A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Cartas a Ophelia Capa ilustrativa

Cartas a Ophélia

Fernando Pessoa

Ler a correspondência alheia é, alerta-nos a autoridade, atividade criminosa. Que o leitor amigo aceite, portanto, o convite a um ilícito voyeurismo; trata-se de desvendar as cartas amorosas de Fernando Pessoa. Nas cartas a seguir, endereçadas por Fernando Pessoa a sua amada Ophélia, é impossível não reconhecer os ecos de outra célebre epistolografia literária, aquela trocada por Franz Kafka e sua noiva, Felice Bauer; ambos, Kafka e Pessoa, foram burocratas que consumiram a vida no processo monomaníaco de encontrar o sumo da existência, transmutada na obra (talvez não fosse de todo incorreto afirmar que, para Pessoa e Kafka, parodiando os versos do primeiro, escrever é preciso, viver não é preciso), ambos vivendo paixões fadadas ao fracasso, repletas de extremado apego e de obsessões neuróticas. Como apontará o romancista italiano Antonio Tabucchi, na introdução, devemos enfrentar as desventuras epistolares do poeta português com olho armado, e uma saudável dose de perspicaz ceticismo. Quem era tantos (ou um outro, na formulação famosa de outro poeta, Rimbaud, que no exercício de sua clarividência percebeu uma das fraturas mais fundamentais da modernidade) não pode mesmo se expressar com a naturalidade inocente de um colegial apaixonado, ou ainda; é justamente a expressão, pouco apaixonada, por vezes quase infantil, do amor de Pessoa, que nos deve fazer desconfiar que, sob a camada de gelo fino da paixão sem erotismo, reverbera um oceano de complexidade gigantesca, quase insondável. ´Fausto em gabardina´, dirá Tabucchi, ao traduzir a odisseia moral do poeta e de sua Ophelia, e é mesmo isso. Assombrado pela obsessão dos relógios, dos documentos, da confirmação de seu amor, Pessoa (Qual deles? Todos? Quem?) parece, angustiosamente, ao narrar seus pequenos acidentes domésticos, seus contratempos diários, suas indisposições físicas, perseguir um sentido de normalização, uma via de tranquilização através do Outro, a plena realização de si por intermédio do ordálio amoroso. E não é de surpreender que, tendo tornado a si mesmo personagem, e metamorfoseado sua vida em construção literária, a própria compreensão do amor, seja, para Pessoa, a de uma página artística. Se a vida desimporta - no sentido mais pedestre que se possa atribuir a uma palavra tão eivada de sentido quanto ´vida´ - e se no lance de dados só a obra seja o próprio sentido das coisas, o amor só interessa, ele mesmo, como objeto poético. Daí que o amor de Pessoa seja tão casto, tão inocente, tão Fechar Ler mais

Ler a correspondência alheia é, alerta-nos a autoridade, atividade criminosa. Que o leitor amigo aceite, portanto, o convi te a um ilícito voyeurismo; trata-se de desvendar as cartas amorosas de Fernando Pessoa. Nas cartas a seguir, endereçadas por Fernando Pessoa a sua amada Ophélia, é impossível não reconhecer os ecos de outra célebre epistolografia literária, aquela trocada por Franz Kafka e sua noiva, Felice Bauer; ambos, Kafka e Pessoa, foram burocratas que consumiram a vida no processo monomaníaco de encontrar o sumo da existência, transmutada na obra (talvez não fosse de todo incorreto afirmar que, para Pessoa e Kafka, parodiando os versos do primeiro, escrever é preciso, viver não é preciso), ambos vivendo paixões fadadas ao fracasso, repletas de extremado apego e de obsessões neuróticas. Como apontará o romancista italiano Antonio Tabucchi, na introdução, devemos enfrentar as desventuras epistolares do poeta português com olho armado, e uma saudável dose de perspicaz ceticismo. Quem era tantos (ou um outro, na formulação famosa de outro poeta, Rimbaud, que no exercício de sua clarividência percebeu uma das fraturas mais fundamentais da modernidade) não pode mesmo se expressar com a naturalidade inocente de um colegial apaixonado, ou ainda; é justamente a expressão, pouco apaixonada, por vezes quase infantil, do amor de Pessoa, que nos deve fazer desconfiar que, sob a camada de gelo fino da paixão sem erotismo, reverbera um oceano de complexidade gigantesca, quase insondável. ´Fausto em gabardina´, dirá Tabucchi, ao traduzir a odisseia moral do poeta e de sua Ophelia, e é mesmo isso. Assombrado pela obsessão dos relógios, dos documentos, da confirmação de seu amor, Pessoa (Qual deles? Todos? Quem?) parece, angustiosamente, ao narrar seus pequenos acidentes domésticos, seus contratempos diários, suas indisposições físicas, perseguir um sentido de normalização, uma via de tranquilização através do Outro, a plena realização de si por intermédio do ordálio amoroso. E não é de surpreender que, tendo tornado a si mesmo personagem, e metamorfoseado sua vida em construção literária, a própria compreensão do amor, seja, para Pessoa, a de uma página artística. Se a vida desimporta - no sentido mais pedestre que se possa atribuir a uma palavra tão eivada de sentido quanto ´vida´ - e se no lance de dados só a obra seja o próprio sentido das coisas, o amor só interessa, ele mesmo, como objeto poético. Daí que o amor de Pessoa seja tão casto, tão inocente, tão Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Cartas a Ophélia

Capa ilustrativa

14 livros usados em 10 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Cartas a Ophélia Capa ilustrativa

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Livraria Alento Livraria Alento RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
68 qualificações
R$ 12,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 19,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Exemplar em bom estado de conservação. Bordas e páginas levemente amareladas; texto sem grifos ou marcações; ínfimo desgaste na contracapa.

Cartas a Ophélia Capa ilustrativa

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo

Tipo: seminovo/usado

Sebo Dulcinéia Sebo Dulcinéia SP - São Paulo
100% Positivas
423 qualificações
R$ 13,00 + frete R$ 9,42

Total: R$ 22,42

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro usado em bom estado. Capa, lombada e miolo sem defeito.P-07

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Sebo Alternativa Pinheiros Sebo Alternativa Pinheiros SP - São Paulo
98% Positivas
121 qualificações
R$ 15,00 + frete R$ 8,37

Total: R$ 23,37

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado.

Cartas a Ophélia Capa ilustrativa

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Sebobooks Online Sebobooks Online PR - São José dos Pinhais
100% Positivas
26 qualificações
R$ 19,90 + frete R$ 7,32

Total: R$ 27,22

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Novo, nunca masnuseado. 160p;21cm. Ler a correspondência alheia é, alerta-nos a autoridade, atividade criminosa. Que o leitor amigo aceite, portanto, o saboroso convite a um ilícito voyeurismo: trata-se de desvendar as cartas amorosas de um dos maiores poetas do século passado, o português Fernando Pessoa... zqzzucagna

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
98% Positivas
911 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 28,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 13245 / Crítica Literária / Brochura / Descrição: Obra sem uso / 150 pags

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
98% Positivas
911 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 28,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 13246 / Crítica Literária / Brochura / Descrição: Obra sem uso / 150 pags

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
98% Positivas
911 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 28,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 13247 / Crítica Literária / Brochura / Descrição: Obra sem uso / 150 pags

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
98% Positivas
911 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 28,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 13248 / Crítica Literária / Brochura / Descrição: Obra sem uso / 150 pags

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo

Tipo: seminovo/usado

Catedral do Livro Catedral do Livro SP - São Paulo
98% Positivas
911 qualificações
R$ 21,00 + frete R$ 7,79

Total: R$ 28,79

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 13249 / Crítica Literária / Brochura / Descrição: Obra sem uso / 150 pags

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Cidade dos Versos Cidade dos Versos SP - São Paulo
94% Positivas
54 qualificações
R$ 22,47 + frete R$ 8,37

Total: R$ 30,84

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Ler a correspondência alheia é, alerta-nos a autoridade, atividade criminosa. Que o leitor amigo aceite, portanto, o convite a um ilícito voyeurismo; trata-se de desvendar as cartas amorosas de Fernando Pessoa. Nas cartas a seguir, endereçadas por Fernando Pessoa a sua amada Ophélia, é impossível não reconhecer os ecos de outra célebre epistolografia literária, aquela trocada por Franz Kafka e sua noiva, Felice Bauer; ambos, Kafka e Pessoa, foram burocratas que consumiram a vida no processo monomaníaco de encontrar o sumo da existência, transmutada na obra, ambos vivendo paixões fadadas ao fracasso, repletas de extremado apego e de obsessões neuróticas. Usado.

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Globo Bibl Azul Sao Paulo

Tipo: seminovo/usado

Deboa Leitura Livreiros Deboa Leitura Livreiros SP - São Paulo
100% Positivas
45 qualificações
R$ 25,00 + frete R$ 6,84

Total: R$ 31,84

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Pela primeira vez, as cartas de amor de Fernando Pessoa e de Ofélia Queiroz são apresentadas em ed. conjunta, que é a forma mais adequada para dar a ler uma correspondência, pressupondo sempre um diálogo, uma interação, a existência concreta de dois interlocutores. Cada carta é em si mesma, ou a resposta à outra carta ou pretexto para ela. Até quando o destinatário opta por não responder, de algum modo, o seu silêncio se inscreve na carta seguinte. Assim, uma relação amorosa, sustentada epistolarmente, como a de Pessoa e Ofélia, só é, na verdade, entendível quando os dois discursos se cruzam e mutuamente se refletem. - Manuela Parreira da Silva. : Literatura Portuguesa. Correspondência. Poesia. Fernando Pessoa. Exemplar usado, pouco manuseado, conservado, como novo, c/peq. dedicatória.

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Espaco Cultural Ocio Criativo Espaco Cultural Ocio Criativo SP - Santos
100% Positivas
7 qualificações
R$ 30,00 + frete R$ 6,84

Total: R$ 36,84

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro brochura em muito bom estado de conservação, com ilustrações de Antonio Segui; 160 páginas. Ler a correspondência alheia é, alerta-nos a autoridade, atividade criminosa. Que o leitor amigo aceite, portanto, o convite a um ilícito voyeurismo; trata-se de desvendar as cartas amorosas de Fernando Pessoa.Nas cartas a seguir, endereçadas por Fernando Pessoa a sua amada Ophélia, é impossível não reconhecer os ecos de outra célebre epistolografia literária, aquela trocada por Franz Kafka e sua noiva, Felice Bauer; ambos, Kafka e Pessoa, foram burocratas que consumiram a vida no processo monomaníaco de encontrar o sumo da existência, transmutada na obra.

Cartas a Ophélia

Cartas a Ophélia

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Sebo e Lojão Sebo e Lojão SP - Campinas
99% Positivas
876 qualificações
R$ 42,00 + frete R$ 8,37

Total: R$ 50,37

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Tipo de capa: Brochura; Número de páginas: 150; Dimensão: 14 x21 cm; Edição:1ª; Estado de conservação: Livro usado: em bom estado de conservação: Lateral do corte levemente manchado; Localização: E:1; R:12; Cadastro dia=31/01/2017;

CARTAS A OPHÉLIA Capa ilustrativa

CARTAS A OPHÉLIA

Ano:   Editora: Biblioteca Azul

Tipo: seminovo/usado

Sebo Mandala Sebo Mandala SP - Piracicaba
88% Positivas
90 qualificações
R$ 48,81 + frete R$ 7,79

Total: R$ 56,60

Comprar ler descrição ocultar

Descrição Ano 2013, 1a Ed., 160 pags., 344gr., 1vols., Idioma: Pt, Capa: excelente , Miolo: excelente

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro