A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Grandesertao Br Capa ilustrativa

Grandesertão. Br

Willi Bolle

Publicado em 1956, ´Grande Sertão - Veredas´ de Guimarães Rosa, tem suscitado desde então um grande número de estudos e interpretações. O mais recente lançamento da Coleção Espírito Crítico - grandesertão.br, de Willi Bolle - vem abrir uma perspectiva inteiramente nova nesse panorama. Partindo da idéia de que a obra-prima de Rosa ganha em complexidade quando lida como uma reescrita crítica de Os Sertões (1902), de Euclides da Cunha, o professor de literatura alemã da Universidade de São Paulo mapeia toda a rede de relações existentes entre o Grande Sertão e os principais ensaios de interpretação de nosso país; desde a obra matricial de Euclides até os estudos fundamentais de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Jr., Raymundo Faoro, Antonio Candido e Celso Furtado, entre outros. Em sua abordagem, aspectos centrais do romance - tais como a narração labiríntica e em forma de rede, o sistema da jagunçagem e, sobretudo, o pacto de Riobaldo com o Diabo (lido em chave materialista, que dispensa a interpretação metafísico-existencial) emergem sob luz nova. Para tanto, Bolle lança mão de diversas ferramentas que, além da ampla erudição, vêm se somar à crítica literária; entre elas, a filosofia política, as ciências sociais, a estética, a lingüística e até mesmo a geografia, já que o livro se faz acompanhar de vários mapas que situam para o leitor as andanças da personagem Riobaldo e o cenário da ação de Grande Sertão - Veredas. Fechar Ler mais

Publicado em 1956, ´Grande Sertão - Veredas´ de Guimarães Rosa, tem suscitado desde então um grande número de estudos e in terpretações. O mais recente lançamento da Coleção Espírito Crítico - grandesertão.br, de Willi Bolle - vem abrir uma perspectiva inteiramente nova nesse panorama. Partindo da idéia de que a obra-prima de Rosa ganha em complexidade quando lida como uma reescrita crítica de Os Sertões (1902), de Euclides da Cunha, o professor de literatura alemã da Universidade de São Paulo mapeia toda a rede de relações existentes entre o Grande Sertão e os principais ensaios de interpretação de nosso país; desde a obra matricial de Euclides até os estudos fundamentais de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Jr., Raymundo Faoro, Antonio Candido e Celso Furtado, entre outros. Em sua abordagem, aspectos centrais do romance - tais como a narração labiríntica e em forma de rede, o sistema da jagunçagem e, sobretudo, o pacto de Riobaldo com o Diabo (lido em chave materialista, que dispensa a interpretação metafísico-existencial) emergem sob luz nova. Para tanto, Bolle lança mão de diversas ferramentas que, além da ampla erudição, vêm se somar à crítica literária; entre elas, a filosofia política, as ciências sociais, a estética, a lingüística e até mesmo a geografia, já que o livro se faz acompanhar de vários mapas que situam para o leitor as andanças da personagem Riobaldo e o cenário da ação de Grande Sertão - Veredas. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Grandesertão. Br

Capa ilustrativa

3 livros novos e 1 livro usado em 2 vendedores

Grandesertão. Br Capa ilustrativa

Grandesertão. Br

Ano:   Editora: 34

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
520 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 8,37

Total: R$ 28,37

Comprar ler descrição ocultar

Descrição (Código 51498) Livro em bom estado, brochura, marcas de manuseios, bordas com pequenas manchas amarelas, páginas sem rasuras e grifos.

Grandesertão. Br

Grandesertão. Br

Ano:   Editora: Duas Cidades Ed 34

Tipo: novo

Lilian Pavan Lilian Pavan SP - Ibitinga
100% Positivas
20 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 10,31

Total: R$ 45,31

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 480p., col. Espirito Critico. Tomando como ponto de partida a ideia de que Grande Sertão: Veredas pode ser lido como uma reescrita crítica de Os Sertões, este ensaio aborda a obra-prima de Guimarães Rosa enquanto "o romance de formação do Brasil". De maneira clara e concisa, Willi Bolle mostra como a narrativa rosiana desconstrói e constrói a história do país, em diálogo com os principais ensaios de interpretação de nossa cultura: desde o livro matricial de Euclides da Cunha até os estudos fundamentais de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Jr., Antonio Candido e outros

Grandesertão. Br

Grandesertão. Br

Ano:   Editora: Duas Cidades Ed 34

Tipo: novo

Lilian Pavan Lilian Pavan SP - Ibitinga
100% Positivas
20 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 10,31

Total: R$ 45,31

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 480p., col. Espirito Critico. Tomando como ponto de partida a ideia de que Grande Sertão: Veredas pode ser lido como uma reescrita crítica de Os Sertões, este ensaio aborda a obra-prima de Guimarães Rosa enquanto "o romance de formação do Brasil". De maneira clara e concisa, Willi Bolle mostra como a narrativa rosiana desconstrói e constrói a história do país, em diálogo com os principais ensaios de interpretação de nossa cultura: desde o livro matricial de Euclides da Cunha até os estudos fundamentais de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Jr., Antonio Candido e outros

Grandesertão. Br

Grandesertão. Br

Ano:   Editora: Duas Cidades Ed 34

Tipo: novo

Lilian Pavan Lilian Pavan SP - Ibitinga
100% Positivas
20 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 10,31

Total: R$ 45,31

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 480p., col. Espirito Critico. Tomando como ponto de partida a ideia de que Grande Sertão: Veredas pode ser lido como uma reescrita crítica de Os Sertões, este ensaio aborda a obra-prima de Guimarães Rosa enquanto "o romance de formação do Brasil". De maneira clara e concisa, Willi Bolle mostra como a narrativa rosiana desconstrói e constrói a história do país, em diálogo com os principais ensaios de interpretação de nossa cultura: desde o livro matricial de Euclides da Cunha até os estudos fundamentais de Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Caio Prado Jr., Antonio Candido e outros

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro