A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Dores do Amor Romantico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romântico

Fernanda Young

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: ?Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.?Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: ?Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida??Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: ?Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás?, ressalta a autora.Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.    

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no univ erso da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: ?Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.?Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: ?Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida??Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: ?Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás?, ressalta a autora.Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Dores do Amor Romântico

Capa ilustrativa
Refinar resultado

20 livros novos e 7 livros usados em 12 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Dores do Amor Romântico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Traça Livraria e Sebo Traça Livraria e Sebo RS - Porto Alegre
100% Positivas
629 qualificações
R$ 19,90 + frete R$ 8,82

Total: R$ 28,72

Comprar ler descrição ocultar

Descrição ID 1272313 Encadernação: brochura Estado de Conservação: Bom Livro já lido. encadernação comum. editoração normal. papel comum. livro adquirido de particular. poucas marcas do tempo na capa. corte um pouco escurecido. poucas marcas de tempo nas páginas. livro em bom estado de conservação.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Traça Livraria e Sebo Traça Livraria e Sebo RS - Porto Alegre
100% Positivas
629 qualificações
R$ 19,90 + frete R$ 8,82

Total: R$ 28,72

Comprar ler descrição ocultar

Descrição ID 1272259 Encadernação: brochura Estado de Conservação: Bom Livro já lido. encadernação comum. editoração normal. papel comum. livro adquirido de particular. poucas marcas do tempo na capa. corte um pouco escurecido. poucas marcas de tempo nas páginas. livro em bom estado de conservação.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Radical Livros Radical Livros RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
99 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 29,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura , Livro em otimo estado , Dedicatoria na primeira pagina , Sem grafias ou rasuras nas demais paginas , Pequena mancha rosa na ultima pagina , 232 paginas , 13/09/19

Dores do Amor Romântico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Villa Vinil Sebo Villa Vinil SP - São Paulo
92% Positivas
13 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 30,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom/ótimo estado de conservação, bordas levemente amareladas e com pontos escurecidos.

Dores do Amor Romantico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romantico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo da Nove Sebo da Nove SP - Ribeirão Preto
96% Positivas
23 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 31,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado. ...... #LA10OUT17# Enviamos os livros assim que confirmado o pagamento, o prazo de entrega é de 10 a 12 dias úteis para a modalidade Módico Registrado e de até 2 dias para o Sedex. Prazos estipulados pelas Agencias dos Correios.

Dores Do Amor Romantico

Dores Do Amor Romantico

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
347 qualificações
R$ 22,10 + frete R$ 9,40

Total: R$ 31,50

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por suas tramas fortes, personagens intensos e por seu humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. Na reedição deste que é seu único livro de poemas, a irreverente autora e apresentadora de televisão fala da coragem de se lançar em uma relação, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento

Dores Do Amor Romantico

Dores Do Amor Romantico

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
347 qualificações
R$ 22,10 + frete R$ 9,40

Total: R$ 31,50

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por suas tramas fortes, personagens intensos e por seu humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. Na reedição deste que é seu único livro de poemas, a irreverente autora e apresentadora de televisão fala da coragem de se lançar em uma relação, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento

Dores Do Amor Romantico

Dores Do Amor Romantico

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
347 qualificações
R$ 22,10 + frete R$ 9,40

Total: R$ 31,50

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por suas tramas fortes, personagens intensos e por seu humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. Na reedição deste que é seu único livro de poemas, a irreverente autora e apresentadora de televisão fala da coragem de se lançar em uma relação, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
491 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por construir tramas fortes e personagens intensos, com um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
491 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por construir tramas fortes e personagens intensos, com um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
491 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por construir tramas fortes e personagens intensos, com um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
40 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.

Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.”

Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?”

Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora.

Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
40 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.

Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.”

Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?”

Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora.

Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
40 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.

Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.”

Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?”

Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora.

Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
40 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.

Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.”

Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?”

Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora.

Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
491 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por construir tramas fortes e personagens intensos, com um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

DORES DO AMOR ROMÂNTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Martins Fontes Paulista Livraria Martins Fontes Paulista SP - São Paulo
99% Positivas
491 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por construir tramas fortes e personagens intensos, com um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
40 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 8,24

Total: R$ 34,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.

Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.”

Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?”

Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora.

Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria do Estudante Livraria do Estudante MG - Belo Horizonte
97% Positivas
167 qualificações
R$ 23,90 + frete R$ 10,61

Total: R$ 34,51

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo localização editora ediouro

Dores do Amor Romântico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Bibliomania Livros Bibliomania Livros SP - Vargem Grande Paulista
100% Positivas
15 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 36,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 8500018720 232 pág. Esse é o primeiro livro de poesia de Fernanda Young e, prevê a escritora, o único. Por este e outros motivos, trata-se de uma obra rara, na qual o herói é o voluntarioso amor, exposto com toda a sua coragem, precipitação e, claro, dor. Um duelo onde ningu

DORES DO AMOR ROMANTICO Capa ilustrativa

DORES DO AMOR ROMANTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
27 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 36,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.” Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora. Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMANTICO Capa ilustrativa

DORES DO AMOR ROMANTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
27 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 36,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.” Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora. Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMANTICO Capa ilustrativa

DORES DO AMOR ROMANTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
27 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 36,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.” Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora. Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMANTICO Capa ilustrativa

DORES DO AMOR ROMANTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
27 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 36,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.” Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora. Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

DORES DO AMOR ROMANTICO Capa ilustrativa

DORES DO AMOR ROMANTICO

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Boa Viagem Distribuidora Boa Viagem Distribuidora MG - Belo Horizonte
100% Positivas
27 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 36,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta. Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.” Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?” Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora. Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Dores do Amor Romãntico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romãntico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Aurora Livraria Aurora RS - Porto Alegre
97% Positivas
35 qualificações
R$ 27,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 36,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Ótimo estado de conservação

Dores do Amor Romântico Capa ilustrativa

Dores do Amor Romântico

Ano:   Editora: Ediouro

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Peruíbe Livraria Peruíbe SP - São Paulo
95% Positivas
93 qualificações
R$ 46,90 + frete R$ 14,87

Total: R$ 61,77

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Esse é o primeiro livro de poesia de Fernanda Young e, prevê a escritora, o único. Por este e outros motivos, trata-se de uma obra rara, na qual o herói é o voluntarioso amor, exposto com toda a sua coragem, precipitação e, claro, dor. Um duelo onde ninguém é poupado

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro