A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa

Confira todos os livros de José Lins do Rego na Estante Virtual.

José Lins do Rego, junto com Graciliano Ramos, Érico Veríssimo e Jorge Amado, ficou conhecido na literatura nacional como um dos escritores regionalistas mais prestigiados. Suas obras retratam o declínio do Nordeste canavieiro e garantiram a cadeira número 25 da Academia Brasileira de Letras. Este ano, o autor é o homenageado na Fliporto, Feira Literária Internacional de Pernambuco.

Principais obras

Vídeos Sobre o autor

Matéria sobre o Museu José Lins do Rego, localizado em João Pessoa (PB) que fala um pouco sobre a obra e a vida do escritor.

Esse vídeo faz parte de uma série, chamada Mestres da Literatura, da TV Escola. Esse episódio é um especial sobre José Lins do Rego e narra como o contato do escritor com os engenhos de açúcar e sua infância influenciaram suas obras.

Episódio especial do programa De Lá Para Cá, da TV Brasil, sobre o escritor José Lins. O vídeo conta com entrevistas de especialistas e cineastas que fizeram adaptações da obra do escritor.

Para ler José Lins do Rego

  • A obra regionalista de José Lins preocupava-se com a denúncia sócio-política e utilizava uma linguagem mais popular. Reproduzia a linguagem do eito, da bagaceira e do nordestino.
  • José Lins do Rego viveu boa parte de sua infância no engenho de seu avô, na Paraíba, e podemos observar que parte de sua obra baseia-se nas memórias e reminiscências desse tempo.
  • Seu estilo pode ser dividido em três fases: "Ciclo da cana-de-açúcar", que engloba os livros "O Menino do Engenho", "Doidinho", "Bangüê", "Fogo morto" e "Usina"; "Ciclo da cangaço, misticismo e seca", que engloba "Pedra Bonita" e "Cangaceiros"; e "Obras independentes" que pode ser dividida entre as obras com ligações nos dois ciclos, como "Moleque Ricardo", "Pureza", "Riacho Doce"; e entre as desligadas dos ciclos, como "Água-mãe" e "Eurídice".
  • José Lins também é considerado um dos grandes responsáveis por juntar a literatura com o futebol, como na crônica "Fôlego e Classe".

José Lins do Rego por outros

Conheça um pouco mais da vida e da obra de José Lins do Rego na visão de outros escritores.

Preciosidades

Enquanto escrevia sobre o regionalismo, José Lins do Rego também se aventurou na narrativa infantil, expôs algumas memórias de menino e escreveu um romance com a colaboração de vários outros autores. Conheça essas preciosidades.

Raridades

Confira livros de José Lins do Rego que você só encontra na Estante Virtual. São obras esgotadas, edições autografadas e exemplares raros.

Curiosidades

José Lins do Rego

* Em 1920, matriculou-se na faculdade de Direito.

* Em 1923 concluiu o curso de Direito e, no ano seguinte, casou-se com Filomena Masa Lins do Rego, com quem teve três filhas.

* Em 1925, Ingressou no Ministério Público como promotor em Manhuaçu, em Minas Gerais.

* Em 1935, foi para o Rio de Janeiro, onde colaborou escrevendo para os jornais Diários Associados e O Globo.

* José Lins do Rego tinha uma grande paixão pelo futebol e chegou a ocupar o cargo de diretor do Clube de Regatas do Flamengo.

* A obra "Menino de Engenho" foi custeada com dinheiro do próprio autor e atingiu enorme repercussão.

* Recebeu três prêmios em reconhecimento a sua obra: o Prêmio Fundação Graça Aranha, pelo seu primeiro romance "Menino de engenho", lançado em 1932; Prêmio Felipe d'Oliveira, pelo romance "Água-mãe", lançado em 1941, e Prêmio Fábio Prado, pelo romance "Eurídice", lançado em 1947.

Frases

  • "Adeus, doce França. Agora os espinhos me arranham o corpo e as tristezas me cortam a alma."
    (Adeus, doce França. Livro: Bota de sete léguas)
  • "Contava-se o tempo pelas eras das cheias."
    (O Rio. Livro: Meus Verdes Anos)
  • "Era o bom rio da seca a pagar o que fizera de mau nas cheias devastadoras."
    (O rio Livro: Meus Verdes Anos)
  • "Os grandes escritores têm a sua língua, os medíocres, a sua gramática"
    (Dias Idos e Vividos)
  • "Muita gente me pergunta: mas o que vai você fazer no futebol" Divertir-me, digo a uns. Viver, digo a outros. E sofrer, diriam os meus correligionários flamengos."
    (Fôlego e Classe. Livro: Poesia e Vida)
  • "Mas, mal o cronista apaixonado pelos recantos idílicos da natureza inicia a sua viagem lírica, começa a sentir que os homens são criaturas sem entranhas, terríveis criaturas sem amor ao que deviam amar, sem cuidado pelo que deviam cuidar."
    (Onde estão as borboletas azuis" Livro: Bota de sete léguas)
  • "Quando me jogo numa arquibancada, nos apertões de um estádio cheio, ponho-me a observar, a ver, a escutar. E vejo e escuto muita coisa viva, vejo e escuto o povo em plena criação."
    (Fôlego e Classe. Livro: Poesia e Vida)

Acesse todos os livros de José Lins do Rego na Estante Virtual. São mais de 4 mil exemplares.