A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Dicionario do Voto Capa ilustrativa

Dicionário do Voto

Walter Costa Porto

Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras - juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, ´homens bons e povo´ nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começou-se a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro dos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até a contemporaneidade. Esses outros itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, procuram ser tratados neste Dicionário. Fechar Ler mais

Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras - juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, ´homens bons e povo´ nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começou-se a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro dos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até a contemporaneidade. Esses outros itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, procuram ser tratados neste Dicionário. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Dicionario do Voto

Capa ilustrativa

Dicionario do Voto

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Dicionario do Voto Capa ilustrativa

Dicionario do Voto

Ano:   Editora: Unb

Tipo: seminovo/usado

Sebo do Rato de Livraria Sebo do Rato de Livraria SP - São Paulo
100% Positivas
217 qualificações
R$ 15,00 + R$ 12,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura em bom estado de conservação, apresenta sinais de manuseio nas capas e lombada, miolo em bom estado, sem manchas ou grifos, leve amarelamento nos cortes. 475 pp. - 20162393

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Giordano

Tipo: seminovo/usado

Armazém do Livro Usado Armazém do Livro Usado DF - Brasília
99% Positivas
1495 qualificações
R$ 18,00 + R$ 10,58 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado, com páginas levemente amareladas devido ao tempo, brochura com leves desgastes; 390p.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Unb Imprensa Oficial

Tipo: seminovo/usado

Roberto Oliveira Livros Roberto Oliveira Livros BA - Salvador
98% Positivas
468 qualificações
R$ 19,90 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Bom estado, capa conservada, folhas e cortes com pigmentos amarelados e miolo sem grifos, 475 p.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Giordano

Tipo: seminovo/usado

Metido a Sebo Livraria Metido a Sebo Livraria SP - Poá
100% Positivas
32 qualificações
R$ 20,00 + R$ 10,58 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura em bom estado 390 pgns

Dicionário do Voto Capa ilustrativa

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Imprensa Oficial Sp U N B

Tipo: seminovo/usado

Hocus Pocus Hocus Pocus GO - Goiânia
99% Positivas
264 qualificações
R$ 20,00 + R$ 11,79 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição (587)....../ ..Bem Conservado - Sem Riscos, Grifos, Rasuras - Cortes Amarelados - 270 Verbetes, Traços Biográficos dos Grandes Vultos da História Eleitoral - os Primeiros Propugnadores, o Sistema Proportional, o Voto Limitado, o Sistema Eleitoral Brasileiro Etc -

Dicionário do Voto Capa ilustrativa

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Unb

Tipo: seminovo/usado

Livraria Albelo Livraria Albelo PE - Recife
99% Positivas
245 qualificações
R$ 24,90 + R$ 12,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro bem conservado, capa na cor preta com arranhões do tempo, bordas escurecidas, pequenas manchas amareladas do tempo no miolo, 475 Páginas. JG

Dicionário do Voto Capa ilustrativa

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Imprensa Oficial

Tipo: seminovo/usado

Livros na Internet Livros na Internet SP - São Paulo
100% Positivas
25 qualificações
R$ 25,00 + R$ 10,95 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro nunca foi usado. Está sendo vendido como sebo por estar há muito tempo guardado, ou seja, está com algumas marcas do tempo, como paginas levemente amareladas. Nada que prejudique a qualidade da leitura.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Imprensa Oficial

Tipo: seminovo/usado

Julian Livros Julian Livros SP - São Paulo
99% Positivas
1551 qualificações
R$ 26,00 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Código: 1600460 Nota: A presente obra encontra-se em bom estado de conservação, contém, apenas, algumas manchas amareladas causadas pelo tempo. Ano: 2000 Nº de páginas: 475 Formato: 16 x 23 Editora: Imprensa Oficial Conservação da capa: Bom Estado Conservação do miolo: Bom Estado Acabamento: Brochura Idioma: Português

Dicionario do Voto

Dicionario do Voto

Ano:   Editora: Giordano

Tipo: seminovo/usado

Livraria Investilivros Livraria Investilivros DF - Brasília
100% Positivas
35 qualificações
R$ 26,14 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro bem conservado capa brochura, 390 paginas. cod.412 pu

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Imprensa Oficial Unb

Tipo: seminovo/usado

Nova Floresta Nova Floresta SP - São Paulo
98% Positivas
424 qualificações
R$ 28,00 + R$ 11,79 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura, livro em bom estado, sem detalhes de grifos e anotações, com paginas levemente amareladas pela ação do tempo, com 475 pag. tam. 16x23 cm. Br. Politica

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Giordano Ltda

Tipo: seminovo/usado

Livraria Progresso Sebo Livraria Progresso Sebo PE - Recife
96% Positivas
211 qualificações
R$ 30,00 + R$ 11,79 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição cód42500 politica

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Giordano

Tipo: seminovo/usado

Sebo Alternativa Pinheiros Sebo Alternativa Pinheiros SP - São Paulo
99% Positivas
143 qualificações
R$ 30,00 + R$ 10,95 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado de conservação, bordas levemente amareladas com leves desgastes.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Giordano

Tipo: seminovo/usado

Oficina do Saber Oficina do Saber SP - São Paulo
95% Positivas
125 qualificações
R$ 30,00 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 16x23 cm390 PaginasBrochura.Livro em bom estado de conservação, sem cortes ou grifos.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Giordano

Tipo: seminovo/usado

Sebo Brandão São Paulo Sebo Brandão São Paulo SP - São Paulo
100% Positivas
213 qualificações
R$ 34,00 + R$ 9,63 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 23cm. Brochura. usado. 390pags. bom estado SLE 201 / 3

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Unb

Tipo: novo

Uai livros Uai livros MG - Belo Horizonte
97% Positivas
517 qualificações
R$ 35,10 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 475 Páginas - Ótimo estado, sem marcas de uso - COD A12420

Dicionario do Voto Capa ilustrativa

Dicionario do Voto

Ano:   Editora: Unb

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
99% Positivas
742 qualificações
R$ 42,00 + R$ 12,79 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 15280 / Dicionários / Brochura / Descrição: 475 pags bom estado

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
188 qualificações
R$ 68,04 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido diretamente da editora, 432páginas. Isbn 9788586368837. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras: juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, "homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começamos a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro de nossos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até hoje. Esses e mais tantos itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, são tratados neste Dicionário. Se nossa experiência é a também vivida por todos os países, onde, progressivamente, se deu o alargamento da cidadania política e a correção dos males que distorcem a verdade das urnas, a análise desses temas contribui para o maior esclarecimento da classe política e dos eleitores que se empenham, como desejava, já no século XIX, nosso romancista José de Alencar, pela "alforria do voto. Uma obra indispensável para a compreensão do processo de tomada de decisões pelo qual a população escolhe pessoas para ocupar cargos públicos, o mecanismo com o qual a democracia representativa tem operado desde o século XVII.

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
188 qualificações
R$ 68,04 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido diretamente da editora, 432páginas. Isbn 9788586368837. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras: juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, "homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começamos a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro de nossos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até hoje. Esses e mais tantos itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, são tratados neste Dicionário. Se nossa experiência é a também vivida por todos os países, onde, progressivamente, se deu o alargamento da cidadania política e a correção dos males que distorcem a verdade das urnas, a análise desses temas contribui para o maior esclarecimento da classe política e dos eleitores que se empenham, como desejava, já no século XIX, nosso romancista José de Alencar, pela "alforria do voto. Uma obra indispensável para a compreensão do processo de tomada de decisões pelo qual a população escolhe pessoas para ocupar cargos públicos, o mecanismo com o qual a democracia representativa tem operado desde o século XVII.

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
188 qualificações
R$ 68,04 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido diretamente da editora, 432páginas. Isbn 9788586368837. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras: juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, "homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começamos a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro de nossos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até hoje. Esses e mais tantos itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, são tratados neste Dicionário. Se nossa experiência é a também vivida por todos os países, onde, progressivamente, se deu o alargamento da cidadania política e a correção dos males que distorcem a verdade das urnas, a análise desses temas contribui para o maior esclarecimento da classe política e dos eleitores que se empenham, como desejava, já no século XIX, nosso romancista José de Alencar, pela "alforria do voto. Uma obra indispensável para a compreensão do processo de tomada de decisões pelo qual a população escolhe pessoas para ocupar cargos públicos, o mecanismo com o qual a democracia representativa tem operado desde o século XVII.

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
188 qualificações
R$ 68,04 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido diretamente da editora, 432páginas. Isbn 9788586368837. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras: juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, "homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começamos a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro de nossos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até hoje. Esses e mais tantos itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, são tratados neste Dicionário. Se nossa experiência é a também vivida por todos os países, onde, progressivamente, se deu o alargamento da cidadania política e a correção dos males que distorcem a verdade das urnas, a análise desses temas contribui para o maior esclarecimento da classe política e dos eleitores que se empenham, como desejava, já no século XIX, nosso romancista José de Alencar, pela "alforria do voto. Uma obra indispensável para a compreensão do processo de tomada de decisões pelo qual a população escolhe pessoas para ocupar cargos públicos, o mecanismo com o qual a democracia representativa tem operado desde o século XVII.

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
188 qualificações
R$ 68,04 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido diretamente da editora, 432páginas. Isbn 9788586368837. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras: juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, "homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começamos a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro de nossos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até hoje. Esses e mais tantos itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, são tratados neste Dicionário. Se nossa experiência é a também vivida por todos os países, onde, progressivamente, se deu o alargamento da cidadania política e a correção dos males que distorcem a verdade das urnas, a análise desses temas contribui para o maior esclarecimento da classe política e dos eleitores que se empenham, como desejava, já no século XIX, nosso romancista José de Alencar, pela "alforria do voto. Uma obra indispensável para a compreensão do processo de tomada de decisões pelo qual a população escolhe pessoas para ocupar cargos públicos, o mecanismo com o qual a democracia representativa tem operado desde o século XVII.

Dicionario Do Voto Capa ilustrativa

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
188 qualificações
R$ 68,04 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido diretamente da editora, 432páginas. Isbn 9788586368837. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras: juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, "homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começamos a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, quatro escolhas diretas; na Quinta, seis indiretas e na Sexta, em que vivemos, até agora seis diretas. O primeiro de nossos códigos eleitorais, de 1932, traz o regime proporcional que, com pequenas modificações, perdura até hoje. Esses e mais tantos itens, relativos ao Brasil, e outros, referentes ao voto no mundo, são tratados neste Dicionário. Se nossa experiência é a também vivida por todos os países, onde, progressivamente, se deu o alargamento da cidadania política e a correção dos males que distorcem a verdade das urnas, a análise desses temas contribui para o maior esclarecimento da classe política e dos eleitores que se empenham, como desejava, já no século XIX, nosso romancista José de Alencar, pela "alforria do voto. Uma obra indispensável para a compreensão do processo de tomada de decisões pelo qual a população escolhe pessoas para ocupar cargos públicos, o mecanismo com o qual a democracia representativa tem operado desde o século XVII.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livro Rápido Livro Rápido SP - São Paulo
99% Positivas
681 qualificações
R$ 75,00 + R$ 11,79 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição CR P19-Livro Novo Lacrado Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Cmaras - juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos. A primeira eleição geral no país foi em 1821, para designação de deputados à Corte Portuguesa. Com a República, começou-se a votar em presidentes. Houve, na Primeira República, uma escolha indireta e onze diretas; na Segunda, só uma eleição indireta; na Quarta, qu... - 201679865

Dicionario Do Voto

Dicionario Do Voto

Ano:   Editora: Lexikon Digital

Tipo: novo

Uai livros Uai livros MG - Belo Horizonte
97% Positivas
517 qualificações
R$ 75,60 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 432 Páginas - Ótimo estado, sem marcas de uso - COD PO7299

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Didática Livraria Didática GO - Goiânia
99% Positivas
156 qualificações
R$ 84,00 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, capa brochura, 428 páginas. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras - juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Didática Livraria Didática GO - Goiânia
99% Positivas
156 qualificações
R$ 84,00 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, capa brochura, 428 páginas. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras - juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos.

Dicionário do Voto

Dicionário do Voto

Ano:   Editora: Lexikon

Tipo: novo

Livraria Didática Livraria Didática GO - Goiânia
99% Positivas
156 qualificações
R$ 84,00 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, capa brochura, 428 páginas. Vota-se, no Brasil, há quase 500 anos. Pois, em 1535, já se registram eleições para a escolha dos que integrariam os Conselhos ou Câmaras - juízes, vereadores, almotacés e outros oficiais. Por todos os séculos XVI, XVII, XVIII e começo do século XIX ocorreram essas eleições, em que se reuniam, na Casa do Conselho, homens bons e povo nomeando, primeiramente, seis eleitores que, por sua vez, indicavam, depois, os escolhidos, para um mandato de três anos.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro