A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Os Odios Clinica e Politica do Psicanalista Capa ilustrativa

Os ódios Clínica e Política do Psicanalista

Mauro Mendes Dias

O que tem a falar uma não-analista sobre um livro escrito por um psicanalista, a partir da clínica e da política da Psicanálise? Foi isso o que eu pensei quando fui convidada para fazer a apresentação deste livro. E foi lendo-o que eu aprendi que “o não analista não é o não analisado, mas sim aquele que optou em não ocupar o lugar do psicanalista”, na medida em que sua aposta no desejo o conduziu para uma Outra direção; mas que é capaz de reconhecer a importância decisiva que a Psicanálise tem como formulação de um saber que não se presta a dar respostas e nem a curar paixões. E que, por isso mesmo, “participa e contribui para que uma política pela Psicanálise seja possível”. A paixão em torno da qual o livro se constrói é o ódio. “Há um fator estruturante no ódio. É preciso haver ódio para que haja avanço da subjetividade.” Apesar disso, “há uma espécie de silenciamento sobre o problema”. Por que isso ocorre e onde isso pode nos levar em tempos como o nosso, tão propícios às explosões de ódio? É esse o mote para que o autor nos conduza por um interessante percurso que costura as relações entre ódio, ciência, saber, clínica e política do psicanalista. Mauro fala em ódios, no plural, pois quer marcar diferenças nas abordagens teóricas de Freud e Lacan; além de distinguir o fenômeno do ódio no campo do masculino e do feminino, em especial quando se refere à abordagem lacaniana das psicoses. Quer tratar, também, do ódio como fator político; bem como do ódio que espreita as comunidades analíticas e, nesse contexto, reflete criticamente sobre sua busca pelo saber universitário. Com isso, não está dizendo que o saber universitário não interessa ao psicanalista, mas que, além de ele não concernir ao que é próprio da clínica, ainda pode se apresentar como gerador de ódio, na medida em que esse saber pode vir a ser abalado. Propõe, como um fator político, que a Psicanálise retorne a uma prática de leigos, e que suas comunidades abram mão das garantias ilusórias dadas pelo acúmulo de saber e de títulos. Convoca, finalmente, a uma reinvenção da Psicanálise que se dê pelo caminho a partir do qual a única aposta seja a de “colocar em exercício a dimensão do inconsciente”, pois apenas a partir de uma escuta ética das suas manifestações que seria possível à Psicanálise elaborar algo novo sobre os sintomas sociais destrutivos que nos espreitam na contemporaneidade, bem como articular um “antídoto, não todo”, para as manifestações dos ódios. Uma tarefa que diz respeito não apenas àqueles que exercem a clínica, como também a “alguns outros” que entendem que “o possível da política pela Psicanálise é portador de um impossível”. Fechar Ler mais

O que tem a falar uma não-analista sobre um livro escrito por um psicanalista, a partir da clínica e da política da Psicanálise? Foi isso o que eu pensei quando fui convidada para fazer a apresentação deste livro. E foi lendo-o que eu aprendi que “o não analista não é o não analisado, mas sim aquele que optou em não ocupar o lugar do psicanalista”, na medida em que sua aposta no desejo o conduziu para uma Outra direção; mas que é capaz de reconhecer a importância decisiva que a Psicanálise tem como formulação de um saber que não se presta a dar respostas e nem a curar paixões. E que, por isso mesmo, “participa e contribui para que uma política pela Psicanálise seja possível”. A paixão em torno da qual o livro se constrói é o ódio. “Há um fator estruturante no ódio. É preciso haver ódio para que haja avanço da subjetividade.” Apesar disso, “há uma espécie de silenciamento sobre o problema”. Por que isso ocorre e onde isso pode nos levar em tempos como o nosso, tão propícios às explosões de ódio? É esse o mote para que o autor nos conduza por um interessante percurso que costura as relações entre ódio, ciência, saber, clínica e política do psicanalista. Mauro fala em ódios, no plural, pois quer marcar diferenças nas abordagens teóricas de Freud e Lacan; além de distinguir o fenômeno do ódio no campo do masculino e do feminino, em especial quando se refere à abordagem lacaniana das psicoses. Quer tratar, também, do ódio como fator político; bem como do ódio que espreita as comunidades analíticas e, nesse contexto, reflete criticamente sobre sua busca pelo saber universitário. Com isso, não está dizendo que o saber universitário não interessa ao psicanalista, mas que, além de ele não concernir ao que é próprio da clínica, ainda pode se apresentar como gerador de ódio, na medida em que esse saber pode vir a ser abalado. Propõe, como um fator político, que a Psicanálise retorne a uma prática de leigos, e que suas comunidades abram mão das garantias ilusórias dadas pelo acúmulo de saber e de títulos. Convoca, finalmente, a uma reinvenção da Psicanálise que se dê pelo caminho a partir do qual a única aposta seja a de “colocar em exercício a dimensão do inconsciente”, pois apenas a partir de uma escuta ética das suas manifestações que seria possível à Psicanálise elaborar algo novo sobre os sintomas sociais destrutivos que nos espreitam na contemporaneidade, bem como articular um “antídoto, não todo”, para as manifestações dos ódios. Uma tarefa que diz respeito não apenas àqueles que exercem a clínica, como também a “alguns outros” que entendem que “o possível da política pela Psicanálise é portador de um impossível”. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Os Ódio. Clínica e Política do Psicanalista

Os Ódio. Clínica e Política do Psicanalista

Os Ódio. Clínica e Política do Psicanalista

Os Ódio. Clínica e Política do Psicanalista

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria da Amelia Livraria da Amelia MG - Belo Horizonte
96% Positivas
401 qualificações
R$ 34,85 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo - ISBN: 9788573213706

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
631 qualificações
R$ 41,47 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55559643 Sinopse: O que tem a falar uma não-analista sobre um livro escrito por um psicanalista, a partir da clínica e da política da Psicanálise? Foi isso o que eu pensei quando fui convidada para fazer a apresentação deste livro. E foi lendo-o que eu aprendi que o não analista não é o não analisado, mas sim aquele que optou em não ocupar o lugar do psicanalista , na medida em que sua aposta no desejo o conduziu para uma Outra direção; mas que é capaz de reconhecer a importância decisiva que a Psicanálise tem como formulação de um saber que não se presta a dar respostas e nem a curar paixões. E que, por isso mesmo, participa e contribui para que uma política pela Psicanálise seja possível .

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
631 qualificações
R$ 41,47 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55559643 Sinopse: O que tem a falar uma não-analista sobre um livro escrito por um psicanalista, a partir da clínica e da política da Psicanálise? Foi isso o que eu pensei quando fui convidada para fazer a apresentação deste livro. E foi lendo-o que eu aprendi que o não analista não é o não analisado, mas sim aquele que optou em não ocupar o lugar do psicanalista , na medida em que sua aposta no desejo o conduziu para uma Outra direção; mas que é capaz de reconhecer a importância decisiva que a Psicanálise tem como formulação de um saber que não se presta a dar respostas e nem a curar paixões. E que, por isso mesmo, participa e contribui para que uma política pela Psicanálise seja possível .

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
631 qualificações
R$ 41,47 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55559643 Sinopse: O que tem a falar uma não-analista sobre um livro escrito por um psicanalista, a partir da clínica e da política da Psicanálise? Foi isso o que eu pensei quando fui convidada para fazer a apresentação deste livro. E foi lendo-o que eu aprendi que o não analista não é o não analisado, mas sim aquele que optou em não ocupar o lugar do psicanalista , na medida em que sua aposta no desejo o conduziu para uma Outra direção; mas que é capaz de reconhecer a importância decisiva que a Psicanálise tem como formulação de um saber que não se presta a dar respostas e nem a curar paixões. E que, por isso mesmo, participa e contribui para que uma política pela Psicanálise seja possível .

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

ODIOS, OS - CLINICA E POLITICA DO PSICANALISTA

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
99% Positivas
631 qualificações
R$ 41,47 + R$ 11,37 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55559643 Sinopse: O que tem a falar uma não-analista sobre um livro escrito por um psicanalista, a partir da clínica e da política da Psicanálise? Foi isso o que eu pensei quando fui convidada para fazer a apresentação deste livro. E foi lendo-o que eu aprendi que o não analista não é o não analisado, mas sim aquele que optou em não ocupar o lugar do psicanalista , na medida em que sua aposta no desejo o conduziu para uma Outra direção; mas que é capaz de reconhecer a importância decisiva que a Psicanálise tem como formulação de um saber que não se presta a dar respostas e nem a curar paixões. E que, por isso mesmo, participa e contribui para que uma política pela Psicanálise seja possível .

Os Ódios

Os Ódios

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
239 qualificações
R$ 49,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, adquirido diretamente da editora, Isbn 9788573213706.

Os Ódios

Os Ódios

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
239 qualificações
R$ 49,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, adquirido diretamente da editora, Isbn 9788573213706.

Os Ódios

Os Ódios

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
239 qualificações
R$ 49,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, adquirido diretamente da editora, Isbn 9788573213706.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro