A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Adua Capa ilustrativa

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Adua

Refinar resultado

37 livros novos e 2 livros usados em 13 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Ladeira Livros Ladeira Livros RS - Porto Alegre
99% Positivas
324 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 28,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição brochura em bom estado ; sem grifos; autografado; 16/01/2020 ju

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
97% Positivas
311 qualificações
R$ 38,40 Frete grátis
Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
97% Positivas
311 qualificações
R$ 38,40 Frete grátis
Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
1630 qualificações
R$ 32,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 39,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as historias que tens, da melhor forma que podes e a frase que a personagem-titulo le aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diaspora somali gerada pelo colonialismo fascista na Africa oriental, ampliou este conselho em varios niveis. Adua, cujo nome e uma homenagem a primeira vitoria africana contra o imperialismo europeu, e uma das varias mocas somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingenuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de trafico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infamia a que Adua e submetida e entremeada com a historia de seu pai, um interprete multilingue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da decada de 1930. A relacao com a figura ausente e opressiva do pai e um dos eixos principais deste livro que expoe, de maneira mordaz e autoironica, dores terriveis como a da mutilacao genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadiscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-iris, com a beleza simbolica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
1630 qualificações
R$ 32,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 39,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as historias que tens, da melhor forma que podes e a frase que a personagem-titulo le aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diaspora somali gerada pelo colonialismo fascista na Africa oriental, ampliou este conselho em varios niveis. Adua, cujo nome e uma homenagem a primeira vitoria africana contra o imperialismo europeu, e uma das varias mocas somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingenuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de trafico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infamia a que Adua e submetida e entremeada com a historia de seu pai, um interprete multilingue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da decada de 1930. A relacao com a figura ausente e opressiva do pai e um dos eixos principais deste livro que expoe, de maneira mordaz e autoironica, dores terriveis como a da mutilacao genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadiscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-iris, com a beleza simbolica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
1630 qualificações
R$ 32,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 39,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as historias que tens, da melhor forma que podes e a frase que a personagem-titulo le aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diaspora somali gerada pelo colonialismo fascista na Africa oriental, ampliou este conselho em varios niveis. Adua, cujo nome e uma homenagem a primeira vitoria africana contra o imperialismo europeu, e uma das varias mocas somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingenuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de trafico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infamia a que Adua e submetida e entremeada com a historia de seu pai, um interprete multilingue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da decada de 1930. A relacao com a figura ausente e opressiva do pai e um dos eixos principais deste livro que expoe, de maneira mordaz e autoironica, dores terriveis como a da mutilacao genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadiscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-iris, com a beleza simbolica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
1630 qualificações
R$ 32,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 39,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as historias que tens, da melhor forma que podes e a frase que a personagem-titulo le aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diaspora somali gerada pelo colonialismo fascista na Africa oriental, ampliou este conselho em varios niveis. Adua, cujo nome e uma homenagem a primeira vitoria africana contra o imperialismo europeu, e uma das varias mocas somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingenuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de trafico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infamia a que Adua e submetida e entremeada com a historia de seu pai, um interprete multilingue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da decada de 1930. A relacao com a figura ausente e opressiva do pai e um dos eixos principais deste livro que expoe, de maneira mordaz e autoironica, dores terriveis como a da mutilacao genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadiscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-iris, com a beleza simbolica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
1630 qualificações
R$ 32,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 39,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as historias que tens, da melhor forma que podes e a frase que a personagem-titulo le aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diaspora somali gerada pelo colonialismo fascista na Africa oriental, ampliou este conselho em varios niveis. Adua, cujo nome e uma homenagem a primeira vitoria africana contra o imperialismo europeu, e uma das varias mocas somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingenuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de trafico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infamia a que Adua e submetida e entremeada com a historia de seu pai, um interprete multilingue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da decada de 1930. A relacao com a figura ausente e opressiva do pai e um dos eixos principais deste livro que expoe, de maneira mordaz e autoironica, dores terriveis como a da mutilacao genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadiscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-iris, com a beleza simbolica de um turbante azul.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Loplop Livros Loplop Livros SP - São Paulo
99% Positivas
121 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 41,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em ótimo estado de conservação. Brochura, formato 21 cm x 13cm, 176pg, sem grifos ou anotações.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Simples Sebo Simples SP - São Paulo
100% Positivas
57 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 42,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, direto da editora

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Simples Sebo Simples SP - São Paulo
100% Positivas
57 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 42,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, direto da editora

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Simples Sebo Simples SP - São Paulo
100% Positivas
57 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 42,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, direto da editora

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Simples Sebo Simples SP - São Paulo
100% Positivas
57 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 42,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, direto da editora

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Simples Sebo Simples SP - São Paulo
100% Positivas
57 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 42,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, direto da editora

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
84 qualificações
R$ 33,84 + frete R$ 8,82

Total: R$ 42,66

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
84 qualificações
R$ 33,84 + frete R$ 8,82

Total: R$ 42,66

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
84 qualificações
R$ 33,84 + frete R$ 8,82

Total: R$ 42,66

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
84 qualificações
R$ 33,84 + frete R$ 8,82

Total: R$ 42,66

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
84 qualificações
R$ 33,84 + frete R$ 8,82

Total: R$ 42,66

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
65 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 43,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. adquirido diretamente da editora.Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
65 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 43,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. adquirido diretamente da editora.Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este conselho em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

adua

adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
614 qualificações
R$ 34,00 + frete R$ 10,82

Total: R$ 44,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado c

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
98% Positivas
951 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 47,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes' é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
98% Positivas
951 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 47,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes' é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
98% Positivas
951 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 47,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes' é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Sob encomenda: Até 6 dias úteis + tempo de envio
B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
98% Positivas
951 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 47,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes' é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos Editora

Tipo: novo

Idioma: Português

Sob encomenda: Até 6 dias úteis + tempo de envio
B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
98% Positivas
951 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 7,87

Total: R$ 47,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 'Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes' é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de grande apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis. Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo. Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe, de maneira mordaz e autoirônica, dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis. No entanto, mesmo diante de tanta brutalidade, terminamos a leitura enlevados com o cheiro de canela de Mogadíscio, com o som do sibilo das saias romanas em arco-íris, com a beleza simbólica de um turbante azul.

Adua

Adua

Ano:   Editora: Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Taverna Livraria Taverna RS - Porto Alegre
100% Positivas
4 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, 210 páginas.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Editora Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
15 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição "Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes" é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis.Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo.Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis.

ADUA

ADUA

Ano:   Editora: Editora Nos

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
15 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 8,35

Total: R$ 48,35

Comprar ler descrição ocultar

Descrição "Contas as histórias que tens, da melhor forma que podes" é a frase que a personagem-título lê aleatoriamente em um livro exposto em um supermercado de Roma. Neste romance de apelo sensorial, a escritora Igiaba Scego, filha da diáspora somali gerada pelo colonialismo fascista na África oriental, ampliou este 'conselho' em vários níveis.Adua, cujo nome é uma homenagem à primeira vitória africana contra o imperialismo europeu, é uma das várias moças somalis que sonham com o mundo de glamour das estrelas de cinema. Para realizar seu ingênuo sonho de se tornar uma atriz, Adua acaba procurando os italianos que fazem todo o tipo de tráfico nos anos 1970 em sua cidade natal, Magalo.Em diversos planos narrativos, tanto espaciais quanto temporais, a infâmia a que Adua é submetida é entremeada com a história de seu pai, um intérprete multilíngue que foi trabalhar ainda muito jovem para os militares fascistas na Roma da década de 1930. A relação com a figura ausente e opressiva do pai é um dos eixos principais deste livro que expõe dores terríveis como a da mutilação genital das mulheres somalis.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro