A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Ate o Ultimo Homem Capa ilustrativa

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Até o Último Homem

Até o Último Homem

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Até o Último Homem

Até o Último Homem

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Sebo Figura de Linguagem Sebo Figura de Linguagem GO - Goiânia
98% Positivas
52 qualificações
R$ 28,00 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro usado. Capa e páginas conservadas. Folha de rosto com anotações de referência feitas a lápis. Não foram encontrados grifos. 271 páginas.Solicite fotos enviando-nos o seu endereço de e-mail.

Ate o Ultimo Homem

Ate o Ultimo Homem

Ano:   Editora: Boitempo

Tipo: novo

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
98% Positivas
411 qualificações
R$ 42,00 + R$ 10,95 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. Adquirido diretamente da editora

Até o último Homem

Até o último Homem

Ano:   Editora: Boitempo Editorial

Tipo: novo

Loplop Livros Loplop Livros SP - São Paulo
99% Positivas
288 qualificações
R$ 44,55 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sem uso! Brochura. Formato 21x14 cm. 271 pgs. Fruto de uma promissora fornada de jovens intelectuais de esquerda que buscam novas bases teóricas para a crítica social, Até o último homem: visões cariocas da administração armada da vida social , organizado por Pedro Rocha de Oliveira e Felipe Brito, analisa o processo de “legitimação” das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em um quadro de colapso e dissolução da sociedade perante a ocupação militar das favelas cariocas. O Rio de Janeiro aparece como primeiro sintoma de que o desenvolvimentismo ufanista do Brasil nos anos 1950 e 1960 não poderia ir além do fracasso de sua própria autoimagem: “um país do futuro em ruínas”. Para os autores, a invasão militar das favelas cariocas é emblemática: as UPPs revelam o modus operandi.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro