A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Malala a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Adriana Carranca

Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo. Fechar Ler mais

Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Malala: a Menina que Queria Ir para a Escola

Capa ilustrativa

70 livros novos e 7 livros usados em 30 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Malala: a Menina que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala: a Menina que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Pacobello Sebo Pacobello Sebo SP - Santo André
98% Positivas
613 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 28,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Em médio estado, pois foi molhado e se apresenta levemente enrugado. Cód. Barras: 1000212751478 Assunto: Infanto Juvenil Loja: Livraria Pacobello (Elisa)

Malala, a Menina que Queria Ir para a Escola

Malala, a Menina que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Sebo Multimania Sebo Multimania PR - Maringá
100% Positivas
88 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 10,53

Total: R$ 30,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado, laterais emporiradas pelo tempo, laterais com leves manchas causadas por tinta, 95 págs. Cód. Barras: 1000231437575

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
94% Positivas
1958 qualificações
R$ 23,11 + frete R$ 7,58

Total: R$ 30,69

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
94% Positivas
1958 qualificações
R$ 23,11 + frete R$ 7,58

Total: R$ 30,69

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
94% Positivas
1958 qualificações
R$ 23,11 + frete R$ 7,58

Total: R$ 30,69

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
94% Positivas
1958 qualificações
R$ 23,11 + frete R$ 7,58

Total: R$ 30,69

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

Malala: A Menina que Queria ir Para Escola

Malala: A Menina que Queria ir Para Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Livros Online Livros Online SP - São Paulo
97% Positivas
615 qualificações
R$ 24,24 + frete R$ 7,58

Total: R$ 31,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala: A Menina que Queria ir Para EscolaCrime é não ir para a escola No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Livraria Pedras Preciosas Livraria Pedras Preciosas SP - Itupeva
98% Positivas
59 qualificações
R$ 23,00 + frete R$ 9,10

Total: R$ 32,10

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em excelente estado; miolo em ótimas condições - 20168456

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
98% Positivas
243 qualificações
R$ 24,68 + frete R$ 7,58

Total: R$ 32,26

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Carmem Albuquerque Carmem Albuquerque SP - Sorocaba
100% Positivas
91 qualificações
R$ 22,90 + frete R$ 9,63

Total: R$ 32,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo impresso em 2018 em papel de alta gramatura, retirado da embalagem plástica original apenas para conferência do ano de edição. Remessa com seguro postal. Comprando de nosso acervo você estará ajudando a manter nosso abrigo de animais abandonados.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Carmem Albuquerque Carmem Albuquerque SP - Sorocaba
100% Positivas
91 qualificações
R$ 22,90 + frete R$ 9,63

Total: R$ 32,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo impresso em 2018 em papel de alta gramatura, retirado da embalagem plástica original apenas para conferência do ano de edição. Remessa com seguro postal. Comprando de nosso acervo você estará ajudando a manter nosso abrigo de animais abandonados.

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1548 qualificações
R$ 23,03 + frete R$ 10,16

Total: R$ 33,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. ELa nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. FOi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. MAlala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. QUando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. ARmados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. PRoibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. MAs Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. ELa fez das palavras sua arma. EM 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. POucos acreditaram que ela sobreviveria. A Jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. ELa apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1548 qualificações
R$ 23,03 + frete R$ 10,16

Total: R$ 33,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. ELa nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. FOi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. MAlala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. QUando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. ARmados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. PRoibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. MAs Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. ELa fez das palavras sua arma. EM 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. POucos acreditaram que ela sobreviveria. A Jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. ELa apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1548 qualificações
R$ 23,03 + frete R$ 10,16

Total: R$ 33,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. ELa nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. FOi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. MAlala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. QUando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. ARmados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. PRoibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. MAs Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. ELa fez das palavras sua arma. EM 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. POucos acreditaram que ela sobreviveria. A Jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. ELa apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1548 qualificações
R$ 23,03 + frete R$ 10,16

Total: R$ 33,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. ELa nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. FOi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. MAlala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. QUando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. ARmados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. PRoibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. MAs Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. ELa fez das palavras sua arma. EM 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. POucos acreditaram que ela sobreviveria. A Jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. ELa apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
1548 qualificações
R$ 23,03 + frete R$ 10,16

Total: R$ 33,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. ELa nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. FOi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. MAlala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. QUando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. ARmados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. PRoibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. MAs Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. ELa fez das palavras sua arma. EM 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. POucos acreditaram que ela sobreviveria. A Jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. ELa apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala a Menina que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala a Menina que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Sebo Líder Sebo Líder PR - Curitiba
100% Positivas
504 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 33,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição *Livro seminovo , com sinais de sujidades nos cortes , leve desgastes nas extremidades da capa. 08/10/2018 TIPO: SEMI-NOVO ISBN: 9788574066707 PÁGINAS: 95 ACABAMENTO: Brochura IDIOMA: Português CÓDIGO DE BARRAS: 1000232296553

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Banca de Livros Banca de Livros SP - São Paulo
99% Positivas
92 qualificações
R$ 26,32 + frete R$ 9,10

Total: R$ 35,42

Comprar ler descrição ocultar

Descrição EstCatv - Livro novo, sem uso

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: CDL Companhia das Letrinh

Tipo: novo

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
473 qualificações
R$ 27,97 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: CDL Companhia das Letrinh

Tipo: novo

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
473 qualificações
R$ 27,97 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: CDL Companhia das Letrinh

Tipo: novo

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
473 qualificações
R$ 27,97 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: CDL Companhia das Letrinh

Tipo: novo

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
473 qualificações
R$ 27,97 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: CDL Companhia das Letrinh

Tipo: novo

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
473 qualificações
R$ 27,97 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: CDL Companhia das Letrinh

Tipo: novo

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
99% Positivas
473 qualificações
R$ 27,97 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala, A Menina Que Queria Ir Para A Escola Capa ilustrativa

Malala, A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
98% Positivas
122 qualificações
R$ 28,41 + frete R$ 7,58

Total: R$ 35,99

Comprar ler descrição ocultar
Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Sebo Continental Sebo Continental SP - São Paulo
99% Positivas
82 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 8,05

Total: R$ 36,05

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado. Sinopse: No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Na obra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão - 20164010

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrin

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
476 qualificações
R$ 25,66 + frete R$ 10,53

Total: R$ 36,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, com garantia SKU: L99124598 ISBN: 9788574066707 Sinopse: Neste livro-reportagem, a jornalista Adriana Carranca relata as criancas a historia da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Taliba aos catorze anos por defender a educacao feminina. A reporter traz suas percepcoes sobre o

Malala : A Menina Que Queria Ir Para a Escola Capa ilustrativa

Malala : A Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1464 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 36,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 192 pág. Sinopse: Por mais absurdo que pareça, Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar.Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e apre

Malala : A Menina Que Queria Ir Para a Escola Capa ilustrativa

Malala : A Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1464 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 36,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 192 pág. Sinopse: Por mais absurdo que pareça, Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar.Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e apre

Malala : A Menina Que Queria Ir Para a Escola Capa ilustrativa

Malala : A Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

A Livraria A Livraria SP - São Paulo
99% Positivas
1464 qualificações
R$ 28,00 + frete R$ 8,53

Total: R$ 36,53

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Dimensão 14 x 21, 192 pág. Sinopse: Por mais absurdo que pareça, Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar.Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e apre

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro