A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
A Sociedade do Espetaculo Capa ilustrativa

A Sociedade do Espetáculo

Guy Debord

Mais importante obra teórica produzida no contexto que precedeu os acontecimentos de Maio de 1968, A sociedade do espetáculo é um livro genial e único, precursor de toda análise crítica da moderna sociedade de consumo. Para Antonio Negri, é um dos dez livros mais importantes do século. Para Jean–Jacques Pauvert, “não antecipou 1968, como normalmente se diz; antecipou o século XXI”. Está certo: nunca a tirania das imagens e a submissão alienante ao império da mídia, denunciadas por Debord, foram tão fortes como agora. Nunca os profissionais do espetáculo tiveram tanto poder: invadiram todas as fronteiras e conquistaram todos os domínios — da arte à economia, da vida cotidiana à política —, passando a organizar de forma consciente e sistemática o império da passividade. O livro é, sem dúvida, a mais aguda crítica à sociedade que se organiza em torno dessa falsificação da vida comum. A edição brasileira inclui dois trabalhos posteriores — um de 1979, outro de 1988 — em que Debord comenta sua própria obra Fechar Ler mais

Mais importante obra teórica produzida no contexto que precedeu os acontecimentos de Maio de 1968, A sociedade do espetáculo é um livro genial e único, precursor de toda análise crítica da moderna sociedade de consumo. Para Antonio Negri, é um dos dez livros mais importantes do século. Para Jean–Jacques Pauvert, “não antecipou 1968, como normalmente se diz; antecipou o século XXI”. Está certo: nunca a tirania das imagens e a submissão alienante ao império da mídia, denunciadas por Debord, foram tão fortes como agora. Nunca os profissionais do espetáculo tiveram tanto poder: invadiram todas as fronteiras e conquistaram todos os domínios — da arte à economia, da vida cotidiana à política —, passando a organizar de forma consciente e sistemática o império da passividade. O livro é, sem dúvida, a mais aguda crítica à sociedade que se organiza em torno dessa falsificação da vida comum. A edição brasileira inclui dois trabalhos posteriores — um de 1979, outro de 1988 — em que Debord comenta sua própria obra Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

A sociedade do espetáculo: comentários sobre a sociedade do esetáculo

A sociedade do espetáculo: comentários sobre a sociedade do esetáculo

A sociedade do espetáculo: comentários sobre a sociedade do esetáculo

A sociedade do espetáculo: comentários sobre a sociedade do esetáculo

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Livraria Vertov Livraria Vertov PR - Curitiba
100% Positivas
75 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Filósofo, agitador social, diretor de cinema, Guy Debord se definia como 'doutor em nada' e pensador radical. Ligou-se nos anos 50 à geração herdeira do dadaísmo e do surrealismo. A primeira edição brasileira de 'A sociedade do espetáculo' - um livro lúcido e demolidor, precursor de toda análise crítica da moderna sociedade de consumo - sai neste volume acompanhada de dois trabalhos posteriores - um de 1979, outro de 1988 -, em que Debord comenta a própria obra.

A Sociedade do Espetáculo Capa ilustrativa

A Sociedade do Espetáculo

Ano:   Editora: Contraponto

Tipo: novo

Adelino Ribeiro2 Adelino Ribeiro2 RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
1 qualificações
R$ 65,00 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro com 238 páginas. Comentários sobre a sociedade do espetáculo seguido do prefácio à 4ª edição italiana.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro