A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Orfaos do Eldorado Capa ilustrativa

Órfãos do Eldorado

Milton Hatoum

Na pele de personagens como Arminto e Dinaura, Florita e Estiliano, Milton Hatoum concentra — num relato de sonho e pesadelo, ambientado no final do ciclo seringueiro na Amazônia — a vasta matéria que vem explorando desde. Relato de um certo Oriente, Dois irmãos e Cinzas do Norte. Órfãos do Eldorado já teve os direitos de publicação vendidos para mais de quinze países. Numa cidade à beira do rio Amazonas, um passante vem procurar abrigo à sombra de um jatobá e, incauto ou curioso, dispõe-se a ouvir um velho com fama de louco. É o que basta para Arminto Cordovil começar a contar a história de Órfãos do Eldorado: a história de seu próprio amor desesperado por Dinaura, mas também a crônica de uma família, de uma região e de toda uma época que, à base da seiva da seringueira, quis encarnar os sonhos seculares de um Eldorado amazônico. Essa miragem mítica e histórica serve de pano de fundo a Órfãos do Eldorado e ao destino de Arminto Cordovil, dividido entre o amor pela moça misteriosa e as pretensões dinásticas do pai, Amando, armador enriquecido com a borracha. Na casa elegante em Manaus ou no palacete de Vila Bela, Amando nutre fantasias de proprietário e armador, que seu filho único teima em minar. Entre esses extremos que mal se tocam, uma galeria notável de mulheres — Angelina, a mãe morta; Florita, o anjo da guarda morena; Estrela, a bela sefardita — e os homens — de Estiliano, o advogado grego, a Denísio Cão, o barqueiro infernal — que vivem na própria pele o fausto e os conflitos do ciclo da borracha nos anos que antecedem a Primeira Guerra Mundial. E, no centro de tudo,Dinaura, corpo estranho entre as órfãs das Carmelitas em Vila Bela, moça que parece filha do mato, lê romances, enfeitiça Arminto e sonha com a Cidade Encantada, a Eldorado submersa de que tanto se fala à beira do rio Amazonas. "A voz da mulher atraiu tanta gente, que fugi da casa do meu professor e fui para a beira do Amazonas. Uma índia, uma das tapuias da cidade, falava e apontava o rio. Não lembro o desenho da pintura no rosto dela; a cor dos traços, sim: vermelha, sumo de urucum. Na tarde úmida, um arco-íris parecia uma serpente abraçando o céu e a água. Florita foi atrás de mim e começou a traduzir o que a mulher falava em língua indígena; traduzia umas frases e ficava em silêncio, desconfiada. Duvidava das palavras que traduzia. Ou da voz. Dizia que tinha se afastado do marido porque ele vivia caçando e andando por aí, deixando-a sozinha na Aldeia. Até o dia em que foi atraída por um ser encantado. Agora a morar com o amante, lá no fundo das águas. Queria viver num mundo melhor, sem tanto sofrimento, desgraça. Falava sem olhar os carregadores da rampa do Mercado, os pescadores e as meninas do colégio do Carmo. Lembro que elas choraram e saíram correndo, e só muito tempo depois eu entendi por quê.<br /> De repente a tapuia parou de falar e entrou na água. Os curiosos ficaram parados, num encantamento. E todos viram como ela nadava com calma, na direção da ilha das Ciganas. O corpo foi sumindo no rio iluminado, aí alguém gritou: A doida vai se afogar. Os barqueiros navegaram até a ilha, mas não encontraram a mulher. Desapareceu. Nunca mais voltou." Fechar Ler mais

Na pele de personagens como Arminto e Dinaura, Florita e Estiliano, Milton Hatoum concentra — num relato de sonho e pesadelo, ambientado no final do ciclo seringueiro na Amazônia — a vasta matéria que vem explorando desde. Relato de um certo Oriente, Dois irmãos e Cinzas do Norte. Órfãos do Eldorado já teve os direitos de publicação vendidos para mais de quinze países. Numa cidade à beira do rio Amazonas, um passante vem procurar abrigo à sombra de um jatobá e, incauto ou curioso, dispõe-se a ouvir um velho com fama de louco. É o que basta para Arminto Cordovil começar a contar a história de Órfãos do Eldorado: a história de seu próprio amor desesperado por Dinaura, mas também a crônica de uma família, de uma região e de toda uma época que, à base da seiva da seringueira, quis encarnar os sonhos seculares de um Eldorado amazônico. Essa miragem mítica e histórica serve de pano de fundo a Órfãos do Eldorado e ao destino de Arminto Cordovil, dividido entre o amor pela moça misteriosa e as pretensões dinásticas do pai, Amando, armador enriquecido com a borracha. Na casa elegante em Manaus ou no palacete de Vila Bela, Amando nutre fantasias de proprietário e armador, que seu filho único teima em minar. Entre esses extremos que mal se tocam, uma galeria notável de mulheres — Angelina, a mãe morta; Florita, o anjo da guarda morena; Estrela, a bela sefardita — e os homens — de Estiliano, o advogado grego, a Denísio Cão, o barqueiro infernal — que vivem na própria pele o fausto e os conflitos do ciclo da borracha nos anos que antecedem a Primeira Guerra Mundial. E, no centro de tudo,Dinaura, corpo estranho entre as órfãs das Carmelitas em Vila Bela, moça que parece filha do mato, lê romances, enfeitiça Arminto e sonha com a Cidade Encantada, a Eldorado submersa de que tanto se fala à beira do rio Amazonas. "A voz da mulher atraiu tanta gente, que fugi da casa do meu professor e fui para a beira do Amazonas. Uma índia, uma das tapuias da cidade, falava e apontava o rio. Não lembro o desenho da pintura no rosto dela; a cor dos traços, sim: vermelha, sumo de urucum. Na tarde úmida, um arco-íris parecia uma serpente abraçando o céu e a água. Florita foi atrás de mim e começou a traduzir o que a mulher falava em língua indígena; traduzia umas frases e ficava em silêncio, desconfiada. Duvidava das palavras que traduzia. Ou da voz. Dizia que tinha se afastado do marido porque ele vivia caçando e andando por aí, deixando-a sozinha na Aldeia. Até o dia em que foi atraída por um ser encantado. Agora a morar com o amante, lá no fundo das águas. Queria viver num mundo melhor, sem tanto sofrimento, desgraça. Falava sem olhar os carregadores da rampa do Mercado, os pescadores e as meninas do colégio do Carmo. Lembro que elas choraram e saíram correndo, e só muito tempo depois eu entendi por quê.<br /> De repente a tapuia parou de falar e entrou na água. Os curiosos ficaram parados, num encantamento. E todos viram como ela nadava com calma, na direção da ilha das Ciganas. O corpo foi sumindo no rio iluminado, aí alguém gritou: A doida vai se afogar. Os barqueiros navegaram até a ilha, mas não encontraram a mulher. Desapareceu. Nunca mais voltou." Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Órfãos Do Eldorado

Órfãos Do Eldorado

Órfãos Do Eldorado

Órfãos Do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Kapricho II Curitiba Sebo Kapricho II Curitiba PR - Curitiba
98% Positivas
265 qualificações
R$ 19,90 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado de conservação. --- Numa cidade à beira do rio Amazonas, um passante vem procurar abrigo à sombra de um jatobá e, incauto ou curioso, dispõe-se a ouvir um velho com fama de louco. DC: 15/05/17 COD:1000219365319

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Sebo os Alquimistas Sebo os Alquimistas SP - São Paulo
96% Positivas
216 qualificações
R$ 20,00 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Formato 14x21; 107 páginas, ; brochura, ; livro em bom estado de conservação; sem grifos e anotações, OBRA OK !! K** - 201626673

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Boa Viagem

Tipo: seminovo/usado

Aiky Sebo Aiky Sebo SP - São José dos Campos
97% Positivas
168 qualificações
R$ 20,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição fa64008/c46d-o livro se encontra em bom estado de conservação!leve rasura na capa! as folhas estão firmes e nos lugares, sem rasuras ou rabiscos que comprometam a obra! considerar, evidentemente, os naturais efeitos da ação do tempo e do uso. se optar por retirar em mÃos, entre em contato antes para acertar! o frete ficará bem mais em conta! - 201636998

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Livraria Opção Cultural Livraria Opção Cultural GO - Goiânia
98% Positivas
401 qualificações
R$ 22,00 + R$ 6,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro usado bem conservado, texto preservado livre de grifos e anotações, 112 páginas...imagem meramente ilustrativa.

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Perdizes Sebo Perdizes SP - São Paulo
100% Positivas
360 qualificações
R$ 22,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro usado em bom estado de conservação, leves sinais de desgaste pelas extremidades, nada que interfira na leitura.

Orfãos do Eldorado

Orfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Midiatorium Sebo Midiatorium SP - Osasco
100% Positivas
74 qualificações
R$ 25,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro seminovo brochura/ capa e lombada apresentam ótimas condições / miolo íntegro /páginas sem sinais de amarelamento natural / texto sem grifos / observações adicionais: não ////// experiência de leitura: livro praticamente novo com mínimos sinais de uso. cadastro: 30/06/2016. controle: ty005 ///// obs: nosso exame obedece a critérios subjetivos/temporais e que, portanto, está sujeito a alterações de percepção conforme o examinador e o contexto em que a obra foi examinada. - 201650

Orfaos do Eldorado

Orfaos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Quixote Belenzinho Sebo Quixote Belenzinho SP - São Paulo
96% Positivas
318 qualificações
R$ 25,00 + R$ 6,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Foto meramente ilustrativa. Brochura em bom estado de conservação, não possui grifos ou rasuras, capa e laterais com sinais de manuseio, lombada com sinal de manuseio na ponta superior, 107 paginas sem riscos nem grifos . FG - 201632588

ORFAOS DO ELDORADO

ORFAOS DO ELDORADO

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Livraria Páginas Antigas Livraria Páginas Antigas GO - Goiânia
98% Positivas
186 qualificações
R$ 26,33 + R$ 6,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Mercadoria de segunda mão com caracteristicas típicas de material usado

ORFAOS DO ELDORADO Capa ilustrativa

ORFAOS DO ELDORADO

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
97% Positivas
1932 qualificações
R$ 29,13 + R$ 6,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo comprado junto a Editora

ORFAOS DO ELDORADO Capa ilustrativa

ORFAOS DO ELDORADO

Ano:   Editora: Cia das Letras

Tipo: novo

B2C2 Livros B2C2 Livros SP - São Paulo
97% Positivas
1932 qualificações
R$ 29,13 + R$ 6,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo comprado junto a Editora

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2467 qualificações
R$ 32,20 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Com a novela "Órfãos do Eldorado", na pele de personagens como Arminto e Dinaura, Florita e Estiliano, Milton Hatoum concentra - num relato de sonho e pesadelo, ambientado no final do ciclo seringueiro na Amazônia - a vasta matéria que vem explorando desde "Relato de um certo Oriente", "Dois irmãos" e "Cinzas do Norte".

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2467 qualificações
R$ 32,20 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Com a novela "Órfãos do Eldorado", na pele de personagens como Arminto e Dinaura, Florita e Estiliano, Milton Hatoum concentra - num relato de sonho e pesadelo, ambientado no final do ciclo seringueiro na Amazônia - a vasta matéria que vem explorando desde "Relato de um certo Oriente", "Dois irmãos" e "Cinzas do Norte".

Órfãos do Eldorado

Órfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2467 qualificações
R$ 32,20 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Com a novela "Órfãos do Eldorado", na pele de personagens como Arminto e Dinaura, Florita e Estiliano, Milton Hatoum concentra - num relato de sonho e pesadelo, ambientado no final do ciclo seringueiro na Amazônia - a vasta matéria que vem explorando desde "Relato de um certo Oriente", "Dois irmãos" e "Cinzas do Norte".

Orfãos do Eldorado

Orfãos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: novo

Primus Livraria Primus Livraria GO - Goiânia
100% Positivas
60 qualificações
R$ 34,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo.P

Orfaos do Eldorado

Orfaos do Eldorado

Ano:   Editora: Companhia das Letras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Capricho II Sebo Capricho II PR - Londrina
98% Positivas
460 qualificações
R$ 34,00 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Numa cidade à beira do rio Amazonas, um passante vem procurar abrigo à sombra de um jatobá e, incauto ou curioso, dispõe-se a ouvir um velho com fama de louco. É o que basta para Arminto Cordovil começar a contar a história de 'Órfãos do Eldorado' - a história de seu próprio amor desesperado por Dinaura, mas também a crônica de uma família, de uma região e de toda uma época que, à base da seiva da seringueira, quis encarnar os sonhos seculares de um Eldorado amazônico.livro novo

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro