A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Deixei Ele La e Vim Capa ilustrativa

Deixei Ele Lá e Vim

Elvira Vigna

Uma morte, que todos sabem ter sido criminosa e todos dizem ter sido acidental, não muda a vida de quem matou ou apenas assistiu, nem a de quem adivinha o que houve mas prefere fingir que nada sabe. O que muda, na verdade, é uma noção estabelecida sobre narrativas ficcionais e sobre o papel de narradores, leitores e escritores. Como receber as informações de alguém que avisa que mente, sobre fatos cujo desfecho é preciso intuir? Não existe fronteira clara entre coisa inventada e a concretude de dados. Ou entre narrativa e descrição do ato de narrar - o narrador conta uma história em tempo real, enquanto, no computador, a escreve. O leitor já não se enquadra na definição de receptor passivo de uma linguagem, é também participante ativo de um evento, ao decidir em quem ou em que deve acreditar. Das ruas e locais da favela, citados no romance, aos trajetos e preços da Kombi comunitária; do nome das professoras que davam aulas na escola Almirante Tamandaré na época da infância da personagem Meire à história do morro narrada para os turistas, é tudo verdade. Há outras verdades, a serem descobertas pelo leitor. Fechar Ler mais

Uma morte, que todos sabem ter sido criminosa e todos dizem ter sido acidental, não muda a vida de quem matou ou apenas assistiu, nem a de quem adivinha o que houve mas prefere fingir que nada sabe. O que muda, na verdade, é uma noção estabelecida sobre narrativas ficcionais e sobre o papel de narradores, leitores e escritores. Como receber as informações de alguém que avisa que mente, sobre fatos cujo desfecho é preciso intuir? Não existe fronteira clara entre coisa inventada e a concretude de dados. Ou entre narrativa e descrição do ato de narrar - o narrador conta uma história em tempo real, enquanto, no computador, a escreve. O leitor já não se enquadra na definição de receptor passivo de uma linguagem, é também participante ativo de um evento, ao decidir em quem ou em que deve acreditar. Das ruas e locais da favela, citados no romance, aos trajetos e preços da Kombi comunitária; do nome das professoras que davam aulas na escola Almirante Tamandaré na época da infância da personagem Meire à história do morro narrada para os turistas, é tudo verdade. Há outras verdades, a serem descobertas pelo leitor. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

DEIXEI ELE LA E VIM

Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
DEIXEI ELE LA E VIM Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
99% Positivas
2458 qualificações
R$ 29,13 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo comprado junto a editora

DEIXEI ELE LA E VIM Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
99% Positivas
2458 qualificações
R$ 29,13 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo comprado junto a editora

Deixei Ele La e Vim Capa ilustrativa

Deixei Ele La e Vim

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
98% Positivas
413 qualificações
R$ 33,50 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado. Shirley Marlone mergulha na escuridão de uma praia deserta. Às suas costas, deixa um hotel cinco estrelas e os programas com turistas ricos. À sua frente, só existe a necessidade de inventar um novo dia. Não é a primeira vez. Não será a última.

DEIXEI ELE LA E VIM Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
1487 qualificações
R$ 33,92 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado

DEIXEI ELE LA E VIM Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
1487 qualificações
R$ 33,92 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado

DEIXEI ELE LA E VIM Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
1487 qualificações
R$ 33,92 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo nunca manuseado

DEIXEI ELE LA E VIM Capa ilustrativa

DEIXEI ELE LA E VIM

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

Livraria Livro Vivo Livraria Livro Vivo SP - São Paulo
97% Positivas
1487 qualificações
R$ 33,92 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado ct

Deixei Ele La e Vim Capa ilustrativa

Deixei Ele La e Vim

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
98% Positivas
413 qualificações
R$ 34,00 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo nunca manuseado. Shirley Marlone mergulha na escuridão de uma praia deserta. Às suas costas, deixa um hotel cinco estrelas e os programas com turistas ricos. À sua frente, só existe a necessidade de inventar um novo dia. Não é a primeira vez. Não será a última.

Deixei Ele Lá e Vim

Deixei Ele Lá e Vim

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Ana Lima Bookseller Ana Lima Bookseller SP - São Paulo
100% Positivas
23 qualificações
R$ 37,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Novo, sem uso. Brochura com 152 pgs. Dim: 14cm X 21cm X 2cm. Uma morte, que todos sabem ter sido criminosa e todos dizem ter sido acidental, não muda a vida de quem matou ou apenas assistiu, nem a de quem adivinha o que houve mas prefere fingir que nada sabe. O que muda, na verdade, é uma noção estabelecida sobre narrativas ficcionais e sobre o papel de narradores, leitores e escritores. Como receber as informações de alguém que avisa que mente, sobre fatos cujo desfecho é preciso intuir? Não existe fronteira clara entre coisa inventada e a concretude de dados. Ou entre narrativa e descrição do ato de narrar - o narrador conta uma história em tempo real, enquanto, no computador, a escreve. O leitor já não se enquadra na definição de receptor passivo de uma linguagem, é também participante

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro