A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
A Arte de Contar Historias Capa ilustrativa

A Arte de Contar Histórias

Nancy Mellon

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias. O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Em 'A arte de contar histórias', nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados. Na obra, a autora explica como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas    

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parec e uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias. O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Em 'A arte de contar histórias', nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados. Na obra, a autora explica como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Arte De Contar Historias, A

Capa ilustrativa
Refinar resultado

7 livros novos e 2 livros usados em 4 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Arte De Contar Historias, A Capa ilustrativa

Arte De Contar Historias, A

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
96% Positivas
920 qualificações
R$ 30,40 + frete R$ 9,40

Total: R$ 39,80

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias. O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim: "O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham." Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados. Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso fluindo regularmente de quatro em quatro se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberan

Arte De Contar Historias, A

Arte De Contar Historias, A

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Bookfast Bookfast PR - CURITIBA
96% Positivas
920 qualificações
R$ 30,40 + frete R$ 9,40

Total: R$ 39,80

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias. O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim: "O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham." Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados. Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso fluindo regularmente de quatro em quatro se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberan

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Segunda Mão Livros Usados Segunda Mão Livros Usados MG - Belo Horizonte
99% Positivas
136 qualificações
R$ 30,00 + frete R$ 10,61

Total: R$ 40,61

Comprar ler descrição ocultar

Descrição brochura com capa, lombada, miolo e cortes preservados. sem marcas de leitura. seminovo. 249páginas. le150.

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Idioma: Português

Sebo Aceroni Sebo Aceroni SP - São Paulo
100% Positivas
130 qualificações
R$ 30,00 + frete R$ 12,29

Total: R$ 42,29

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Ótimo estado, sem grifos ou rasuras.

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
39 qualificações
R$ 38,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 47,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias.

O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim:

"O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham."

Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados.

Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso – fluindo regularmente de quatro em quatro – se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberando as figuras centrais para uma radiante sensação de unidade com a fonte de bem-estar. Abordando aberta e experimentalmente a composição da história, enquanto se trabalha com vários temas, personagens, paisagens e estados de espírito, esse plano vigoroso, que há séculos vem servindo aos contadores e aos criadores de histórias, pode também servir a você".

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
39 qualificações
R$ 38,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 47,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias.

O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim:

"O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham."

Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados.

Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso – fluindo regularmente de quatro em quatro – se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberando as figuras centrais para uma radiante sensação de unidade com a fonte de bem-estar. Abordando aberta e experimentalmente a composição da história, enquanto se trabalha com vários temas, personagens, paisagens e estados de espírito, esse plano vigoroso, que há séculos vem servindo aos contadores e aos criadores de histórias, pode também servir a você".

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
39 qualificações
R$ 38,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 47,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias.

O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim:

"O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham."

Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados.

Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso – fluindo regularmente de quatro em quatro – se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberando as figuras centrais para uma radiante sensação de unidade com a fonte de bem-estar. Abordando aberta e experimentalmente a composição da história, enquanto se trabalha com vários temas, personagens, paisagens e estados de espírito, esse plano vigoroso, que há séculos vem servindo aos contadores e aos criadores de histórias, pode também servir a você".

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
39 qualificações
R$ 38,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 47,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias.

O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim:

"O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham."

Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados.

Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso – fluindo regularmente de quatro em quatro – se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberando as figuras centrais para uma radiante sensação de unidade com a fonte de bem-estar. Abordando aberta e experimentalmente a composição da história, enquanto se trabalha com vários temas, personagens, paisagens e estados de espírito, esse plano vigoroso, que há séculos vem servindo aos contadores e aos criadores de histórias, pode também servir a você".

A Arte de Contar Histórias

A Arte de Contar Histórias

Ano:   Editora: Editora Rocco

Tipo: novo

Idioma: Português

Editora Rocco Editora Rocco SP - São Paulo
100% Positivas
39 qualificações
R$ 38,00 + frete R$ 9,40

Total: R$ 47,40

Comprar ler descrição ocultar

Descrição

Inventar uma história que prenda a atenção desde o início, mantenha o nível de emoção elevado e faça pensar no final parece uma tarefa difícil. E é. Principalmente se o autor não for capaz de lançar mão dos elementos corretos para elaborar a trama. A fim de ajudar as pessoas a criar uma narrativa envolvente e de mostrar que essa também é uma forma de transformar a própria vida, Nancy Mellon escreveu A arte de contar histórias.

O livro é um guia que ensina a construir histórias passo a passo e a utilizá-las para provocar mudanças de comportamento. Especialista na cura através da arte, a autora garante que, através das figuras arquetípicas comumente evocadas nas tramas e da ajuda de alguns artifícios que pretendem valorizar as narrativas, é possível trazer à tona as aspirações e dramas das vidas internas das pessoas. Logo na primeira página ela diz assim:

"O antigo e grandioso processo de contar histórias nos coloca em contato com forças que podem ter sido esquecidas, sabedorias que podem ter esmaecido ou até mesmo desaparecido e esperanças que caíram na obscuridade. Essa atividade também nos conecta com as alegrias e prazeres que hoje em dia têm sido relegados aos artistas profissionais. Acima de tudo, o ato de contar histórias nos dá amor e coragem para encarar a vida: no processo de imaginação de uma história maravilhosa, novos espíritos nascem para encarar as maiores aventuras de nossas vidas e conceder um estímulo sábio às outras pessoas, para que sigam seus próprios caminhos, não importando a idade que tenham."

Em "A arte de contar histórias", nenhum detalhe escapa da análise da psicoterapeuta Nancy Mellon. Através de suas páginas, aprendemos, por exemplo, a atrair a atenção dos presentes para só então começar a história, a escolher as características certas para os personagens, a adequar as paisagens às tramas, a fechar a narrativa com chave de ouro e a valorizar os sentimentos e os elementos que precisam ser destacados.

Na sua obra, Nancy Mellon explica minuciosamente como fazer para despertar os símbolos adormecidos dentro de cada um de nós e dá exemplos através de histórias variadas. Segundo ela, "histórias profundamente satisfatórias expressam circulação saudável; respiram com prazer e profundidade. Um enredo baseado na batida do seu pulso – fluindo regularmente de quatro em quatro – se desenvolve em um padrão regular. A personagem ou personagens iniciam uma jornada. Vencem o primeiro obstáculo, depois o segundo e, finalmente, o terceiro, liberando as figuras centrais para uma radiante sensação de unidade com a fonte de bem-estar. Abordando aberta e experimentalmente a composição da história, enquanto se trabalha com vários temas, personagens, paisagens e estados de espírito, esse plano vigoroso, que há séculos vem servindo aos contadores e aos criadores de histórias, pode também servir a você".

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro