A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
A Musica Popular Que Surge na era da Revolucao Capa ilustrativa

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

José Ramos Tinhorão

Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas — seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal —, para o florescimento das novas tendências musicais. Partindo como sempre de vasta pesquisa e análise minuciosa, o autor revela, neste A música popular que surge na Era da Revolução, uma faceta pouco abordada desta passagem crucial da história moderna — a estreita ligação entre a virada revolucionária e o advento da música popular urbana. Fechar Ler mais

Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas — seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal —, para o florescimento das novas tendências musicais. Partindo como sempre de vasta pesquisa e análise minuciosa, o autor revela, neste A música popular que surge na Era da Revolução, uma faceta pouco abordada desta passagem crucial da história moderna — a estreita ligação entre a virada revolucionária e o advento da música popular urbana. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 27,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! N51955 Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das no

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 27,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! N55543. Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas te

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 27,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! N55543. Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas te

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 27,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado! ***Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. FLT 3/4

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 27,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, lacrado! ***Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. FLT 3/4

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 28,80 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas tendê

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 28,80 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas tendê

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 28,80 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas tendê

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 35,20 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas te

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 35,20 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas te

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2522 qualificações
R$ 35,20 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um interessante percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas  seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal , para o florescimento das novas te

A Musica Popular Que Surge na Revolução

A Musica Popular Que Surge na Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 36,30 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais. Partindo de

A Musica Popular Que Surge na Revolução

A Musica Popular Que Surge na Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 36,30 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais. Partindo de

A Musica Popular Que Surge na Revolução

A Musica Popular Que Surge na Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 36,30 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o entretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais. Partindo de

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34trintaequarto

Tipo: novo

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
97% Positivas
573 qualificações
R$ 37,00 + R$ 10,95 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo adquirido diretamente da editora

A música popular que surge na Era da Revolução

A música popular que surge na Era da Revolução

Ano:   Editora: 34trintaequarto

Tipo: novo

Sociedade dos Livros Sociedade dos Livros SP - São Paulo
97% Positivas
573 qualificações
R$ 37,00 + R$ 10,95 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo adquirido diretamente da editora

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 38,72 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en.tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

A Música Popular Que Surge na era da Revolução

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 38,72 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en.tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

A Música Popular Que Surge na era da Revolução 

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
198 qualificações
R$ 39,20 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição  Livro novo ! Foi no século XVIII, em meio ao clima libertário da Revolução Francesa, que a música popular urbana eclodiu na França. Se nesse país o sentimento patriótico era fonte de inspiração para os novos gêneros musicais, em Portugal os acordes revolucionários que soavam no país próximo foram recebidos com receio e censura pelos governantes, e seriam as novidades originárias de suas colônias, sobretudo o Brasil, que garantiriam o en. tretenimento da população. Dos teatros de feira ao cancan, dos batuques de negros ao lundu e à modinha, José Ramos Tinhorão traça um percurso que evidencia o papel determinante da mescla de culturas - seja entre povo e elite, no caso francês, ou entre metrópole e colônia, no caso de Portugal -, para o florescimento das novas tendências musicais

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro