A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
A Revolta da Vacina Capa ilustrativa

A Revolta da Vacina

Nicolau Sevcenko

A Revolta da Vacina reconstitui um dos episódios menos compreendidos porém mais significativos da Primeira República. Em 1904, uma onda violenta de insatisfação popular paralisa o Rio de Janeiro durante a campanha de vacinação contra varíola. Nicolau Sevcenko, renomado estudioso do período, amplia a significação dos acontecimentos e revela tensões históricas profundas. De um lado, o bloco dos donos do poder, da especulação imobiliária e de uma ciência pouco sensível ao impacto desumano de sua aplicação autoritária. De outro, grupos organizados de cidadãos e uma população anônima que vinha sendo sistematicamente despejada do centro da cidade pela reforma urbana do prefeito Pereira Passos. Como é recorrente em nossa história, o saldo foi negativo para o campo popular. Mortos. Líderes revoltosos duramente punidos. A repressão aproveitou para desterrar grupos de excluídos para a Amazônia. Ao rememorar os destroços sociais da Revolta da Vacina, o autor ilumina episódios semelhantes da vida brasileira e faz uma denúncia de seu imenso custo social e humano. Fechar Ler mais

A Revolta da Vacina reconstitui um dos episódios menos compreendidos porém mais significativos da Primeira República. Em 1904, uma onda violenta de insatisfação popular paralisa o Rio de Janeiro durante a campanha de vacinação contra varíola. Nicolau Sevcenko, renomado estudioso do período, amplia a significação dos acontecimentos e revela tensões históricas profundas. De um lado, o bloco dos donos do poder, da especulação imobiliária e de uma ciência pouco sensível ao impacto desumano de sua aplicação autoritária. De outro, grupos organizados de cidadãos e uma população anônima que vinha sendo sistematicamente despejada do centro da cidade pela reforma urbana do prefeito Pereira Passos. Como é recorrente em nossa história, o saldo foi negativo para o campo popular. Mortos. Líderes revoltosos duramente punidos. A repressão aproveitou para desterrar grupos de excluídos para a Amazônia. Ao rememorar os destroços sociais da Revolta da Vacina, o autor ilumina episódios semelhantes da vida brasileira e faz uma denúncia de seu imenso custo social e humano. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

A Revolta da Vacina (edição Ilustrada)

A Revolta da Vacina (edição Ilustrada)

A Revolta da Vacina (edição Ilustrada)

A Revolta da Vacina (edição Ilustrada)

Ano:   Editora: Cosacnaify Sao Paulo

Tipo: seminovo/usado

Alfarrábio Catataw SP - Guarulhos
96% Positivas
57 qualificações
R$ 22,50 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cw Sg 20 (4*) 19 - Exemplar seminovo, bem conservado, fora de catálogo de editora desaparecida, marcações de texto em tinta fosforescente, 144 páginas, última edição conhecida. Em A Revolta da Vacina o historiador Nicolau Sevcenko realizou um estudo que buscou reconstituir os episódios que passaram para a história como a maior convulsão social da cidade do Rio de Janeiro, durante a campanha de vacinação contra a varíola (1904). O ponto de vista adotado pela análise é ver a modernidade pelo avesso. Assim, por trás da reforma urbana promovida então pelo prefeito Pereira Passos, é possível ver o processo de especulação imobiliária e a profunda situação de exclusão social. A edição traz, ainda, posfácio de Sevcenko, mapas, fotos de Augusto Malta e Marc Ferrez e charges de época. (25/11/16)

Adicionar à lista de desejos

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro