A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Artifices do Rio de Janeiro 1790 1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Carlos A. M. Lima

Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão e a contradição que havia entre a regulação da atividade pelo Estado e pelo restrito mercado. Nas palavras de Hebe Mattos, professora Titular de História do Brasil e que assina a apresentação do livro, “Especialmente evocativa é a imagem utilizada [pelo autor] da pirâmide torta, pois os mais bem sucedidos tendiam a aproximar-se da situação de rentistas e homens de negócio, afastando-se do artesanato”. Através dos artesãos, cuja atividade estava exatamente na fronteira entre cidade e campo, também pode ser vista a preponderância da cidade do Rio de Janeiro. Manifestada antes da chegada da Corte e mantida a partir da Independência do Brasil. Tal preeminência pode ser identificada na observação de muitas edificações das ruas centrais da cidade, onde constatamos um patrimônio histórico construído por artesãos, algumas vezes para suas próprias instituições. É o caso, por exemplo, da igreja de São José, que tem sua origem nas Irmandades. Fechar Ler mais

Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão e a contradição que havia entre a regulação da atividade pelo Estado e pelo restrito mercado. Nas palavras de Hebe Mattos, professora Titular de História do Brasil e que assina a apresentação do livro, “Especialmente evocativa é a imagem utilizada [pelo autor] da pirâmide torta, pois os mais bem sucedidos tendiam a aproximar-se da situação de rentistas e homens de negócio, afastando-se do artesanato”. Através dos artesãos, cuja atividade estava exatamente na fronteira entre cidade e campo, também pode ser vista a preponderância da cidade do Rio de Janeiro. Manifestada antes da chegada da Corte e mantida a partir da Independência do Brasil. Tal preeminência pode ser identificada na observação de muitas edificações das ruas centrais da cidade, onde constatamos um patrimônio histórico construído por artesãos, algumas vezes para suas próprias instituições. É o caso, por exemplo, da igreja de São José, que tem sua origem nas Irmandades. Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Artífices do Rio de Janeiro (1790 - 1808)

Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro (1790 - 1808)

Capa ilustrativa
Artífices do Rio de Janeiro (1790 - 1808) Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro (1790 - 1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Sebo Universidade Sebo Universidade SP - Jandira
99% Positivas
101 qualificações
R$ 8,70 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Semi novo, sem uso, ótimo estado.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Quitanda Literária Quitanda Literária RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
159 qualificações
R$ 9,28 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura - bom estado: sem marcações e sublinhados - 12x20 cm - 330 p - A/P2 frente

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri Rj

Tipo: seminovo/usado

Quitanda Literária Quitanda Literária RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
159 qualificações
R$ 9,28 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura - bom estado: sem marcações e sublinhados - 12x20 cm - 330 p - A/P2 frente

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Luciano Livreiro Luciano Livreiro RJ - Duque de Caxias
99% Positivas
104 qualificações
R$ 10,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Carlos A. M. Lima, 320 páginas, publicado em 2008 Editora: Apicuri Dimensões: 20, 5 x 11, 5 cm Área: História Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão e a

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Luciano Livreiro Luciano Livreiro RJ - Duque de Caxias
99% Positivas
104 qualificações
R$ 10,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Carlos A. M. Lima, 320 páginas, publicado em 2008 Editora: Apicuri Dimensões: 20, 5 x 11, 5 cm Área: História Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão e a

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Luciano Livreiro Luciano Livreiro RJ - Duque de Caxias
99% Positivas
104 qualificações
R$ 10,00 + R$ 9,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Carlos A. M. Lima, 320 páginas, publicado em 2008 Editora: Apicuri Dimensões: 20, 5 x 11, 5 cm Área: História Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão e a

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808) Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Sebo da Galeria Sebo da Galeria PA - Belém
R$ 10,00 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808) Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Hocus Pocus Hocus Pocus GO - Goiânia
97% Positivas
234 qualificações
R$ 10,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição (406-G).../ .Excelente estado de conservação / 320 páginas, publicado em 2008 / Editora: Apicuri / Dimensões: 20,5 x 11,5 cm / Brochura / Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações...

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Antonio e Flavia Livros Antonio e Flavia Livros SP - São Paulo
100% Positivas
175 qualificações
R$ 12,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição -- Livro Novo -- Brochura -- 330 páginas -- Dimensões 11, 5x20cm -- 2p1 **** Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em virtude da escravidão...

Artífices do Rio de Janeiro ( 1790-1808 )

Artífices do Rio de Janeiro ( 1790-1808 )

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Brandao Livros e Colecionaveis Brandao Livros e Colecionaveis RJ - Rio de Janeiro
98% Positivas
109 qualificações
R$ 13,90 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Brochura em Bom estado de conservação, 332 páginas sem grifos, sem rasuras, sem anotações. A- 12.098

Artífices do Rio de Janeiro ( 1790-1808 )

Artífices do Rio de Janeiro ( 1790-1808 )

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Brandao Livros e Colecionaveis Brandao Livros e Colecionaveis RJ - Rio de Janeiro
98% Positivas
109 qualificações
R$ 13,90 + R$ 10,10 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Brochura em Bom estado de conservação, 332 páginas sem grifos, sem rasuras, sem anotações. A- 12.098

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Artífices do Rio de Janeiro (1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Rota Literária Rota Literária RS - Porto Alegre
100% Positivas
82 qualificações
R$ 14,60 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro capa brochura em estado de novo, sem leitura, impecável. 320p. (História do Brasil). Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos.

Artífices do Rio de Janeiro 1790-1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro 1790-1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Balaio Digital Balaio Digital RS - Porto Alegre
98% Positivas
800 qualificações
R$ 14,90 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 332 páginas - livro seminovo - brochura original - em muito bom estado - sem marcações de qualquer tipo - sem assinaturas ou carimbos. #HGE05275

Artífices do Rio de Janeiro 1790-1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro 1790-1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Balaio Digital Balaio Digital RS - Porto Alegre
98% Positivas
800 qualificações
R$ 14,90 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 332 páginas - livro seminovo - brochura original - em muito bom estado - sem marcações de qualquer tipo - sem assinaturas ou carimbos. #HGE05276

Artífices do Rio de Janeiro 1790-1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro 1790-1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Balaio Digital Balaio Digital RS - Porto Alegre
98% Positivas
800 qualificações
R$ 14,90 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 332 páginas - livro seminovo - brochura original - em muito bom estado - sem marcações de qualquer tipo - sem assinaturas ou carimbos. #HGE05277

Artífices do Rio de Janeiro(1790-1808) Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro(1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Sebo Kapricho II Curitiba Sebo Kapricho II Curitiba PR - Curitiba
99% Positivas
272 qualificações
R$ 14,90 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição --- **livro novo sinais de armazenamento**observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do rio de janeiro que a corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. o que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. loc:estudos afros Cód. Barras: 1000183814301 Cód. Interno: 1127051165 Loja: Sebo Kapricho II DC: xx/xx/xx COD:1000183814301

Artífices do Rio de Janeiro(1790-1808) Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro(1790-1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Sebo Kapricho II Curitiba Sebo Kapricho II Curitiba PR - Curitiba
99% Positivas
272 qualificações
R$ 14,90 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição --- **livro novo sinais de armazenamento**observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do rio de janeiro que a corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. o que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. loc:estudos afros Cód. Barras: 1000183814318 Cód. Interno: 1127051181 Loja: Sebo Kapricho II DC: xx/xx/xx COD:1000183814318

Artífices do Rio de Janeiro (1790 - 1808) Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro (1790 - 1808)

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Sebo Kapricho I Curitiba Sebo Kapricho I Curitiba PR - Curitiba
99% Positivas
443 qualificações
R$ 14,90 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição --- Livro conservado , bordas com leves sinais de manuseio . Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. 01.09.2014 Cód. Interno: 1114442534 Loja: Sebo Kapricho I DC: xx/xx/xx COD:1000184871204

Artifices do Rio de Janeiro - 1790 / 1808 Capa ilustrativa

Artifices do Rio de Janeiro - 1790 / 1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Livraria Papirus Sebo Livraria Papirus Sebo PR - Curitiba
100% Positivas
263 qualificações
R$ 15,00 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Cod. 446863 / História do Brasil / Brochura / ISBN: 9788561022051 / OBS: LIVRO PEQUENO EM ÓTIMO ESTADO DE CONSERVAÇÃO / Sinopse: Observar os artesãos permite entender o cotidiano da cidade do Rio de Janeiro que a Corte portuguesa encontrou ao desembarcar em terras brasileiras. O que se verificava era artífices em meio à uma variedade de ricos, pobres, legais, ilegais, imigrantes portugueses, escravos (alforriados ou não) e migrantes internos. Embora a sociedade fosse escravista, a maioria da população era livre e muitos dos artistas coloniais se identificavam como artesãos. A posição na hierarquia desses artífices, escravos ou não, e a mobilidade social que alguns deles conquistavam, também é abordada no texto, que discorre sobre o que ocorria com as corporações de ofício em vir

Artífices do Rio de Janeiro 1790 - 1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro 1790 - 1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Sebo Líder Sebo Líder PR - Curitiba
99% Positivas
932 qualificações
R$ 15,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. brochura. 13 / 05 / 2014. tipo: usado TIPO: USADO CÓDIGO DE BARRAS: 1000209372877

Artífices do Rio de Janeiro 1790 - 1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro 1790 - 1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Sebo Líder Sebo Líder PR - Curitiba
99% Positivas
932 qualificações
R$ 15,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. brochura. 13 / 05 / 2014. tipo: usado TIPO: USADO CÓDIGO DE BARRAS: 1000209372884

Artífices do Rio de Janeiro 1790 - 1808 Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro 1790 - 1808

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: novo

Sebo Líder Sebo Líder PR - Curitiba
99% Positivas
932 qualificações
R$ 15,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição livro novo. brochura. 13 / 05 / 2014. tipo: usado TIPO: USADO CÓDIGO DE BARRAS: 1000209372891

Artífices do Rio de Janeiro Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Sebo Lider II Sebo Lider II PR - Curitiba
100% Positivas
446 qualificações
R$ 15,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura, novo, com 330 Páginas. Estante Estudos Afros TIPO: USADO CÓDIGO DE BARRAS: 1000210454388

Artífices do Rio de Janeiro Capa ilustrativa

Artífices do Rio de Janeiro

Ano:   Editora: Apicuri

Tipo: seminovo/usado

Sebo Lider II Sebo Lider II PR - Curitiba
100% Positivas
446 qualificações
R$ 15,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura, novo, com 330 Páginas. Estante Estudos Afros TIPO: USADO CÓDIGO DE BARRAS: 1000210454463

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro