A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
O Quinze Capa ilustrativa

O Quinze

Rachel de Queiroz

4 de 5 estrelas (2 avaliações)

Rachel de Queiroz está de volta à sua velha casa. A José Olympio comprou os direitos de publicação de suas obras, que serão relançadas com novo projeto gráfico. O Quinze foi o primeiro e mais popular romance da escritora. A história se dá em dois planos: um enfocando o vaqueiro Chico Bento e sua família; o outro, a relação afetiva entre Vicente, rude proprietário e criador de gado, e Conceição, sua prima culta e professora. Conceição é apresentada como uma moça amante dos livros e com tendências feministas e socialistas. O período de férias, ela passava na fazenda da família com a avó Mãe Nácia, no Logradouro, perto do Quixadá, onde morava seu primo Vicente. Com o advento da seca, a família de Mãe Nácia decide ir para cidade e deixar Vicente cuidando de tudo, resistindo. No segundo plano, Rachel apresenta a marcha trágica do vaqueiro Chico Bento com sua mulher e seus cinco filhos, representando os retirantes. Ele é forçado a abandonar a fazenda onde trabalhava. Com algum dinheiro, mantimentos e um animal, ruma para o Norte, onde há a extração da borracha. No percurso, o filho mais novo morre envenenado e o mais velho desaparece. Ao chegarem no campo de concentração, são reconhecidos por Conceição, sua comadre, que vai lhes prestar ajuda. Rachel conseguiu exprimir os anseios e angústias da sua região brasileira, integrada numa dimensão ficcional que se inaugurara com A Bagaceira, de José Américo de Almeida, em 1928. Fechar Ler mais

Rachel de Queiroz está de volta à sua velha casa. A José Olympio comprou os direitos de publicação de suas obras, que serão relançadas com novo projeto gráfico. O Quinze foi o primeiro e mais popular romance da escritora. A história se dá em dois planos: um enfocando o vaqueiro Chico Bento e sua família; o outro, a relação afetiva entre Vicente, rude proprietário e criador de gado, e Conceição, sua prima culta e professora. Conceição é apresentada como uma moça amante dos livros e com tendências feministas e socialistas. O período de férias, ela passava na fazenda da família com a avó Mãe Nácia, no Logradouro, perto do Quixadá, onde morava seu primo Vicente. Com o advento da seca, a família de Mãe Nácia decide ir para cidade e deixar Vicente cuidando de tudo, resistindo. No segundo plano, Rachel apresenta a marcha trágica do vaqueiro Chico Bento com sua mulher e seus cinco filhos, representando os retirantes. Ele é forçado a abandonar a fazenda onde trabalhava. Com algum dinheiro, mantimentos e um animal, ruma para o Norte, onde há a extração da borracha. No percurso, o filho mais novo morre envenenado e o mais velho desaparece. Ao chegarem no campo de concentração, são reconhecidos por Conceição, sua comadre, que vai lhes prestar ajuda. Rachel conseguiu exprimir os anseios e angústias da sua região brasileira, integrada numa dimensão ficcional que se inaugurara com A Bagaceira, de José Américo de Almeida, em 1928. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

O Quinze

Capa ilustrativa

O Quinze

Capa ilustrativa
Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
O Quinze Capa ilustrativa

O Quinze

Ano:   Editora: Arx

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
586 qualificações
R$ 15,00 + R$ 6,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Codigo 31790 livro em bom estado brochura 101 páginas com marcas de manuseio bordas com manchas, miolo livre de rasuras e grifos. Esse romance de estréia na carreira de Raquel de Queiroz foi publicado em Fortaleza em 1930. A obra relata o conflito entre homem e natureza, narrando a difícil marcha de um retirante e sua família rumo ao Amazonas. Paralelamente existe a história de uma moça sonhadora que adora ler romances franceses.

O Quinze

O Quinze

Ano:   Editora: Jose Olympio

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
586 qualificações
R$ 15,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição (cod. 36320) Livro em bom estado, marcas de manuseio, laterais levemente sujas, miolo livre de rasuras e grifos.Publicado pela primeira vez em 1930, este foi o romance de estréia da grande escritora Rachel de Queiroz. A obra relata o conflito entre homem e natureza, narrando a difícil jornada de um retirante, o vaqueiro Chico Bento, e sua família rumo ao Amazonas. Paralelamente, conta a história da professora Conceição, uma moça sonhadora que adora ler romances franceses, e sua relação com Vicente, um rude proprietário e criador de gado e também seu primo. As duas histórias se cruzam e a escritora consegue exprimir os dramas, anseios e angústias da sua região brasileira, integrada numa dimensão ficcional.

O Quinze 82°edição

O Quinze 82°edição

Ano:   Editora: Jose Olympio

Tipo: seminovo/usado

Merca Livros Merca Livros SP - Guarulhos
99% Positivas
586 qualificações
R$ 15,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição cód(39685), livro em bom estado de conservação, sem grifos e rasuras, marcas de manuseios na capa, contem 157 paginas, laterais e paginas amareladas manchadas e sujas com o tempo,

Avaliações do livro

4 de 5 estrelas (2 avaliações)

Faça sua avaliação

Avalie o livro

  • bom livro

    Por: Gláucio de jesus, em 24/06/2017 Eu recomendo este livro

    este livro e uma aventura muito boa eu recomendo a todos

    Esta avaliação foi útil?
    comentar esta avaliação
  • Por: Anamélia Custódio Mota, em 11/06/2011 Eu recomendo este livro

    Aconselho a leitura de "O Quinze" a todos os cearenses para que conheçam os sofrimentos pelos quais passaram os habitantes do Ceará no ano de 1915, por ocasião da "seca do quinze", contada pela nossa conterrânea Rachel de Queiroz.

    Esta avaliação foi útil?
    comentar esta avaliação