A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
A Lampada da Memoria Capa ilustrativa

A Lâmpada da Memória

John Ruskin

Ruskin foi o principal teórico inglês da preservação no século XIX. Expoente da crítica socialista às mazelas do capitalismo industrial, ele contribuiu para importantes reformas sociais, urbanísticas e de proteção ambiental. Suas ideias fundamentaram o Movimento Antirrestauração, que defende o cuidado e a manutenção constantes dos monumentos. Apesar da aversão de muitos ao seu romantismo oitocentista, o pensamento de Ruskin continua pertinente ao debate arquitetônico atual. Fechar Ler mais

Ruskin foi o principal teórico inglês da preservação no século XIX. Expoente da crítica socialista às mazelas do capitalismo industrial, ele contribuiu para importantes reformas sociais, urbanísticas e de proteção ambiental. Suas ideias fundamentaram o Movimento Antirrestauração, que defende o cuidado e a manutenção constantes dos monumentos. Apesar da aversão de muitos ao seu romantismo oitocentista, o pensamento de Ruskin continua pertinente ao debate arquitetônico atual. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

A Lâmpada da Memória

A Lâmpada da Memória

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
A Lâmpada da Memória

A Lâmpada da Memória

Ano:   Editora: Atelie Editorial

Tipo: seminovo/usado

Sebo Chama de Uma Vela Sebo Chama de Uma Vela SP - São Paulo
99% Positivas
117 qualificações
R$ 22,00 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição Frete Grátis. Capa brochura em ótimo estado com uma leva marca. Ruskin foi o principal teórico inglês da preservação no século XIX. Expoente da crítica socialista às mazelas do capitalismo industrial, ele contribuiu para importantes reformas sociais, urbanísticas e de proteção ambiental. Suas ideias fundamentaram o Movimento Antirrestauração, que defende o cuidado e a manutenção constantes dos monumentos. Apesar da aversão de muitos ao seu romantismo oitocentista, o pensamento de Ruskin continua pertinente ao debate arquitetônico atual.

LAMPADA DA MEMORIA, A

LAMPADA DA MEMORIA, A

Ano:   Editora: Atelie

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
626 qualificações
R$ 24,31 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55431680 ISBN: 9788574806334 SINOPSE: Quase exatamente contemporâneo da Rainha Vitória, John Ruskin (1819-1900), o principal teórico da preservação na Inglaterra do século XIX, foi um dos maiores e mais perspicazes críticos das profundas transformações por que passava então o país. Excêntrico, reacionário, intransigente inimigo da industrialização, Ruskin foi de fato um dos maiores expoentes da crítica romântica, de cunho socialista, à sociedade capitalista industrial e suas evidentes mazelas - miséria generalizada, injustiça social, inchaço urbano, destruição da natureza, entre outras. Sua contribuição foi essencial para as reformas sociais, urbanísticas e de proteção ao meio ambiente, pouco a pouco conquistadas. Não menos importante do que a dimensão política do pensamento de John Ruskin é sua reflexão sobre o papel da arquitetura, e sua preservação, para a sociedade moderna; aspecto por vezes obscurecido pela aversão contemporânea ao exacerbado romantismo oitocentista, do qual constitui um dos pilares. A despeito de tal preconceito, seu pensamento aponta para várias questões ainda extremamente pertinentes para o debate arquitetônico atual. A presente tradução do Capítulo VI - A Lâmpada da Memória - de sua obra As Sete Lâmpadas da Arquitetura visa, precisamente, contribuir para o aprofundamento de tal debate. Em seu prefácio à edição de 1880 de As Sete Lâmpadas da Arqui­tetura, Ruskin afirmou nunca ter tido a intenção de republicar a obra, uma vez que os edifícios nela descritos tinham sido demolidos, ou raspados [scraped] e remendados , descaracterizando-se de uma forma mais trágica do que a ruína mais extrema . O termo que designa o procedimento de raspar as pinturas antigas das paredes dos edifícios (scraping), de forma a conferir-lhes unidade e clareza espacial e aparência de recém-construídos, deu origem a uma linha preservacionista tipicamente inglesa, conhecida como Anti-scrape Movement, ou Movimento Anti-restauração - que, alicerçado na Lâmpada da Memória , coloca-se contra a restauração, advogando, em contrapartida, o cuidado e a manutenção constantes dos monumentos, e constitui uma das bases do debate atual sobre preservação.

LAMPADA DA MEMORIA, A

LAMPADA DA MEMORIA, A

Ano:   Editora: Atelie

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
626 qualificações
R$ 24,31 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55431680 ISBN: 9788574806334 SINOPSE: Quase exatamente contemporâneo da Rainha Vitória, John Ruskin (1819-1900), o principal teórico da preservação na Inglaterra do século XIX, foi um dos maiores e mais perspicazes críticos das profundas transformações por que passava então o país. Excêntrico, reacionário, intransigente inimigo da industrialização, Ruskin foi de fato um dos maiores expoentes da crítica romântica, de cunho socialista, à sociedade capitalista industrial e suas evidentes mazelas - miséria generalizada, injustiça social, inchaço urbano, destruição da natureza, entre outras. Sua contribuição foi essencial para as reformas sociais, urbanísticas e de proteção ao meio ambiente, pouco a pouco conquistadas. Não menos importante do que a dimensão política do pensamento de John Ruskin é sua reflexão sobre o papel da arquitetura, e sua preservação, para a sociedade moderna; aspecto por vezes obscurecido pela aversão contemporânea ao exacerbado romantismo oitocentista, do qual constitui um dos pilares. A despeito de tal preconceito, seu pensamento aponta para várias questões ainda extremamente pertinentes para o debate arquitetônico atual. A presente tradução do Capítulo VI - A Lâmpada da Memória - de sua obra As Sete Lâmpadas da Arquitetura visa, precisamente, contribuir para o aprofundamento de tal debate. Em seu prefácio à edição de 1880 de As Sete Lâmpadas da Arqui­tetura, Ruskin afirmou nunca ter tido a intenção de republicar a obra, uma vez que os edifícios nela descritos tinham sido demolidos, ou raspados [scraped] e remendados , descaracterizando-se de uma forma mais trágica do que a ruína mais extrema . O termo que designa o procedimento de raspar as pinturas antigas das paredes dos edifícios (scraping), de forma a conferir-lhes unidade e clareza espacial e aparência de recém-construídos, deu origem a uma linha preservacionista tipicamente inglesa, conhecida como Anti-scrape Movement, ou Movimento Anti-restauração - que, alicerçado na Lâmpada da Memória , coloca-se contra a restauração, advogando, em contrapartida, o cuidado e a manutenção constantes dos monumentos, e constitui uma das bases do debate atual sobre preservação.

LAMPADA DA MEMORIA, A

LAMPADA DA MEMORIA, A

Ano:   Editora: Atelie

Tipo: novo

Livraria Livros e Livros Livraria Livros e Livros SC - Florianópolis
100% Positivas
626 qualificações
R$ 24,31 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição SKU: L55431680 ISBN: 9788574806334 SINOPSE: Quase exatamente contemporâneo da Rainha Vitória, John Ruskin (1819-1900), o principal teórico da preservação na Inglaterra do século XIX, foi um dos maiores e mais perspicazes críticos das profundas transformações por que passava então o país. Excêntrico, reacionário, intransigente inimigo da industrialização, Ruskin foi de fato um dos maiores expoentes da crítica romântica, de cunho socialista, à sociedade capitalista industrial e suas evidentes mazelas - miséria generalizada, injustiça social, inchaço urbano, destruição da natureza, entre outras. Sua contribuição foi essencial para as reformas sociais, urbanísticas e de proteção ao meio ambiente, pouco a pouco conquistadas. Não menos importante do que a dimensão política do pensamento de John Ruskin é sua reflexão sobre o papel da arquitetura, e sua preservação, para a sociedade moderna; aspecto por vezes obscurecido pela aversão contemporânea ao exacerbado romantismo oitocentista, do qual constitui um dos pilares. A despeito de tal preconceito, seu pensamento aponta para várias questões ainda extremamente pertinentes para o debate arquitetônico atual. A presente tradução do Capítulo VI - A Lâmpada da Memória - de sua obra As Sete Lâmpadas da Arquitetura visa, precisamente, contribuir para o aprofundamento de tal debate. Em seu prefácio à edição de 1880 de As Sete Lâmpadas da Arqui­tetura, Ruskin afirmou nunca ter tido a intenção de republicar a obra, uma vez que os edifícios nela descritos tinham sido demolidos, ou raspados [scraped] e remendados , descaracterizando-se de uma forma mais trágica do que a ruína mais extrema . O termo que designa o procedimento de raspar as pinturas antigas das paredes dos edifícios (scraping), de forma a conferir-lhes unidade e clareza espacial e aparência de recém-construídos, deu origem a uma linha preservacionista tipicamente inglesa, conhecida como Anti-scrape Movement, ou Movimento Anti-restauração - que, alicerçado na Lâmpada da Memória , coloca-se contra a restauração, advogando, em contrapartida, o cuidado e a manutenção constantes dos monumentos, e constitui uma das bases do debate atual sobre preservação.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro