Total: R$ 52,62

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 168pp.

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
99% Positivas
198 qualificações
R$ 43,80 + frete R$ 8,82

Total: R$ 52,62

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 168pp.

distâncias do cinema, as Capa ilustrativa

distâncias do cinema, as

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
95% Positivas
1341 qualificações
R$ 44,20 + frete R$ 14,87

Total: R$ 59,07

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado i

Distâncias do cinema, As

Distâncias do cinema, As

Ano:   Editora: Editora Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Mdx Livros Mdx Livros RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
140 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 8,82

Total: R$ 55,62

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Jacques Rancière não se considera um filósofo do cinema, um teórico do cinema ou um crítico de cinema. Antes, vê-se como um amador, para quem o cinema, sendo um campo múltiplo e heterogêneo, só pode se constituir na encruzilhada entre experiências, afetos e saberes, entre arte, trabalho e coletividade. Ser um amador, e defender essa posição como política, significa então afirmar que o cinema é "um sistema de distâncias irredutíveis entre coisas que têm o mesmo nome sem serem membros de um mesmo corpo". Notável pensador da política, da imagem, da literatura e das artes, neste livro os encontros de Rancière com o cinema se dão por meio de três distâncias: a distância entre cinema e teoria, entre cinema e arte e entre cinema e política. Mas se engana quem supõe que o encontro em questão visa a suprimir essas distâncias. Para Rancière, a distância, ou a separação, é a condição mesma de toda relação. Sendo o cinema, em sua heterogeneidade, um "espaço comum de pensamento", trata-se então de novas mensurações, de ora reduzir, ora repor as distâncias, isto é, de aproximar o que estava distante ou de se distanciar do excessivamente próximo. Ao afirmar que o cinema só existe como uma "fronteira instável que, para existir, precisa ser sempre atravessada", Rancière dedica-se a uma análise que transita pelo interior de diferentes experiências cinematográficas sem submetê-las a enquadramentos conceituais preexistentes. Nessas passagens e tensões, nessas aproximações e distanciamentos entre cineastas tão diversos como Hitchcock, Vertov, Bresson, Minnelli, Rossellini, Straub e Pedro Costa, está a afirmação de que o cinema só é arte contanto que seja mundo: mundo compartilhado para além da realidade material de suas projeções e habitado por formas de vida que são políticas quando são também capazes de estar à altura do que vivem. Ilana FeldmanJacques Rancière é um dos filósofos mais respeitados da atualidade. Professor emérito da Universidade Paris VIII (St. Denis), dedicou-se a pesquisas sobre as classes operárias francesas e lutas políticas marginalizadas da história oficial. Atualmente tem explorado as relações entre estética e política, com ênfase nas artes visuais, em livros como "Le Destin des images" (publicado pela Contraponto), "La Partage du sensible", "Le Spectateur emancipe" e "Aisthesis. Scènes du régime esthétique de l´art"."Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum conceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. [...] Já a outra posição diz, ao inverso, [...] que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois ?problemas de cinema´. Esta é a posição do amador. [...] A política do amador afirma que o cinema pertence a todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, viajaram dentro do sistema de distâncias que seu nome permite e que cada um pode traçar [...], pois uma arte nunca é apenas uma arte; sempre é, ao mesmo tempo, uma proposta de mundo."

Distâncias do cinema, As

Distâncias do cinema, As

Ano:   Editora: Editora Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Mdx Livros Mdx Livros RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
140 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 8,82

Total: R$ 55,62

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Jacques Rancière não se considera um filósofo do cinema, um teórico do cinema ou um crítico de cinema. Antes, vê-se como um amador, para quem o cinema, sendo um campo múltiplo e heterogêneo, só pode se constituir na encruzilhada entre experiências, afetos e saberes, entre arte, trabalho e coletividade. Ser um amador, e defender essa posição como política, significa então afirmar que o cinema é "um sistema de distâncias irredutíveis entre coisas que têm o mesmo nome sem serem membros de um mesmo corpo". Notável pensador da política, da imagem, da literatura e das artes, neste livro os encontros de Rancière com o cinema se dão por meio de três distâncias: a distância entre cinema e teoria, entre cinema e arte e entre cinema e política. Mas se engana quem supõe que o encontro em questão visa a suprimir essas distâncias. Para Rancière, a distância, ou a separação, é a condição mesma de toda relação. Sendo o cinema, em sua heterogeneidade, um "espaço comum de pensamento", trata-se então de novas mensurações, de ora reduzir, ora repor as distâncias, isto é, de aproximar o que estava distante ou de se distanciar do excessivamente próximo. Ao afirmar que o cinema só existe como uma "fronteira instável que, para existir, precisa ser sempre atravessada", Rancière dedica-se a uma análise que transita pelo interior de diferentes experiências cinematográficas sem submetê-las a enquadramentos conceituais preexistentes. Nessas passagens e tensões, nessas aproximações e distanciamentos entre cineastas tão diversos como Hitchcock, Vertov, Bresson, Minnelli, Rossellini, Straub e Pedro Costa, está a afirmação de que o cinema só é arte contanto que seja mundo: mundo compartilhado para além da realidade material de suas projeções e habitado por formas de vida que são políticas quando são também capazes de estar à altura do que vivem. Ilana FeldmanJacques Rancière é um dos filósofos mais respeitados da atualidade. Professor emérito da Universidade Paris VIII (St. Denis), dedicou-se a pesquisas sobre as classes operárias francesas e lutas políticas marginalizadas da história oficial. Atualmente tem explorado as relações entre estética e política, com ênfase nas artes visuais, em livros como "Le Destin des images" (publicado pela Contraponto), "La Partage du sensible", "Le Spectateur emancipe" e "Aisthesis. Scènes du régime esthétique de l´art"."Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum conceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. [...] Já a outra posição diz, ao inverso, [...] que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois ?problemas de cinema´. Esta é a posição do amador. [...] A política do amador afirma que o cinema pertence a todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, viajaram dentro do sistema de distâncias que seu nome permite e que cada um pode traçar [...], pois uma arte nunca é apenas uma arte; sempre é, ao mesmo tempo, uma proposta de mundo."

Distâncias do cinema, As

Distâncias do cinema, As

Ano:   Editora: Editora Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Mdx Livros Mdx Livros RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
140 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 8,82

Total: R$ 55,62

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Jacques Rancière não se considera um filósofo do cinema, um teórico do cinema ou um crítico de cinema. Antes, vê-se como um amador, para quem o cinema, sendo um campo múltiplo e heterogêneo, só pode se constituir na encruzilhada entre experiências, afetos e saberes, entre arte, trabalho e coletividade. Ser um amador, e defender essa posição como política, significa então afirmar que o cinema é "um sistema de distâncias irredutíveis entre coisas que têm o mesmo nome sem serem membros de um mesmo corpo". Notável pensador da política, da imagem, da literatura e das artes, neste livro os encontros de Rancière com o cinema se dão por meio de três distâncias: a distância entre cinema e teoria, entre cinema e arte e entre cinema e política. Mas se engana quem supõe que o encontro em questão visa a suprimir essas distâncias. Para Rancière, a distância, ou a separação, é a condição mesma de toda relação. Sendo o cinema, em sua heterogeneidade, um "espaço comum de pensamento", trata-se então de novas mensurações, de ora reduzir, ora repor as distâncias, isto é, de aproximar o que estava distante ou de se distanciar do excessivamente próximo. Ao afirmar que o cinema só existe como uma "fronteira instável que, para existir, precisa ser sempre atravessada", Rancière dedica-se a uma análise que transita pelo interior de diferentes experiências cinematográficas sem submetê-las a enquadramentos conceituais preexistentes. Nessas passagens e tensões, nessas aproximações e distanciamentos entre cineastas tão diversos como Hitchcock, Vertov, Bresson, Minnelli, Rossellini, Straub e Pedro Costa, está a afirmação de que o cinema só é arte contanto que seja mundo: mundo compartilhado para além da realidade material de suas projeções e habitado por formas de vida que são políticas quando são também capazes de estar à altura do que vivem. Ilana FeldmanJacques Rancière é um dos filósofos mais respeitados da atualidade. Professor emérito da Universidade Paris VIII (St. Denis), dedicou-se a pesquisas sobre as classes operárias francesas e lutas políticas marginalizadas da história oficial. Atualmente tem explorado as relações entre estética e política, com ênfase nas artes visuais, em livros como "Le Destin des images" (publicado pela Contraponto), "La Partage du sensible", "Le Spectateur emancipe" e "Aisthesis. Scènes du régime esthétique de l´art"."Para mim, escrever sobre cinema é assumir ao mesmo tempo duas posições contraditórias. A primeira é que não há nenhum conceito que reúna todos esses cinemas, nenhuma teoria que unifique todos os problemas que eles suscitam. [...] Já a outra posição diz, ao inverso, [...] que o pensamento do cinema é o que circula nesse espaço, pensa no meio dessas distâncias e se esforça para determinar este ou aquele vínculo entre dois cinemas ou dois ?problemas de cinema´. Esta é a posição do amador. [...] A política do amador afirma que o cinema pertence a todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, viajaram dentro do sistema de distâncias que seu nome permite e que cada um pode traçar [...], pois uma arte nunca é apenas uma arte; sempre é, ao mesmo tempo, uma proposta de mundo."

distancias do cinema Capa ilustrativa

distancias do cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
95% Positivas
1341 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 14,87

Total: R$ 61,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

distancias do cinema Capa ilustrativa

distancias do cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
95% Positivas
1341 qualificações
R$ 46,80 + frete R$ 14,87

Total: R$ 61,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
217 qualificações
R$ 47,84 + frete R$ 7,03

Total: R$ 54,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Esta obra pretende apresentar um estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões da criação humana.

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
217 qualificações
R$ 47,84 + frete R$ 7,03

Total: R$ 54,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Esta obra pretende apresentar um estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões da criação humana.

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
217 qualificações
R$ 47,84 + frete R$ 7,03

Total: R$ 54,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Esta obra pretende apresentar um estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões da criação humana.

As Distâncias do Cinema

As Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
217 qualificações
R$ 47,84 + frete R$ 7,03

Total: R$ 54,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Esta obra pretende apresentar um estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões da criação humana.

Distâncias do Cinema Capa ilustrativa

Distâncias do Cinema

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Idioma: Português

Uai livros Uai livros MG - Belo Horizonte
98% Positivas
206 qualificações
R$ 52,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 60,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Estudo sobre as relações do cinema com a literatura, o teatro, a filosofia e outras expressões das criação humana.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro