A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Pilatos e Jesus Capa ilustrativa

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Pilatos e Jesus

Refinar resultado

38 livros novos e 6 livros usados em 22 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Ufsc Boitempo

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Gradiva Livraria Gradiva Livraria RS - Porto Alegre
99% Positivas
73 qualificações
R$ 24,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 32,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Bom estado; leves desgastes; pode conter raros grifos. 78p.

pilatos e jesus Capa ilustrativa

pilatos e jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1350 qualificações
R$ 24,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 35,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

pilatos e jesus Capa ilustrativa

pilatos e jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1350 qualificações
R$ 24,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 35,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

pilatos e jesus Capa ilustrativa

pilatos e jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1350 qualificações
R$ 24,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 35,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

pilatos e jesus Capa ilustrativa

pilatos e jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1350 qualificações
R$ 24,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 35,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Sobrallivros Sobrallivros SP - São Paulo
98% Positivas
165 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 33,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO - A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche “a única dos Evangelhos que merece respeito”, Pilatos é o autor de frases memoráveis, como “O que é a verdade?”, “O que escrevi, escrevi” e o fastídico “Ecce homo, eis o homem!”, pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo Editorial

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
1915 qualificações
R$ 25,60 + frete R$ 7,61

Total: R$ 33,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche a única dos Evangelhos que merece respeito , Pilatos é o autor de frases memoráveis, como O que é a verdade? , O que escrevi, escrevi e o fastídico Ecce homo, eis o homem! , pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o mundo dos fatos e o mundo da verdade , provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo Editorial

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
1915 qualificações
R$ 25,60 + frete R$ 7,61

Total: R$ 33,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche a única dos Evangelhos que merece respeito , Pilatos é o autor de frases memoráveis, como O que é a verdade? , O que escrevi, escrevi e o fastídico Ecce homo, eis o homem! , pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o mundo dos fatos e o mundo da verdade , provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo Editorial

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
1915 qualificações
R$ 25,60 + frete R$ 7,61

Total: R$ 33,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche a única dos Evangelhos que merece respeito , Pilatos é o autor de frases memoráveis, como O que é a verdade? , O que escrevi, escrevi e o fastídico Ecce homo, eis o homem! , pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o mundo dos fatos e o mundo da verdade , provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo Editorial

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
1915 qualificações
R$ 25,60 + frete R$ 7,61

Total: R$ 33,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche a única dos Evangelhos que merece respeito , Pilatos é o autor de frases memoráveis, como O que é a verdade? , O que escrevi, escrevi e o fastídico Ecce homo, eis o homem! , pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o mundo dos fatos e o mundo da verdade , provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo Editorial

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
97% Positivas
1915 qualificações
R$ 25,60 + frete R$ 7,61

Total: R$ 33,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche a única dos Evangelhos que merece respeito , Pilatos é o autor de frases memoráveis, como O que é a verdade? , O que escrevi, escrevi e o fastídico Ecce homo, eis o homem! , pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o mundo dos fatos e o mundo da verdade , provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

Pilatos E Jesus Capa ilustrativa

Pilatos E Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
98% Positivas
557 qualificações
R$ 25,60 + frete R$ 9,40

Total: R$ 35,00

Comprar ler descrição ocultar

Descrição # Livro novo. ISBN: 9788575594148. Dimensão: cm. 80 págs. Sinopse: A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche a única dos Evangelhos que merece respeito, Pilatos é o autor de frases memoráveis, como O que é a verdade?, O que escrevi, escrevi e o fastídico Ecce homo, eis o homem!, pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Ufsc

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livropolis Livropolis RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
76 qualificações
R$ 27,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 35,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Exemplar em bom estado de conservação; cortes claros; carimbo da editora na folha de guarda; dorso firme; miolo íntegro; não foi encontrado nenhum tipo de marcação no livro.

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
97% Positivas
663 qualificações
R$ 27,20 + frete R$ 7,61

Total: R$ 34,81

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche 'a única dos Evangelhos que merece respeito', Pilatos é o autor de frases memoráveis, como 'O que é a verdade?', 'O que escrevi, escrevi' e o fastídico 'Ecce homo, eis o homem!', pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o 'mundo dos fatos' e o 'mundo da verdade', provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
97% Positivas
663 qualificações
R$ 27,20 + frete R$ 7,61

Total: R$ 34,81

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche 'a única dos Evangelhos que merece respeito', Pilatos é o autor de frases memoráveis, como 'O que é a verdade?', 'O que escrevi, escrevi' e o fastídico 'Ecce homo, eis o homem!', pouco antes de entregar Jesus ao suplício.Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o 'mundo dos fatos' e o 'mundo da verdade', provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Ladeira Livros Ladeira Livros RS - Porto Alegre
96% Positivas
560 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 37,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura nova.

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Virtual Incunábulo Livraria Virtual Incunábulo SP - São Paulo
100% Positivas
214 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 38,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Doli7; Livro em bom estado - 201658658

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

In Books In Books RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
117 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 39,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo em folha!! Sem uso!!

Pilatos e Jesus Capa ilustrativa

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Simples Sebo Simples SP - São Paulo
96% Positivas
72 qualificações
R$ 28,80 + frete R$ 9,93

Total: R$ 38,73

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, direto da editora

PILATOS E JESUS Capa ilustrativa

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
224 qualificações
R$ 28,80 + frete R$ 12,29

Total: R$ 41,09

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55662540 ISBN: 9788575594148 SINOPSE: O credo, profissão de fé cristã, contém um único nome próprio, ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria, que é totalmente estranho a seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã e, segundo Nietzsche, "a única dos Evangelhos que merece respeito", Pilatos é o autor de frases memoráveis, como "O que é a verdade?", "O que escrevi, escrevi" e o fatídico "Ecce homo [eis o homem]!", pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas as suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de Cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, prossegue Agamben, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia... Neste breve e contundente ensaio, o filósofo italiano mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus, estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Nesse encontro irreconciliável entre o "mundo dos fatos" e o "mundo da verdade", provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história da humanidade, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno. Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, o autor nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta-chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS Capa ilustrativa

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
224 qualificações
R$ 28,80 + frete R$ 12,29

Total: R$ 41,09

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55662540 ISBN: 9788575594148 SINOPSE: O credo, profissão de fé cristã, contém um único nome próprio, ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria, que é totalmente estranho a seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã e, segundo Nietzsche, "a única dos Evangelhos que merece respeito", Pilatos é o autor de frases memoráveis, como "O que é a verdade?", "O que escrevi, escrevi" e o fatídico "Ecce homo [eis o homem]!", pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas as suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de Cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, prossegue Agamben, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia... Neste breve e contundente ensaio, o filósofo italiano mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus, estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Nesse encontro irreconciliável entre o "mundo dos fatos" e o "mundo da verdade", provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história da humanidade, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno. Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, o autor nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta-chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS Capa ilustrativa

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
224 qualificações
R$ 28,80 + frete R$ 12,29

Total: R$ 41,09

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55662540 ISBN: 9788575594148 SINOPSE: O credo, profissão de fé cristã, contém um único nome próprio, ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria, que é totalmente estranho a seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã e, segundo Nietzsche, "a única dos Evangelhos que merece respeito", Pilatos é o autor de frases memoráveis, como "O que é a verdade?", "O que escrevi, escrevi" e o fatídico "Ecce homo [eis o homem]!", pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas as suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de Cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, prossegue Agamben, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia... Neste breve e contundente ensaio, o filósofo italiano mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus, estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Nesse encontro irreconciliável entre o "mundo dos fatos" e o "mundo da verdade", provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história da humanidade, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno. Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, o autor nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta-chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

PILATOS E JESUS Capa ilustrativa

PILATOS E JESUS

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
224 qualificações
R$ 28,80 + frete R$ 12,29

Total: R$ 41,09

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, SKU: L55662540 ISBN: 9788575594148 SINOPSE: O credo, profissão de fé cristã, contém um único nome próprio, ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria, que é totalmente estranho a seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã e, segundo Nietzsche, "a única dos Evangelhos que merece respeito", Pilatos é o autor de frases memoráveis, como "O que é a verdade?", "O que escrevi, escrevi" e o fatídico "Ecce homo [eis o homem]!", pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas as suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de Cristo: trata-se de um personagem de carne e osso - talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, prossegue Agamben, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia... Neste breve e contundente ensaio, o filósofo italiano mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus, estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Nesse encontro irreconciliável entre o "mundo dos fatos" e o "mundo da verdade", provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história da humanidade, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno. Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos - história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação - situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, o autor nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta-chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
224 qualificações
R$ 29,44 + frete R$ 7,03

Total: R$ 36,47

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Revisão Técnica de Selvino J. Assmann
Tradução de Patricia Peterle e Silvana de Gaspari

A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche “a única dos Evangelhos que merece respeito”, Pilatos é o autor de frases memoráveis, como “O que é a verdade?”, “O que escrevi, escrevi” e o fastídico “Ecce homo, eis o homem!”, pouco antes de entregar Jesus ao suplício.

Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso – talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...

Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o “mundo dos fatos” e o “mundo da verdade”, provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.

Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos – história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação – situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
224 qualificações
R$ 29,44 + frete R$ 7,03

Total: R$ 36,47

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Revisão Técnica de Selvino J. Assmann
Tradução de Patricia Peterle e Silvana de Gaspari

A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche “a única dos Evangelhos que merece respeito”, Pilatos é o autor de frases memoráveis, como “O que é a verdade?”, “O que escrevi, escrevi” e o fastídico “Ecce homo, eis o homem!”, pouco antes de entregar Jesus ao suplício.

Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso – talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...

Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o “mundo dos fatos” e o “mundo da verdade”, provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.

Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos – história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação – situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
99% Positivas
224 qualificações
R$ 29,44 + frete R$ 7,03

Total: R$ 36,47

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Revisão Técnica de Selvino J. Assmann
Tradução de Patricia Peterle e Silvana de Gaspari

A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche “a única dos Evangelhos que merece respeito”, Pilatos é o autor de frases memoráveis, como “O que é a verdade?”, “O que escrevi, escrevi” e o fastídico “Ecce homo, eis o homem!”, pouco antes de entregar Jesus ao suplício.

Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos. É a figura de Pilatos, lembra, que assegura o caráter histórico da paixão de cristo: trata-se de um personagem de carne e osso – talvez o único verdadeiro dos Evangelhos. Mas, Agamben prossegue, Pilatos é também algo menos e, ao mesmo tempo, muito mais que isso: um homem do qual conhecemos as hesitações, o medo, o ressentimento, o sarcasmo, as suscetibilidades, a hipocrisia...

Neste breve e contundente ensaio Agamben mostra como, no encontro fugaz entre Pilatos e Jesus estava em jogo um evento enorme e inédito, para além do drama da paixão e da redenção. Neste encontro irreconciliável entre o “mundo dos fatos” e o “mundo da verdade”, provoca Agamben, como nunca em outro lugar na história do mundo, a eternidade cruzou a história em um ponto exemplar. O temporal foi atravessado pelo eterno.

Desdobrando esta recíproca perfuração entre os dois mundos – história e eternidade, sagrado e profano, juízo e salvação – situada no âmago da religião cristã que a modernidade secularizou, Agamben nos remete aos mais candentes impasses da contemporaneidade. A pergunta chave que Pilatos e Jesus desvenda é: por que o cruzamento entre o humano e o divino, o histórico e o a-histórico, tem a forma de um processo? E que processo é esse? O que é, afinal, um processo sem juízo? E o que é uma pena (neste caso, a crucificação) que não deriva de um juízo formal?

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo Ufsc

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
99% Positivas
196 qualificações
R$ 29,80 + frete R$ 8,24

Total: R$ 38,04

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 77pp.

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo Ufsc

Tipo: novo

Idioma: Português

Miguilim Livros Miguilim Livros SP - Diadema
99% Positivas
196 qualificações
R$ 29,80 + frete R$ 8,24

Total: R$ 38,04

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 77pp.

Pilatos E Jesus

Pilatos E Jesus

Ano:   Editora: Ufsc

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Não Informado

Sebos Império Sebos Império SC - Florianópolis
95% Positivas
541 qualificações
R$ 29,90 + frete R$ 8,82

Total: R$ 38,72

Comprar ler descrição ocultar

Descrição BOM ESTADO SINAIS DE MANUSEIO

Pilatos e Jesus

Pilatos e Jesus

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Atitude Sebo Atitude SP - São Paulo
100% Positivas
47 qualificações
R$ 29,99 + frete R$ 11,87

Total: R$ 41,86

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO - A profissão de fé cristã contém um único nome próprio (ao lado daqueles de Jesus e da virgem Maria) que é totalmente estranho ao seu contexto teológico: o do pagão Pôncio Pilatos. Figura inusitada na liturgia cristã, e segundo Nietzsche “a única dos Evangelhos que merece respeito”, Pilatos é o autor de frases memoráveis, como “O que é a verdade?”, “O que escrevi, escrevi” e o fastídico “Ecce homo, eis o homem!”, pouco antes de entregar Jesus ao suplício. Por três meses o filósofo Giorgio Agamben se viu na urgência de interromper todas suas atividades acadêmicas para mergulhar intensamente no enigma do julgamento de Jesus Cristo, sob a figura misteriosa de Pilatos

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro