A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Mario de Andrade Exilio no Rio Capa ilustrativa

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Capa ilustrativa

18 livros novos e 16 livros usados em 20 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Mário de Andrade: Exílio no Rio Capa ilustrativa

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Ladeira Livros Ladeira Livros RS - Porto Alegre
97% Positivas
526 qualificações
R$ 15,00 + frete R$ 6,84

Total: R$ 21,84

Comprar ler descrição ocultar

Descrição brochura razoável corte com manchas de oxidação sem grifos;v

Mário de Andrade Exílio no Rio

Mário de Andrade Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Urucum Urucum PR - fazenda rio grande
91% Positivas
108 qualificações
R$ 15,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 22,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Em bom estado, bordas lombada e algumas páginas com manchas amareladas devido a ação do tempo, duas primeiras páginas com marca de carimbo , durex colado no miolo e leves sinais de manuseios. PgS:237 Caixa D5

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Subverso Livros Subverso Livros SP - São Paulo
100% Positivas
109 qualificações
R$ 15,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 22,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 237 pág.; bem conservado, com marca páginas na capa e contracapa, amarelado pelo tempo, manchas amareladas na capa e contracapa, leves sinais de desgaste nas bordas da lombada, capa e contracapa

Mario de Andrade - Exilio no Rio Capa ilustrativa

Mario de Andrade - Exilio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Sebo Lima Barreto Sebo Lima Barreto RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
1128 qualificações
R$ 13,99 + frete R$ 8,89

Total: R$ 22,88

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 13/03/2018 Livro em bom estado de conservação. Envelhecido pelo tempo.

Mario de Andrade: Exílio no Rio Capa ilustrativa

Mario de Andrade: Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Livraria Sebo Movel Livraria Sebo Movel SP - São Paulo
95% Positivas
219 qualificações
R$ 14,87 + frete R$ 8,37

Total: R$ 23,24

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em brochura com 237 paginas, capa inteira em bom estado de conservação ainda com brilho com leves marcas de vinco na lombada, miolo inteiro em bom estado de conservação com anotações a caneta na 2ª página e laterais das paginas levemente amareladas e com pontos de oxidação causados pelo tempo. Data 07/12/16. Cad: Antonio. Atenção! Srs. Clientes, favor atualizar endereço completo no cadastro (rua, número e cep). Obrigado.

Mário de Andrade - Exílio no Rio

Mário de Andrade - Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Livraria Pindorama Livraria Pindorama DF - Brasília
95% Positivas
116 qualificações
R$ 13,00 + frete R$ 10,31

Total: R$ 23,31

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura em bom estado. 237p.

Mário de Andrade Exílio no Rio

Mário de Andrade Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Sebonline Livros Sebonline Livros SP - São Paulo
90% Positivas
10 qualificações
R$ 19,00 + frete R$ 7,32

Total: R$ 26,32

Comprar ler descrição ocultar
Mário de Andrade : Exílio no Rio Capa ilustrativa

Mário de Andrade : Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Livraria Jmaoski Livraria Jmaoski PR - Curitiba
100% Positivas
258 qualificações
R$ 19,00 + frete R$ 8,37

Total: R$ 27,37

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro bem cuidado sem qualquer dano, a não ser leve amarelado nos bordos........... texto limpo de nomes, grifos, carimbos e todas essas coisas que muitas pessoas teimam fazer nos livros................... 237 pgs., agradáveis de ler sobre essa pessoa especial que foi Mário de Andrade.

Mário de Andrade: Exílio no Rio Capa ilustrativa

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Balaio Digital Balaio Digital RS - Porto Alegre
98% Positivas
817 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 27,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição 237 páginas - livro usado - brochura original - em bom estado - sem marcações de qualquer tipo - sem assinaturas ou carimbos - amarelamento e sinais do tempo. #CLI05547

Mario de Andrade   Exilio no Rio

Mario de Andrade Exilio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Sebo Suzano Sebo Suzano SP -
98% Positivas
125 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 8,37

Total: R$ 28,37

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Bom estado de conservação.

Mário de Andrade - exílio no Rio Capa ilustrativa

Mário de Andrade - exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Academia do Saber Passos Academia do Saber Passos RJ - Rio de Janeiro
97% Positivas
353 qualificações
R$ 20,00 + frete R$ 8,89

Total: R$ 28,89

Comprar ler descrição ocultar

Descrição (Estoque N. 22071.G). 237. Págs. Brochura. Folhas amareladas devido ação do tempo. Capa muito amarelada e com suaves desgastes. Obra em bom estado.

Mario de Andrade-exilio no Rio Capa ilustrativa

Mario de Andrade-exilio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
98% Positivas
852 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 9,42

Total: R$ 30,42

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 13805 / Crítica Literária / Brochura / Descrição: 234 pags otimo estado, sem grifos

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Ano:   Editora: Rocco

Tipo: seminovo/usado

Livraria Acervo Livraria Acervo SP - São Paulo
99% Positivas
182 qualificações
R$ 23,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 30,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em ótimo estado, como novo. 237 pp.

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Mário de Andrade: Exílio no Rio

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Biblos Alfarrabista Biblos Alfarrabista SP - São Paulo
100% Positivas
25 qualificações
R$ 42,00 Frete grátis
Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua “frieza de paulista”, seus “policiamentos interiores”.

Mário de Andrade - Exílio no Rio

Mário de Andrade - Exílio no Rio

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: seminovo/usado

Livraria Marechal Livraria Marechal SP - São Paulo
100% Positivas
121 qualificações
R$ 32,00 + frete R$ 11,16

Total: R$ 43,16

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em ótimo estado de conservação, sem danificações. Imagem ilustrativa. - 201618756

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
99% Positivas
320 qualificações
R$ 34,90 + frete R$ 8,89

Total: R$ 43,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido da editora, 224 páginas. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que ... Ano da edição: 2016. (dspc)

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
99% Positivas
320 qualificações
R$ 34,90 + frete R$ 8,89

Total: R$ 43,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido da editora, 224 páginas. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que ... Ano da edição: 2016. (dspc)

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
99% Positivas
320 qualificações
R$ 34,90 + frete R$ 8,89

Total: R$ 43,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido da editora, 224 páginas. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que ... Ano da edição: 2016. (dspc)

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
99% Positivas
320 qualificações
R$ 34,90 + frete R$ 8,89

Total: R$ 43,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido da editora, 224 páginas. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que ... Ano da edição: 2016. (dspc)

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
99% Positivas
320 qualificações
R$ 34,90 + frete R$ 8,89

Total: R$ 43,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido da editora, 224 páginas. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que ... Ano da edição: 2016. (dspc)

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
99% Positivas
320 qualificações
R$ 34,90 + frete R$ 8,89

Total: R$ 43,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado, adquirido da editora, 224 páginas. Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que ... Ano da edição: 2016. (dspc)

Mário de Andrade : Exílio no Rio.

Mário de Andrade : Exílio no Rio.

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Atlantis Livros Atlantis Livros SP - São Paulo
100% Positivas
33 qualificações
R$ 35,00 + frete R$ 9,79

Total: R$ 44,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novíssimo! - (Sem uso) - 222p.- 16x23cm.- brochura.-

MÁRIO DE ANDRADE - EXÍLIO NO RIO Capa ilustrativa

MÁRIO DE ANDRADE - EXÍLIO NO RIO

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Ludy Livros Ludy Livros RS - Porto Alegre
99% Positivas
226 qualificações
R$ 37,35 + frete R$ 9,79

Total: R$ 47,14

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo!

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Mário de Andrade Capa ilustrativa

Mário de Andrade

Ano:   Editora: Autentica

Tipo: novo

Klaxon livros Klaxon livros SP - São Paulo
98% Positivas
1390 qualificações
R$ 39,84 + frete R$ 8,37

Total: R$ 48,21

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 224p. 16x23 Sinopse: Naquele brando inverno carioca de 1938, Mário de Andrade dava os primeiros passos de uma vida nova. Tinha anunciado à família que saía de férias, mas era mudança mesmo. Precisava fugir de São Paulo custasse o que custasse, embora com o sacrifício de arrostar pela primeira vez, já quase aos 45 anos, o afastamento do convívio materno que o aconchegava. Ir ao Rio de Janeiro ia sempre, com alvoroço de menino. Achava maravilhosa a natureza; a gente o surpreendia e encantava. Cidade enfeada pela miséria, mas rica de humanidade, amava-a à distância, de amor platônico, feito de furtivos contatos. Numa de suas breves temporadas, assistiu ao carnaval carioca. A festa popular inspirou um poema em que botava pra fora sua frieza de paulista, seus policiamentos interiores. No Rio, convivia alegre com amigos escritores e artistas, entrava pela noite em discussões, lia e ouvia poemas nascidos de uma nova estética da qual ele, já conhecido como o papa do Modernismo, era pioneiro. Quem sabe, pensava, não poderia morar lá? Desta vez trazia uma mágoa muito funda, causada pelo naufrágio de um projeto a que se dedicara todo durante três anos, à frente do Departamento de Cultura da Municipalidade de São Paulo. E essa amargura foi o elemento aglutinador de dores esparsas do corpo e da alma, sorrateiramente acumuladas. Até então costumava dizer, descuidado: Eu sou feliz!. Mas de repente acontecera aquele grande dissabor, que o punha desarvorado diante das armadilhas do destino. Tinha ideia formada: considerava o destino uma conquista, realização perfeitamente controlada de tendências pessoais, e não trama inelutável dos fatos. Agora, desmoronada essa certeza, tudo ficava muito confuso. O jeito foi a fuga, o exílio no Rio.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro