A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Mulher Estado e Revolucao Capa ilustrativa

Livro Mulher, Estado e Revolução

Wendy Goldman

O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combinando história política e social, o livro recupera não apenas as lições discutidas por juristas e revolucionários, mas também as lutas diárias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas.    

O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviét icas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combinando história política e social, o livro recupera não apenas as lições discutidas por juristas e revolucionários, mas também as lutas diárias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Mulher, Estado e Revolução

Capa ilustrativa
Refinar resultado

143 livros novos e 2 livros usados em 31 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Mulher, Estado e Revolução Capa ilustrativa

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria a  Relíquia Livraria a Relíquia SP - São Paulo
96% Positivas
55 qualificações
R$ 38,90 + frete R$ 12,29

Total: R$ 51,19

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Novo, perfeito estado de conservação.

Mulher, Estado e Revolução Capa ilustrativa

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Livraria Flamingo Livraria Flamingo MG - Juiz de Fora
98% Positivas
96 qualificações
R$ 39,99 + frete R$ 11,87

Total: R$ 51,86

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em perfeito estado de conservação 0219 cod c. Atenção: se sua opção for boleto ou depósito por favor aguarde nossa confirmação no estoque.

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Andorra Livros Andorra Livros SP - São Paulo
100% Positivas
35 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 51,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO - - A Boitempo, em parceria com a Edições ISKRA, publica o premiado livro A Mulher, o Estado e a Revolução: política da família soviética e da vida social entre 1917 e 1936. Escrito por Wendy Goldman, historiadora e professora da Universidade Carnegie Mellon (EUA), especializada em estudos sobre a Rússia e a União Soviética, a obra ganhou o Berkshire Conference Book Award ao examinar as mudanças sociais pela qual passou a sociedade soviética nas duas primeiras décadas pós-revolução, com foco nas mulheres, e na relação que estabeleceram com o Estado revolucionário. Cod. 2075

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Andorra Livros Andorra Livros SP - São Paulo
100% Positivas
35 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 51,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO - - A Boitempo, em parceria com a Edições ISKRA, publica o premiado livro A Mulher, o Estado e a Revolução: política da família soviética e da vida social entre 1917 e 1936. Escrito por Wendy Goldman, historiadora e professora da Universidade Carnegie Mellon (EUA), especializada em estudos sobre a Rússia e a União Soviética, a obra ganhou o Berkshire Conference Book Award ao examinar as mudanças sociais pela qual passou a sociedade soviética nas duas primeiras décadas pós-revolução, com foco nas mulheres, e na relação que estabeleceram com o Estado revolucionário. 1308

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Andorra Livros Andorra Livros SP - São Paulo
100% Positivas
35 qualificações
R$ 40,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 51,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO - - A Boitempo, em parceria com a Edições ISKRA, publica o premiado livro A Mulher, o Estado e a Revolução: política da família soviética e da vida social entre 1917 e 1936. Escrito por Wendy Goldman, historiadora e professora da Universidade Carnegie Mellon (EUA), especializada em estudos sobre a Rússia e a União Soviética, a obra ganhou o Berkshire Conference Book Award ao examinar as mudanças sociais pela qual passou a sociedade soviética nas duas primeiras décadas pós-revolução, com foco nas mulheres, e na relação que estabeleceram com o Estado revolucionário. 1307

MULHERES, O ESTADO E A REVOLUCAO, AS

MULHERES, O ESTADO E A REVOLUCAO, AS

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
95% Positivas
1142 qualificações
R$ 40,88 + frete R$ 11,87

Total: R$ 52,75

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiencias da libertacao da mulher e do amor livre na Uniao das Republicas Socialistas Sovieticas (URSS) depois da Revolucao e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema e a dificil relacao entre vida material e belos ideais , afirma Goldman. O livro examina as condicoes materiais da Uniao Sovietica logo apos a Revolucao e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social: quando um novo mundo podera ser criado? Quais sao as condicoes necessarias para se realizar ideais revolucionarios? E possivel que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condicoes de desemprego, discriminacao e persistencia de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiencia, depois da Revolucao Russa? Combinando historia politica e social, o livro recupera nao apenas as licoes discutidas por juristas e revolucionarios, mas tambem as lutas diarias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas. Ao chegarem ao poder em 1917, como resultado de uma revolucao, e com esperancas de construir um mundo novo, muitos juristas, educadores e outros militantes sonharam com novas possibilidades. Os bolcheviques lutavam para que, sob o socialismo, a instituicao familia definhasse, para que o trabalho domestico nao remunerado das mulheres fosse substituido por lavanderias, creches e refeitorios comunitarios, para que o afeto e o respeito mutuos substituissem a dependencia juridica e financeira como base das relacoes entre os generos. Uma geracao de legisladores sovieticos se empenhou em concretizar essa visao e como parte dela, em 1920, legalizaram o aborto, que passou a ser considerado um servico publico e gratuito. E importante destacar que os bolcheviques tiveram uma politica aberta sobre as relacoes pessoais, especialmente considerando o atraso social e cultural da Russia. A ideia de amor livre e as relacoes hierarquicas entre pais e filhos foram temas amplamente debatidos. Em uma cultura patriarcal, os pais exerciam um controle tremendo sobre as maes e as criancas. Tomavam decisoes sobre o matrimonio, a educacao e o trabalho. Os bolcheviques queriam abolir esse controle, em favor dos direitos do individuo, do ser humano , afirma Goldman. Questionaram as hierarquias de todo tipo, nao somente aquelas dentro da familia. O Exercito Vermelho foi reconstruido sob novas regras, mais democraticas em termos de relacoes entre oficiais e soldados. As escolas tornaram-se mistas, e os professores, estudantes e trabalhadores criaram Sovietes para governa-las. Os juristas discutiam o desaparecimento da lei e do Estado e faziam leis destinadas a alentar esse objetivo. Inclusive desafiaram as hierarquias na arte e na musica. Na decada de 1920, os musicos sovieticos experimentaram uma orquestra sem diretor . Foi um momento de grande nivelamento e de experimentacao apaixonante em todas as areas da vida .No entanto, uma decada e meia depois, com a atuacao de forcas contrarrevolucionarias, a legalidade do aborto foi revogada e a experimentacao social deu cada vez mais lugar a solucoes conservadoras, que reforcaram as amarras da familia tradicional e o papel reprodutivo da mulher. A autora analisa nesse contexto como as mulheres responderam as tentativas de refazer a familia, com Stalin defendendo a volta a familia e ao lar , e como suas opinioes e experiencias foram utilizadas pelo Estado para atender as suas proprias necessidades. A edicao brasileira do livro sera enriquecida com fotografias da epoca e textos complementares, como o texto de capa de Liliana Segnini, professora do Departamento de Ciencias Sociais da Unicamp, e o prologo escrito por Diana Assuncao, historiadora e militante dos direitos das mulheres.

MULHERES, O ESTADO E A REVOLUCAO, AS

MULHERES, O ESTADO E A REVOLUCAO, AS

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
95% Positivas
1142 qualificações
R$ 40,88 + frete R$ 11,87

Total: R$ 52,75

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiencias da libertacao da mulher e do amor livre na Uniao das Republicas Socialistas Sovieticas (URSS) depois da Revolucao e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema e a dificil relacao entre vida material e belos ideais , afirma Goldman. O livro examina as condicoes materiais da Uniao Sovietica logo apos a Revolucao e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social: quando um novo mundo podera ser criado? Quais sao as condicoes necessarias para se realizar ideais revolucionarios? E possivel que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condicoes de desemprego, discriminacao e persistencia de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiencia, depois da Revolucao Russa? Combinando historia politica e social, o livro recupera nao apenas as licoes discutidas por juristas e revolucionarios, mas tambem as lutas diarias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas. Ao chegarem ao poder em 1917, como resultado de uma revolucao, e com esperancas de construir um mundo novo, muitos juristas, educadores e outros militantes sonharam com novas possibilidades. Os bolcheviques lutavam para que, sob o socialismo, a instituicao familia definhasse, para que o trabalho domestico nao remunerado das mulheres fosse substituido por lavanderias, creches e refeitorios comunitarios, para que o afeto e o respeito mutuos substituissem a dependencia juridica e financeira como base das relacoes entre os generos. Uma geracao de legisladores sovieticos se empenhou em concretizar essa visao e como parte dela, em 1920, legalizaram o aborto, que passou a ser considerado um servico publico e gratuito. E importante destacar que os bolcheviques tiveram uma politica aberta sobre as relacoes pessoais, especialmente considerando o atraso social e cultural da Russia. A ideia de amor livre e as relacoes hierarquicas entre pais e filhos foram temas amplamente debatidos. Em uma cultura patriarcal, os pais exerciam um controle tremendo sobre as maes e as criancas. Tomavam decisoes sobre o matrimonio, a educacao e o trabalho. Os bolcheviques queriam abolir esse controle, em favor dos direitos do individuo, do ser humano , afirma Goldman. Questionaram as hierarquias de todo tipo, nao somente aquelas dentro da familia. O Exercito Vermelho foi reconstruido sob novas regras, mais democraticas em termos de relacoes entre oficiais e soldados. As escolas tornaram-se mistas, e os professores, estudantes e trabalhadores criaram Sovietes para governa-las. Os juristas discutiam o desaparecimento da lei e do Estado e faziam leis destinadas a alentar esse objetivo. Inclusive desafiaram as hierarquias na arte e na musica. Na decada de 1920, os musicos sovieticos experimentaram uma orquestra sem diretor . Foi um momento de grande nivelamento e de experimentacao apaixonante em todas as areas da vida .No entanto, uma decada e meia depois, com a atuacao de forcas contrarrevolucionarias, a legalidade do aborto foi revogada e a experimentacao social deu cada vez mais lugar a solucoes conservadoras, que reforcaram as amarras da familia tradicional e o papel reprodutivo da mulher. A autora analisa nesse contexto como as mulheres responderam as tentativas de refazer a familia, com Stalin defendendo a volta a familia e ao lar , e como suas opinioes e experiencias foram utilizadas pelo Estado para atender as suas proprias necessidades. A edicao brasileira do livro sera enriquecida com fotografias da epoca e textos complementares, como o texto de capa de Liliana Segnini, professora do Departamento de Ciencias Sociais da Unicamp, e o prologo escrito por Diana Assuncao, historiadora e militante dos direitos das mulheres.

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Sebo Atitude Sebo Atitude SP - São Paulo
100% Positivas
23 qualificações
R$ 41,99 + frete R$ 13,87

Total: R$ 55,86

Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO ==O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
91% Positivas
398 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 53,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combina

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
91% Positivas
398 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 53,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combina

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
91% Positivas
398 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 53,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combina

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
91% Positivas
398 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 53,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combina

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
91% Positivas
398 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,24

Total: R$ 53,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combina

Mulher, Estado e Revolução Capa ilustrativa

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
95% Positivas
530 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 53,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

Mulher, Estado e Revolução Capa ilustrativa

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
95% Positivas
530 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 53,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

Mulher, Estado e Revolução Capa ilustrativa

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livrofast Livrofast SP - São Paulo
95% Positivas
530 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 53,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO DIRETO DO FABRICANTE

Mulher Estado e Revolucao

Mulher Estado e Revolucao

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Compre Livros Compre Livros SP - São Paulo
86% Positivas
173 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 53,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combinan

Mulher Estado e Revolucao

Mulher Estado e Revolucao

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Compre Livros Compre Livros SP - São Paulo
86% Positivas
173 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 53,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combinan

Mulher Estado e Revolucao

Mulher Estado e Revolucao

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Compre Livros Compre Livros SP - São Paulo
86% Positivas
173 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 11,87

Total: R$ 53,87

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combinan

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Livraria Academica2 Livraria Academica2 SP - São Paulo
96% Positivas
25 qualificações
R$ 42,08 Frete grátis
Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO ==O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução

Mulher, Estado e Revolução Capa ilustrativa

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Kangoroo Web Kangoroo Web SP - São Paulo
95% Positivas
414 qualificações
R$ 43,51 + frete R$ 11,87

Total: R$ 55,38

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo, nunca manuseado, direto da Editora!!!! O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. "Seu tema é a difícil relação entre vida material e belos ideais", afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social: quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiência, depois da Revolução Russa? Combinando história política e social, o livro recupera não apenas as lições discutidas por juristas e revolucionários, mas também as lutas diárias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas.

MULHER ESTADO E REVOLUCAO

MULHER ESTADO E REVOLUCAO

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
2571 qualificações
R$ 43,68 + frete R$ 11,87

Total: R$ 55,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiencias da libertacao da mulher e do amor livre na Uniao das Republicas Socialistas Sovieticas (URSS) depois da Revolucao e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema e a dificil relacao entre vida material e belos ideais , afirma Goldman. O livro examina as condicoes materiais da Uniao Sovietica logo apos a Revolucao e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social: quando um novo mundo podera ser criado? Quais sao as condicoes necessarias para se realizar ideais revolucionarios? E possivel que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condicoes de desemprego, discriminacao e persistencia de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiencia, depois da Revolucao Russa? Combinando historia politica e social, o livro recupera nao apenas as licoes discutidas por juristas e revolucionarios, mas tambem as lutas diarias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas. Ao chegarem ao poder em 1917, como resultado de uma revolucao, e com esperancas de construir um mundo novo, muitos juristas, educadores e outros militantes sonharam com novas possibilidades. Os bolcheviques lutavam para que, sob o socialismo, a instituicao familia definhasse, para que o trabalho domestico nao remunerado das mulheres fosse substituido por lavanderias, creches e refeitorios comunitarios, para que o afeto e o respeito mutuos substituissem a dependencia juridica e financeira como base das relacoes entre os generos. Uma geracao de legisladores sovieticos se empenhou em concretizar essa visao e como parte dela, em 1920, legalizaram o aborto, que passou a ser considerado um servico publico e gratuito. E importante destacar que os bolcheviques tiveram uma politica aberta sobre as relacoes pessoais, especialmente considerando o atraso social e cultural da Russia. A ideia de amor livre e as relacoes hierarquicas entre pais e filhos foram temas amplamente debatidos. Em uma cultura patriarcal, os pais exerciam um controle tremendo sobre as maes e as criancas. Tomavam decisoes sobre o matrimonio, a educacao e o trabalho. Os bolcheviques queriam abolir esse controle, em favor dos direitos do individuo, do ser humano , afirma Goldman. Questionaram as hierarquias de todo tipo, nao somente aquelas dentro da familia. O Exercito Vermelho foi reconstruido sob novas regras, mais democraticas em termos de relacoes entre oficiais e soldados. As escolas tornaram-se mistas, e os professores, estudantes e trabalhadores criaram Sovietes para governa-las. Os juristas discutiam o desaparecimento da lei e do Estado e faziam leis destinadas a alentar esse objetivo. Inclusive desafiaram as hierarquias na arte e na musica. Na decada de 1920, os musicos sovieticos experimentaram uma orquestra sem diretor . Foi um momento de grande nivelamento e de experimentacao apaixonante em todas as areas da vida .No entanto, uma decada e meia depois, com a atuacao de forcas contrarrevolucionarias, a legalidade do aborto foi revogada e a experimentacao social deu cada vez mais lugar a solucoes conservadoras, que reforcaram as amarras da familia tradicional e o papel reprodutivo da mulher. A autora analisa nesse contexto como as mulheres responderam as tentativas de refazer a familia, com Stalin defendendo a volta a familia e ao lar , e como suas opinioes e experiencias foram utilizadas pelo Estado para atender as suas proprias necessidades. A edicao brasileira do livro sera enriquecida com fotografias da epoca e textos complementares, como o texto de capa de Liliana Segnini, professora do Departamento de Ciencias Sociais da Unicamp, e o prologo escrito por Diana Assuncao, historiadora e militante dos direitos das mulheres.

MULHER ESTADO E REVOLUCAO

MULHER ESTADO E REVOLUCAO

Ano:   Editora: Geral

Tipo: novo

Idioma: Português

Wtr Livros Wtr Livros SP - Guarulhos
93% Positivas
2571 qualificações
R$ 43,68 + frete R$ 11,87

Total: R$ 55,55

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiencias da libertacao da mulher e do amor livre na Uniao das Republicas Socialistas Sovieticas (URSS) depois da Revolucao e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema e a dificil relacao entre vida material e belos ideais , afirma Goldman. O livro examina as condicoes materiais da Uniao Sovietica logo apos a Revolucao e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social: quando um novo mundo podera ser criado? Quais sao as condicoes necessarias para se realizar ideais revolucionarios? E possivel que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condicoes de desemprego, discriminacao e persistencia de atitudes patriarcais? O que podemos apreender dessa experiencia, depois da Revolucao Russa? Combinando historia politica e social, o livro recupera nao apenas as licoes discutidas por juristas e revolucionarios, mas tambem as lutas diarias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas. Ao chegarem ao poder em 1917, como resultado de uma revolucao, e com esperancas de construir um mundo novo, muitos juristas, educadores e outros militantes sonharam com novas possibilidades. Os bolcheviques lutavam para que, sob o socialismo, a instituicao familia definhasse, para que o trabalho domestico nao remunerado das mulheres fosse substituido por lavanderias, creches e refeitorios comunitarios, para que o afeto e o respeito mutuos substituissem a dependencia juridica e financeira como base das relacoes entre os generos. Uma geracao de legisladores sovieticos se empenhou em concretizar essa visao e como parte dela, em 1920, legalizaram o aborto, que passou a ser considerado um servico publico e gratuito. E importante destacar que os bolcheviques tiveram uma politica aberta sobre as relacoes pessoais, especialmente considerando o atraso social e cultural da Russia. A ideia de amor livre e as relacoes hierarquicas entre pais e filhos foram temas amplamente debatidos. Em uma cultura patriarcal, os pais exerciam um controle tremendo sobre as maes e as criancas. Tomavam decisoes sobre o matrimonio, a educacao e o trabalho. Os bolcheviques queriam abolir esse controle, em favor dos direitos do individuo, do ser humano , afirma Goldman. Questionaram as hierarquias de todo tipo, nao somente aquelas dentro da familia. O Exercito Vermelho foi reconstruido sob novas regras, mais democraticas em termos de relacoes entre oficiais e soldados. As escolas tornaram-se mistas, e os professores, estudantes e trabalhadores criaram Sovietes para governa-las. Os juristas discutiam o desaparecimento da lei e do Estado e faziam leis destinadas a alentar esse objetivo. Inclusive desafiaram as hierarquias na arte e na musica. Na decada de 1920, os musicos sovieticos experimentaram uma orquestra sem diretor . Foi um momento de grande nivelamento e de experimentacao apaixonante em todas as areas da vida .No entanto, uma decada e meia depois, com a atuacao de forcas contrarrevolucionarias, a legalidade do aborto foi revogada e a experimentacao social deu cada vez mais lugar a solucoes conservadoras, que reforcaram as amarras da familia tradicional e o papel reprodutivo da mulher. A autora analisa nesse contexto como as mulheres responderam as tentativas de refazer a familia, com Stalin defendendo a volta a familia e ao lar , e como suas opinioes e experiencias foram utilizadas pelo Estado para atender as suas proprias necessidades. A edicao brasileira do livro sera enriquecida com fotografias da epoca e textos complementares, como o texto de capa de Liliana Segnini, professora do Departamento de Ciencias Sociais da Unicamp, e o prologo escrito por Diana Assuncao, historiadora e militante dos direitos das mulheres.

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Nova Sta Cruz Livros Nova Sta Cruz Livros SP - São Paulo
98% Positivas
58 qualificações
R$ 44,00 + frete R$ 12,29

Total: R$ 56,29

Comprar ler descrição ocultar

Descrição NOVO

Mulher, Estado e Revolução

Mulher, Estado e Revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Nova Sta Cruz Livros Nova Sta Cruz Livros SP - São Paulo
98% Positivas
58 qualificações
R$ 44,00 + frete R$ 12,29

Total: R$ 56,29

Comprar ler descrição ocultar

Descrição produto novo

Mulheres, o Estado e a Revolução, As

Mulheres, o Estado e a Revolução, As

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Authentic Livros Authentic Livros SP - São Paulo
98% Positivas
464 qualificações
R$ 44,80 + frete R$ 11,87

Total: R$ 56,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relaçã o entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender de ss a experiência, depois da Revolução Russa? Combinando história política e social, o livro recupera não apenas as lições discutidas por juristas e revolucionários, mas também as lutas diárias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas.

Mulheres, o Estado e a Revolução, As

Mulheres, o Estado e a Revolução, As

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Authentic Livros Authentic Livros SP - São Paulo
98% Positivas
464 qualificações
R$ 44,80 + frete R$ 11,87

Total: R$ 56,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relaçã o entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender de ss a experiência, depois da Revolução Russa? Combinando história política e social, o livro recupera não apenas as lições discutidas por juristas e revolucionários, mas também as lutas diárias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas.

Mulheres, o Estado e a Revolução, As

Mulheres, o Estado e a Revolução, As

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Português

Authentic Livros Authentic Livros SP - São Paulo
98% Positivas
464 qualificações
R$ 44,80 + frete R$ 11,87

Total: R$ 56,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição O livro retrata as grandes experiências da libertação da mulher e do amor livre na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) depois da Revolução - e por que falharam, quando entrou em cena a burocracia stalinista. Seu tema é a difícil relaçã o entre vida material e belos ideais, afirma Goldman. O livro examina as condições materiais da União Soviética logo após a Revolução e explora questionamentos relevantes para qualquer movimento social - quando um novo mundo poderá ser criado? Quais são as condições necessárias para se realizar ideais revolucionários? É possível que se crie total liberdade sexual para homens e mulheres sob condições de desemprego, discriminação e persistência de atitudes patriarcais? O que podemos apreender de ss a experiência, depois da Revolução Russa? Combinando história política e social, o livro recupera não apenas as lições discutidas por juristas e revolucionários, mas também as lutas diárias e ideias de mulheres trabalhadoras e camponesas.

Mulher, Estado e revolução

Mulher, Estado e revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
93% Positivas
118 qualificações
R$ 44,80 + frete R$ 13,87

Total: R$ 58,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. Adquirido da editora.

Mulher, Estado e revolução

Mulher, Estado e revolução

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Idioma: Não especificado

Aquarios Books Aquarios Books SP - São Paulo
97% Positivas
38 qualificações
R$ 44,80 + frete R$ 13,87

Total: R$ 58,67

Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. Adquirido da editora.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro