A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Contos Antologicos Capa ilustrativa

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Contos Antológicos

Capa ilustrativa

Contos Antológicos

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Contos Antológicos Capa ilustrativa

Contos Antológicos

Ano:   Editora: Nova Alexandria

Tipo: novo

Livroscombr Livroscombr SP - São Paulo
100% Positivas
6 qualificações
R$ 31,50 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição CONTOS ANTOLOGICOS Os treze Contos antológicos de Domingos Pellegrini formam um abrangente painel da produção literária de um dos mais importantes contistas brasileiros contemporâneos. Autor premiado - ganhou o Prêmio Jabuti logo na estréia em 77 como escritor, com o volume de contos O homem vermelho - Pellegrini constrói suas narrativas com uma linguagem elaborada que permite atingir, ao mesmo tempo, grande simplicidade e grande profundidade. A partir da retomada de histórias e paisagens da infância - nascido em Londrina em 1949, no auge do cultivo do café - Pellegrini constrói narrativas contemporâneas; o choque com a injustiça do mundo, os conflitos sociais, os dramas humanos. É pelo olhar de menino, transfigurado pelas experiências da vida, que Pellegrini descortina com lirismo e ironia a vida atual e os homens presentes. Pellegrini é mestre na arte do conto. Mantendo uma estrutura narrativa em grande medida linear, o autor opera em diversos planos que se entrecruzam; as percepções dos personagens, os conflitos familiares, a inevitabilidade dos fatos do mundo. São histórias que provocam no leitor delicados choques - como a morte da dona do hotel em A última janta, a descoberta do sexo em O aprendiz, a fragilidade da figura paterna em Visita ao zoológico. Pellegrini reconstrói mundos inteiros por um fio de memória, numa espécie de Proust de linguagem contida. Mas, ao contrário do escritor francês, o tempo perdido não se busca; ele é a pedra de toque para compreender e ver melhor o mundo atual. A atuação política do escritor - no movimento estudantil foi um dos organizadores do célebre Congresso da UNE em Ibiúna e atuou no movimento pela anistia e direitos humanos - aparece como marca d´água em sua literatura. O tema da ditadura só aparece tematizado em um dos contos da antologia, Subterrâneos, mas por um viés que diz respeito à solidão e ao humanismo. No entanto, o inconformismo e a crítica estão sempre presentes, junto com uma grande voltagem emocional.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro