A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Malala a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Adriana Carranca

Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.    

Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Capa ilustrativa
Refinar resultado

127 livros novos e 15 livros usados em 45 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Metropole Livraria Metropole SP - São Paulo
100% Positivas
224 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 34,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em excelente estado. Capa e miolo sem riscos ou anotações. Como novo.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Metropole Livraria Metropole SP - São Paulo
100% Positivas
224 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 34,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em excelente estado. Capa e miolo sem riscos ou anotações. Como novo.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

EJ Livros EJ Livros PE - Recife
99% Positivas
142 qualificações
R$ 26,50 + frete R$ 9,40

Total: R$ 35,90

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 🌟 Olá, bem-vindo a EJ livros 🌟 ➤ Condições gerais: livro em bom estado conservação, sem riscos ou danos/ paginas bem coladas, sem anotações. encapado com contato transparente Obs: maiores informações entrar em contato para obter informações como: fotos do livro

Malala: a Menina Que Queria Ir para a Escola

Malala: a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Armazém do Livro Usado Armazém do Livro Usado DF - Brasília
100% Positivas
924 qualificações
R$ 26,00 + frete R$ 9,93

Total: R$ 35,93

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro com páginas em bom estado, brochura com leves desgastes; 95p.

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
97% Positivas
1005 qualificações
R$ 27,20 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,02

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
97% Positivas
1005 qualificações
R$ 27,20 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,02

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
97% Positivas
1005 qualificações
R$ 27,20 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,02

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
97% Positivas
1005 qualificações
R$ 27,20 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,02

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala, A Menina Que Queria Ir Para A Escola Capa ilustrativa

Malala, A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

BookMarket BookMarket SP - São Paulo
97% Positivas
168 qualificações
R$ 27,90 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,72

Comprar ler descrição ocultar
MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
99% Positivas
701 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns - os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
99% Positivas
701 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns - os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
99% Positivas
701 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns - os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
99% Positivas
701 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns - os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA, A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Pook Book Pook Book SP - São Paulo
99% Positivas
701 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns - os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Malala - A Menina Que Queria Ir Para A Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas CI

Tipo: novo

Idioma: Português

Cliquebooks Cliquebooks SP - São Paulo
98% Positivas
463 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 8,82

Total: R$ 36,74

Comprar ler descrição ocultar

Descrição No primeiro livro-reportagem destinado ao público infantil, a jornalista Adriana Carranca relata às crianças a história da adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina. Naobra, a repórter traz suas percepções sobre o vale do Swat, a história da região e a definição dos termos mais importantes para entender a vida desta menina tão corajosa.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola Capa ilustrativa

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

O Rei dos Livros O Rei dos Livros SP - Guarulhos
R$ 25,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 36,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição (código 357) Livro em bom estado de conservação, capa brochura, sem grifos e rasuras, contém marcas de manuseio.

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola Capa ilustrativa

Malala - a Menina Que Queria Ir Para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
99% Positivas
282 qualificações
R$ 28,62 + frete R$ 8,82

Total: R$ 37,44

Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

Malala, a menina que queria ir para a escola

Malala, a menina que queria ir para a escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Não Informado

Ilha de Livros Ilha de Livros RJ - Rio de Janeiro
96% Positivas
104 qualificações
R$ 27,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 37,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura, bom estado de conservação, capa original , não possui furo, rabisco e nem linhas sublinhadas - Livro bom para manuseio e leitura . 95pp. (cod. 13)

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Veredas Sebo Veredas ES - Vitória
100% Positivas
83 qualificações
R$ 29,00 + frete R$ 8,82

Total: R$ 37,82

Comprar ler descrição ocultar

Descrição bom estado de conservação. 95 páginas -121264

Malala a Menina que Queria Ir para a Escola

Malala a Menina que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Literário Sorocaba Sebo Literário Sorocaba SP - Sorocaba
100% Positivas
51 qualificações
R$ 26,90 + frete R$ 11,87

Total: R$ 38,77

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em Bom Estado de Conservação! Laterais com leves marcas de manuseio. Sem furos, riscos, rasuras, grifos, anotações, dedicatória ou assinatura.

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Aquarios Books Aquarios Books SP - São Paulo
92% Positivas
12 qualificações
R$ 29,67 + frete R$ 9,40

Total: R$ 39,07

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. Adquirido da editora.

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Não Informado

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
70 qualificações
R$ 29,67 + frete R$ 9,40

Total: R$ 39,07

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. Adquirido da editora.

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Malala, a Menina Que Queria Ir para a Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

MV LIVROS MV LIVROS CE - Fortaleza
100% Positivas
292 qualificações
R$ 28,50 + frete R$ 10,61

Total: R$ 39,11

Comprar ler descrição ocultar

Descrição seminovo em perfeito estado de conservação com pequenos sinais de manuseio nas pontas do livro.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
174 qualificações
R$ 29,32 + frete R$ 9,93

Total: R$ 39,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
174 qualificações
R$ 29,32 + frete R$ 9,93

Total: R$ 39,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
174 qualificações
R$ 29,32 + frete R$ 9,93

Total: R$ 39,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
174 qualificações
R$ 29,32 + frete R$ 9,93

Total: R$ 39,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA Capa ilustrativa

MALALA - A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA

Ano:   Editora: Companhia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Astro dos Livros Astro dos Livros SP - São Paulo
100% Positivas
174 qualificações
R$ 29,32 + frete R$ 9,93

Total: R$ 39,25

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no Paquistão, em uma região pacífica, e era uma das primeiras alunas da classe. Mas quando tinha dez anos, viu a sua cidade ser atacada e dominada por um grupo extremista chamado Talibã. Eles impuseram muitas regras, entre elas a que determinava que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada a defender aquilo em que acreditava e lutou com todas as forças para continuar estudando. Por isso, em 9 de outubro de 2012, tomou um tiro na cabeça quando voltava de ônibus da escola. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat pouco depois do atentado, e conta tudo o que viu e aprendeu por lá, apresentando a história dessa menina que, além de ser a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz, é um grande exemplo, no mundo todo, do poder do protesto pacífico.

Malala, A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala, A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
567 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 11,87

Total: R$ 39,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Malala, A Menina Que Queria Ir para A Escola

Malala, A Menina Que Queria Ir para A Escola

Ano:   Editora: Cia das Letrinhas

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Cultura Livraria Cultura SP - São Paulo
98% Positivas
567 qualificações
R$ 27,92 + frete R$ 11,87

Total: R$ 39,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro