A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Critica da Razao Criminosa Capa ilustrativa

Crítica da Razão Criminosa

Michael Gregorio

Na fria Königsberg, na Prússia da virada do século 18 para o 19, a pena do grande filósofo Immanuel Kant escrevia páginas obscuras. Depois de ter tratado da mente comum em A crítica da razão pura, seu mais famoso livro, agora enveredava pela mente doentia de um serial killer. Mas o que aquelas idéias secretas poderiam ter com os assassinatos que apavoravam a cidade em 1804? Acompanhe neste "Crítica da Razão Criminosa" as investigações do jovem magistrado Hanno Stiffeniis, um dos poucos que conversou com Kant sobre as páginas secretas. O escritor Michael Gregorio construiu uma trama apaixonante, na qual razão e superstição combinam-se de uma forma assustadora. Fechar Ler mais

Na fria Königsberg, na Prússia da virada do século 18 para o 19, a pena do grande filósofo Immanuel Kant escrevia páginas obscuras. Depois de ter tratado da mente comum em A crítica da razão pura, seu mais famoso livro, agora enveredava pela mente doentia de um serial killer. Mas o que aquelas idéias secretas poderiam ter com os assassinatos que apavoravam a cidade em 1804? Acompanhe neste "Crítica da Razão Criminosa" as investigações do jovem magistrado Hanno Stiffeniis, um dos poucos que conversou com Kant sobre as páginas secretas. O escritor Michael Gregorio construiu uma trama apaixonante, na qual razão e superstição combinam-se de uma forma assustadora. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Crítica da Razão Criminosa

Capa ilustrativa

Crítica da Razão Criminosa

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Crítica da Razão Criminosa Capa ilustrativa

Crítica da Razão Criminosa

Ano:   Editora: Planeta

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
516 qualificações
R$ 15,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição (Cód. 0002989) Livro excelente conservação. Brochura com 463 páginas, sem rasuras e grifos, bordas levemente sujo pelo tempo. Na fria Königsberg, na Prússia da virada do século 18 para o 19, a pena do grande filósofo Immanuel Kant escrevia páginas obscuras. Depois de ter tratado da mente comum em A crítica da razão pura, seu mais famoso livro, agora enveredava pela mente doentia de um serial killer. Mas o que aquelas idéias secretas poderiam ter com os assassinatos que apavoravam a cidade em 1804? Acompanhe neste Crítica da Razão Criminosa as investigações do jovem magistrado Hanno Stiffeniis, um dos poucos que conversou com Kant sobre as páginas secretas. O escritor Michael Gregorio construiu uma trama apaixonante, na qual razão e superstição combinam-se de uma forma assustadora..

Crítica da Razão Criminosa

Crítica da Razão Criminosa

Ano:   Editora: Planeta

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
516 qualificações
R$ 15,00 + R$ 10,58 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Código (14128), livro usado, capa em muito bom estado e o miolo está em ótima situação de visualização e leitura, porém as abas estão visualmente amareladas, contém 461 páginas e tamanho 22, 5 x 15, 5 cm. Na fria Königsberg, na Prússia da virada do século 18 para o 19, a pena do grande filósofo Immanuel Kant escrevia páginas obscuras. Depois de ter tratado da mente comum em A crítica da razão pura, seu mais famoso livro, agora enveredava pela mente doentia de um serial killer. Mas o que aquelas idéias secretas poderiam ter com os assassinatos que apavoravam a cidade em 1804? Acompanhe neste Crítica da razão criminosa as investigações do jovem magistrado Hanno Stiffeniis, um dos poucos que conversou com Kant sobre as páginas secretas.

Crítica da Razão Criminosa

Crítica da Razão Criminosa

Ano:   Editora: Planeta

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
516 qualificações
R$ 15,00 + R$ 10,58 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição cód(29555), livro em bom estado de conservação, sem grifos e rasuras, marcas de manuseios na capa, contem 463 paginas, tamanho 16x23cm, laterais sujas com o tempo, O professor de filosofia Michael Gregorio com esse enredo, estréia com, "Crítica da Razão Criminosa" (tradução Liliana da Silva Lopes, 464págs, Planeta), um thriller de mistério, onde confronta a razão filosófica e a ira criminosa, a ciência e a superstição, a investigação cientifica e a revelação espiritual cabendo ao leitor uma narrativa precisa e surpreendente que coloca em choque dois condicionadores do comportamento humano, o bom senso racional e a fé supersticiosa.

Crítica da Razão Criminosa

Crítica da Razão Criminosa

Ano:   Editora: Planeta

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
516 qualificações
R$ 15,00 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição cód(23177), livro em bom estado de conservação, sem grifos e rasuras, marcas de manuseios na capa, contem 463 paginas, tamanho 16x23cm, laterais levemente sujas, Na fria Königsberg, na Prússia da virada do século 18 para o 19, a pena do grande filósofo Immanuel Kant escrevia páginas obscuras. Depois de ter tratado da mente comum em A crítica da razão pura, seu mais famoso livro, agora enveredava pela mente doentia de um serial killer. Mas o que aquelas idéias secretas poderiam ter com os assassinatos que apavoravam a cidade em 1804? Acompanhe neste Crítica da razão criminosa as investigações do jovem magistrado Hanno Stiffeniis, um dos poucos que conversou com Kant sobre as páginas secretas.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro