A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Diante da Imagem Capa ilustrativa

Diante da Imagem

Georges Didi Huberman

O que ocorre quando nos colocamos Diante da Imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha (Editora 34, 1998) e A imagem sobrevivente (Contraponto, 2013) - recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisando em profundidade algumas proposições teóricas de Giorgio Vasari e Erwin Panofsky. Recorrendo a Freud e seu conceito de Traumarbeit, trabalho do sonho, Didi-Huberman reconsidera os fundamentos dessa disciplina e nos convida a desconfiar do tom de certeza que, em diferentes registros, permeia atualmente o discurso da História da Arte - autorizado, ao que parece, pela acuidade das ferramentas que hoje emprega, a impressionante capacidade de erudição de seus profissionais, a pretensão científica e o papel que desempenha no mercado da arte e nas instituições culturais. No lugar da certeza que fecha o circuito do visível no legível, o autor de Diante das imagens propõe um princípio de incerteza, uma rasgadura do olhar, que vem à tona, de maneira magnífica, nas observações que tece em torno de obras como o afresco Madona das sombras, de Fra Angelico, no convento de San Marco, em Florença, ou a Rendeira, de Vermeer - dois pontos altos da crítica de arte em nossos dias. Fechar Ler mais

O que ocorre quando nos colocamos Diante da Imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha (Editora 34, 1998) e A imagem sobrevivente (Contraponto, 2013) - recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisando em profundidade algumas proposições teóricas de Giorgio Vasari e Erwin Panofsky. Recorrendo a Freud e seu conceito de Traumarbeit, trabalho do sonho, Didi-Huberman reconsidera os fundamentos dessa disciplina e nos convida a desconfiar do tom de certeza que, em diferentes registros, permeia atualmente o discurso da História da Arte - autorizado, ao que parece, pela acuidade das ferramentas que hoje emprega, a impressionante capacidade de erudição de seus profissionais, a pretensão científica e o papel que desempenha no mercado da arte e nas instituições culturais. No lugar da certeza que fecha o circuito do visível no legível, o autor de Diante das imagens propõe um princípio de incerteza, uma rasgadura do olhar, que vem à tona, de maneira magnífica, nas observações que tece em torno de obras como o afresco Madona das sombras, de Fra Angelico, no convento de San Marco, em Florença, ou a Rendeira, de Vermeer - dois pontos altos da crítica de arte em nossos dias. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da Imagem

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: Questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: Ed 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 48,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 360 p. - 14 x 21 cm ISBN 978-85-7326-537-8 Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
96% Positivas
472 qualificações
R$ 48,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
96% Positivas
472 qualificações
R$ 48,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
96% Positivas
472 qualificações
R$ 48,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
96% Positivas
472 qualificações
R$ 48,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Só Livros Só Livros SP - São Paulo
96% Positivas
472 qualificações
R$ 48,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Compre Livros Compre Livros SP - São Paulo
95% Positivas
495 qualificações
R$ 51,00 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Compre Livros Compre Livros SP - São Paulo
95% Positivas
495 qualificações
R$ 51,00 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir (ver) rima com savoir (saber), o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisando em pr

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisando em pr

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisando em pr

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisando em pr

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisan

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisan

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Diante da imagem: questão colocada aos fins de uma história da arte

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2450 qualificações
R$ 51,20 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: O que ocorre quando nos colocamos Diante da imagem?Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman - professor da École des Hautes Études, em Sciences Sociales, em Paris, e autor de dezenas de livros fundamentais, entre eles O que vemos, o que nos olha Editora 34, 1998 e A imagem sobrevivente Contraponto, 2013 - recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras, modelos de conhecimento e categorias de pensamento. De onde vêm esses modelos e categorias? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas, analisan

Diante da Imagem

Diante da Imagem

Ano:   Editora: 34

Tipo: novo

Sebo do Bac Sebo do Bac SP - São Paulo
100% Positivas
196 qualificações
R$ 51,30 + R$ 9,63 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo ! O que ocorre quando nos colocamos diante da imagem? Neste livro, o historiador da arte Georges Didi-Huberman recorda que, em francês, voir ver rima com savoir saber, o que sugere que, em nossa aproximação às imagens, o olhar nunca é neutro ou desinteressado. Diante delas, enlaçamos o visível juntamente com palavras e modelos de pensamento. De onde vêm esses modelos? É precisamente essa interrogação, uma espécie de arqueologia crítica da História da Arte, que o autor leva a cabo nestas páginas.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro