A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Pacificar o Brasil das Guerras Justas as Upps Capa ilustrativa

Pacificar o Brasil: Das Guerras Justas às Upps

Adriana Barreto de Souza

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

9 livros novos em 3 vendedores

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

Ano:   Editora: Alameda

Tipo: novo

Anima Livros Anima Livros SP - São Paulo
100% Positivas
90 qualificações
R$ 47,84 + frete R$ 12,74

Total: R$ 60,58

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo/A pacificação se funda em uma lógica própria da guerra, na qual uma das partes em conflito submete as outras por meio do uso da violência. É essa a chave de leitura proposta por este livro. Organizada em quatro partes, a obra procura retomar momentos da história em que as práticas pacificadoras foram utilizadas para reforçar o Estado Brasileiro. A ideia de pacificar povos, ou grupos considerados bárbaros, perigosos ou conflituosos, estruturou diversas políticas de conquista e ocupação de território. Tendo começado com a “pacificação” de indígenas no período colonial, isto se desenvolveu e se expandiu durante a primeira metade do século XIX, quando o Estado brasileiro instituiu verdadeiras “políticas de pacificação”. O duque de Caxias, o “pacificador do Brasil”, personagem central na c

Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

Ano:   Editora: Alameda

Tipo: novo

Anima Livros Anima Livros SP - São Paulo
100% Positivas
90 qualificações
R$ 47,84 + frete R$ 12,74

Total: R$ 60,58

Comprar ler descrição ocultar

Descrição novo/A pacificação se funda em uma lógica própria da guerra, na qual uma das partes em conflito submete as outras por meio do uso da violência. É essa a chave de leitura proposta por este livro. Organizada em quatro partes, a obra procura retomar momentos da história em que as práticas pacificadoras foram utilizadas para reforçar o Estado Brasileiro. A ideia de pacificar povos, ou grupos considerados bárbaros, perigosos ou conflituosos, estruturou diversas políticas de conquista e ocupação de território. Tendo começado com a “pacificação” de indígenas no período colonial, isto se desenvolveu e se expandiu durante a primeira metade do século XIX, quando o Estado brasileiro instituiu verdadeiras “políticas de pacificação”. O duque de Caxias, o “pacificador do Brasil”, personagem central na c

Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

Pacificar o Brasil – das Guerras Justas às Upps

Ano:   Editora: Alameda

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
99% Positivas
280 qualificações
R$ 54,00 + frete R$ 11,05

Total: R$ 65,05

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A pacificação se funda em uma lógica própria da guerra, na qual uma das partes em conflito submete as outras por meio do uso da violência. É essa a chave de leitura proposta por este livro. Organizada em quatro partes, a obra procura retomar momentos da história em que as práticas pacificadoras foram utilizadas para reforçar o Estado Brasileiro. A ideia de pacificar povos, ou grupos considerados bárbaros, perigosos ou conflituosos, estruturou diversas políticas de conquista e ocupação de território. Tendo começado com a “pacificação” de indígenas no período colonial, isto se desenvolveu e se expandiu durante a primeira metade do século XIX, quando o Estado brasileiro instituiu verdadeiras “políticas de pacificação”. O duque de Caxias, o “pacificador do Brasil”, personagem central na constr

Pacificar o Brasil. Das Guerras Justas às UPPS

Pacificar o Brasil. Das Guerras Justas às UPPS

Ano:   Editora: Alameda

Tipo: novo

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
227 qualificações
R$ 59,21 + frete R$ 11,05

Total: R$ 70,26

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A pacificação se funda em uma lógica própria da guerra, na qual uma das partes em conflito submete as outras por meio do uso da violência. É essa a chave de leitura proposta por este livro. Organizada em quatro partes, a obra procura retomar momentos da história em que as práticas pacificadoras foram utilizadas para reforçar o Estado Brasileiro. A ideia de pacificar povos, ou grupos considerados bárbaros, perigosos ou conflituosos, estruturou diversas políticas de conquista e ocupação de território. Tendo começado com a “pacificação” de indígenas no período colonial, isto se desenvolveu e se expandiu durante a primeira metade do século XIX, quando o Estado brasileiro instituiu verdadeiras “políticas de pacificação”. O duque de Caxias, o “pacificador do Brasil”, personagem central na construção desse Estado, foi monumentalizado e transformado em patrono do Exército brasileiro pela República, o que é um sintoma claro não apenas da centralidade, mas também da recorrência dessas “práticas pacificadoras” em nossa vida política. Porém, como pensar essa permanência?

Pacificar o Brasil. Das Guerras Justas às UPPS

Pacificar o Brasil. Das Guerras Justas às UPPS

Ano:   Editora: Alameda

Tipo: novo

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
227 qualificações
R$ 59,21 + frete R$ 11,05

Total: R$ 70,26

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A pacificação se funda em uma lógica própria da guerra, na qual uma das partes em conflito submete as outras por meio do uso da violência. É essa a chave de leitura proposta por este livro. Organizada em quatro partes, a obra procura retomar momentos da história em que as práticas pacificadoras foram utilizadas para reforçar o Estado Brasileiro. A ideia de pacificar povos, ou grupos considerados bárbaros, perigosos ou conflituosos, estruturou diversas políticas de conquista e ocupação de território. Tendo começado com a “pacificação” de indígenas no período colonial, isto se desenvolveu e se expandiu durante a primeira metade do século XIX, quando o Estado brasileiro instituiu verdadeiras “políticas de pacificação”. O duque de Caxias, o “pacificador do Brasil”, personagem central na construção desse Estado, foi monumentalizado e transformado em patrono do Exército brasileiro pela República, o que é um sintoma claro não apenas da centralidade, mas também da recorrência dessas “práticas pacificadoras” em nossa vida política. Porém, como pensar essa permanência?

Pacificar o Brasil. Das Guerras Justas às UPPS

Pacificar o Brasil. Das Guerras Justas às UPPS

Ano:   Editora: Alameda

Tipo: novo

Livraria 30porcento Livraria 30porcento SP - São Paulo
100% Positivas
227 qualificações
R$ 59,21 + frete R$ 11,05

Total: R$ 70,26

Comprar ler descrição ocultar

Descrição A pacificação se funda em uma lógica própria da guerra, na qual uma das partes em conflito submete as outras por meio do uso da violência. É essa a chave de leitura proposta por este livro. Organizada em quatro partes, a obra procura retomar momentos da história em que as práticas pacificadoras foram utilizadas para reforçar o Estado Brasileiro. A ideia de pacificar povos, ou grupos considerados bárbaros, perigosos ou conflituosos, estruturou diversas políticas de conquista e ocupação de território. Tendo começado com a “pacificação” de indígenas no período colonial, isto se desenvolveu e se expandiu durante a primeira metade do século XIX, quando o Estado brasileiro instituiu verdadeiras “políticas de pacificação”. O duque de Caxias, o “pacificador do Brasil”, personagem central na construção desse Estado, foi monumentalizado e transformado em patrono do Exército brasileiro pela República, o que é um sintoma claro não apenas da centralidade, mas também da recorrência dessas “práticas pacificadoras” em nossa vida política. Porém, como pensar essa permanência?

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro