A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Hominescencias o Comeco de uma Outra Humanidade Capa ilustrativa

Hominescências - o Começo de uma Outra Humanidade?

Michel Serres

"O que reter do século XX? Desde 1945, a bomba atômica ameaça extinguir a Humanidade; não sofremos mais o risco da varíola, erradicada em 1970; iremos nos alimentar com os OGMs? Nosso pensamento muda por estar munido de computadores? Encontramo-nos diante de uma morte, um corpo, uma agricultura e novas redes. Para resumir essas inovações evolutivas criei a palavra hominescência. Palavras como adolescência: ainda criança, o adulto se forma; ou luminescência: da suave claridade, nasce a luz... esclarecem esse neologismo. Trata-se sempre do mesmo humano quando, através do seu corpo e da sua morte, ele transforma as suas relações consigo mesmo através da agricultura e do clima, suas relações com o mundo e o seu entendimento com os outros através das comunicações? Vivemos um momento decisivo do processo que nos transforma. Inquietante para alguns, esse nascimento provoca entusiasmo em outros. Nós o provocamos sem saber que tipo de homem ele cria, assassina ou exalta." Michel Serres Hominescência, neologismo criado por Michel Serres, designa a emergência hominiana. Acometidos por várias experiências de morte, estamos agora empenhados em garantir a vida eterna pelo progresso de biotecnologias replicadoras, que pretendem controlar mutações e processos vitais. Se a evolução sempre se processa por perdas e ganhos, ela acaba por esculpir os corpos dos vivos por meio da morte. Essa afirmação fecunda o ensaio como um todo. Nunca dispusemos de tantos meios para melhorar o mundo e, mesmo assim, não o fazemos. Devemos agora necessariamente pensar global e agir local. Devastamos os ecossistemas de tal maneira que hoje, no início do século 21, vivemos sem garantias futuras de usufruir de águas, terras e ares, a não ser que uma antropolítica preservacionista e sustentável seja posta em marcha. Acredito que seja esse o sentido da hominescência: uma esperança que se mescla com inquietudes generalizadas e medos recalcados diante da iminência de uma guerra total. Esse amplo objetivo é estruturado em cinco blocos - Mortes, Corpo, Mundo, Outros e Paz. Hominescências obriga-nos a uma meditação sobre os destinos de nossos corpos e os desatinos de nosso mundo. Se assistimos agora ao fim de um ciclo cultural, como pretende Michel Serres, novos sujeitos hominescentes tornam-se responsáveis diretos pelo advento de uma sociedade-mundo solidária, regeneradora da dignidade humana do planeta, nossa habitação comum, nossa Terra global. (Edgard de Assis Carvalho, março de 2003.) Fechar Ler mais

"O que reter do século XX? Desde 1945, a bomba atômica ameaça extinguir a Humanidade; não sofremos mais o risco da varíola, erradicada em 1970; iremos nos alimentar com os OGMs? Nosso pensamento muda por estar munido de computadores? Encontramo-nos diante de uma morte, um corpo, uma agricultura e novas redes. Para resumir essas inovações evolutivas criei a palavra hominescência. Palavras como adolescência: ainda criança, o adulto se forma; ou luminescência: da suave claridade, nasce a luz... esclarecem esse neologismo. Trata-se sempre do mesmo humano quando, através do seu corpo e da sua morte, ele transforma as suas relações consigo mesmo através da agricultura e do clima, suas relações com o mundo e o seu entendimento com os outros através das comunicações? Vivemos um momento decisivo do processo que nos transforma. Inquietante para alguns, esse nascimento provoca entusiasmo em outros. Nós o provocamos sem saber que tipo de homem ele cria, assassina ou exalta." Michel Serres Hominescência, neologismo criado por Michel Serres, designa a emergência hominiana. Acometidos por várias experiências de morte, estamos agora empenhados em garantir a vida eterna pelo progresso de biotecnologias replicadoras, que pretendem controlar mutações e processos vitais. Se a evolução sempre se processa por perdas e ganhos, ela acaba por esculpir os corpos dos vivos por meio da morte. Essa afirmação fecunda o ensaio como um todo. Nunca dispusemos de tantos meios para melhorar o mundo e, mesmo assim, não o fazemos. Devemos agora necessariamente pensar global e agir local. Devastamos os ecossistemas de tal maneira que hoje, no início do século 21, vivemos sem garantias futuras de usufruir de águas, terras e ares, a não ser que uma antropolítica preservacionista e sustentável seja posta em marcha. Acredito que seja esse o sentido da hominescência: uma esperança que se mescla com inquietudes generalizadas e medos recalcados diante da iminência de uma guerra total. Esse amplo objetivo é estruturado em cinco blocos - Mortes, Corpo, Mundo, Outros e Paz. Hominescências obriga-nos a uma meditação sobre os destinos de nossos corpos e os desatinos de nosso mundo. Se assistimos agora ao fim de um ciclo cultural, como pretende Michel Serres, novos sujeitos hominescentes tornam-se responsáveis diretos pelo advento de uma sociedade-mundo solidária, regeneradora da dignidade humana do planeta, nossa habitação comum, nossa Terra global. (Edgard de Assis Carvalho, março de 2003.) Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Hominescências: o Começo de uma Outra Humanidade?

Capa ilustrativa

Hominescências: o Começo de uma Outra Humanidade?

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Hominescências: o Começo de uma Outra Humanidade? Capa ilustrativa

Hominescências: o Começo de uma Outra Humanidade?

Ano:   Editora: Bertrand Brasil

Tipo: seminovo/usado

Sebo e Lojão Sebo e Lojão SP - Campinas
98% Positivas
523 qualificações
R$ 29,90 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Tipo de Capa: Brochura; Número de Páginas: 294; Dimensões: 16x23cm; Tradução:Edgard de Assis Carvalho e Mariza Perassi Bosco; Estado de Conservação: Livro usado, em bom estado de conservação: sinais de uso, sem grifos e escritos, sem manchas, leitura não prejudicada; E: 2; R: 11; Data: 27/10/2017

HOMINESCENCIAS O COMEÇO DE UMA OUTRA HUMANIDADE? Capa ilustrativa

HOMINESCENCIAS O COMEÇO DE UMA OUTRA HUMANIDADE?

Ano:   Editora: Bertrand Brasil

Tipo: seminovo/usado

Luzes da Cidade Botafogo Luzes da Cidade Botafogo RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
321 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,63 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 193927- formato 16x23 cm. 296 pgns. Capa em bom estado. Texto preservado, pgns limpas. Orlas com leve amarelado. Livro em bom estado de conservaçao.

O Começo de uma Outra Humanidade

O Começo de uma Outra Humanidade

Ano:   Editora: Bertrand Brasil

Tipo: seminovo/usado

Livraria Sebo Panorama Livraria Sebo Panorama RJ - Niterói
99% Positivas
284 qualificações
R$ 49,00 + R$ 10,95 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro usado - lateral com manchas amareladas, causadas pela ação do tempo - miolo em bom estado de conservação , sem rasuras - 294 paginas - "O que reter do século XX? Desde 1945, a bomba atômica ameaça extinguir a Humanidade; não sofremos mais o risco da varíola, erradicada em 1970; iremos nos alimentar com os OGMs? Nosso pensamento muda por estar munido de computadores? Encontramo-nos diante de uma morte, um corpo, uma agricultura e novas redes. Para resumir essas inovações evolutivas criei a palavra hominescência. Palavras como adolescência: ainda criança, o adulto se forma; ou luminescência: da suave claridade, nasce a luz... esclarecem esse neologismo. BC 19/2/16

Hominescencia

Hominescencia

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
92% Positivas
502 qualificações
R$ 55,90 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Diferente da "hominização", que caracteriza a etapa inicial, a descoberta do fogo e dos primeiros utensílios, o neologismo "hominescência" criado por Michel Serres, qualifica o devir do homem; tal como a adolescência define a passagem da infância à idade adulta, ou a luminescência define o momento em que um corpo obscuro se torna luminoso. Depois de ter considerado as mudanças radicais que a humanidade conheceu ao longo dos últimos cinquenta anos, o autor analisa as novas relações do homem com domínios tão diferentes como o são a morte, o corpo, a agricultura, as novas redes de comunicação. Alerta-nos para as consequências destas modificações, em particular para o perigo que representam as crescentes diferenças entre os países ricos e os países pobres. Michel Serres conclui, de forma posit

Hominescência

Hominescência

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
96% Positivas
1465 qualificações
R$ 59,42 + R$ 13,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado bk

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro