A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte Capa ilustrativa

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Augusto de Guimaraens Cavalcanti

“Augusto de Guimaraens Cavalcanti é poeta, desses para quem, com ressonâncias que parecem assumir um posicionamento crítico na reflexão acerca de sua inserção na recente poesia brasileira, “nenhum engenheiro jamais abolirá o fato de que a localização poética soterrará a localização geográfica”. Em Os tigres cravaram as garras no horizonte, trata-se, portanto, da submissão do geográfico ao poético, por ser neste e não naquele que é possível flagrar as indiscernibilidades que povoam sua poesia e pensamento, levando o poeta a se caracterizar como um “astronauta percorrendo o meio-fio”. (...) Ao ler os poemas de Augusto de Guimaraens Cavalcanti tenho a sensação de ouvir com clareza o estrondo cósmico de algumas estrelas despencando no mar, o estardalhaço urbano de um viaduto implodindo no sangue, de onde o poeta – cidadão de um cosmos urbano ou de uma cidade cósmica – parece emergir, prateado de águas salgadas, cimento e plasma, mas também rubro de sangue. Prata e sangue, sua escrita, a intervir com força na recente poesia brasileira.” (Alberto Pucheu) Fechar Ler mais

“Augusto de Guimaraens Cavalcanti é poeta, desses para quem, com ressonâncias que parecem assumir um posicionamento crítico na reflexão acerca de sua inserção na recente poesia brasileira, “nenhum engenheiro jamais abolirá o fato de que a localização poética soterrará a localização geográfica”. Em Os tigres cravaram as garras no horizonte, trata-se, portanto, da submissão do geográfico ao poético, por ser neste e não naquele que é possível flagrar as indiscernibilidades que povoam sua poesia e pensamento, levando o poeta a se caracterizar como um “astronauta percorrendo o meio-fio”. (...) Ao ler os poemas de Augusto de Guimaraens Cavalcanti tenho a sensação de ouvir com clareza o estrondo cósmico de algumas estrelas despencando no mar, o estardalhaço urbano de um viaduto implodindo no sangue, de onde o poeta – cidadão de um cosmos urbano ou de uma cidade cósmica – parece emergir, prateado de águas salgadas, cimento e plasma, mas também rubro de sangue. Prata e sangue, sua escrita, a intervir com força na recente poesia brasileira.” (Alberto Pucheu) Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte - Com Dedicatória do Autor

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte - Com Dedicatória do Autor

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte - Com Dedicatória do Autor

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte - Com Dedicatória do Autor

Ano:   Editora: Nao Encontrada

Tipo: seminovo/usado

Julian Livros Julian Livros SP - São Paulo
99% Positivas
1582 qualificações
R$ 7,50 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Código: 480792 Nota: Não constam, no exemplar, marcações à caneta, a lápis ou folhas rasgadas. Ano: 2010 Nº de páginas: 84 Formato: 14 x 21 Conservação da capa: Bom Estado Conservação do miolo: Bom Estado Acabamento: Brochura Idioma: Português Curiosidade: Editora: Circuito

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Ano:   Editora: Circuito

Tipo: novo

José Dalessio José Dalessio SP - São Paulo
100% Positivas
6 qualificações
R$ 10,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição E I *** Livro Novo (Dedicatória do próprio autor) *** O autor abriu as portas da jaula do tigre. A fera caminha pelo branco imundo do mundo; pelo grande set ao vivo da cidade, na qual todos os prédios deveriam se chamar Lautréamont. Percorre o Rio de Janeiro, embora haja poucas referências diretas a essa cidade. Mas são flagrantes do Rio de Janeiro que incorporam as visões da Paris misteriosa de Lautréamont, da Nova Iorque da poesia dilacerada de García Lorca, da São Paulo convulsionada de Paranóia de Roberto Piva. (…) Como classificar estes poemas? Onde situar Os tigres cravaram as garras no horizonte em uma topografia da poesia contemporânea brasileira? À inevitável pergunta feita pelos entomologistas da literatura, por aqueles que confundem classificação com compreensão, podem ser dadas

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte-autograf Capa ilustrativa

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte-autograf

Ano:   Editora: Circuito

Tipo: seminovo/usado

Sebo Essencial Sebo Essencial RJ - Rio de Janeiro
100% Positivas
16 qualificações
R$ 10,66 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Com dedicatória do autor. Brochura em bom estado. 88p. 4G.

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte - Autografado

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte - Autografado

Ano:   Editora: Circuito

Tipo: seminovo/usado

Antonio e Flavia Livros Antonio e Flavia Livros SP - São Paulo
100% Positivas
205 qualificações
R$ 12,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição -- Brochura -- dimensões 21x14cm -- 85 páginas -- Ótimo Estado (dedicatória feita pelo autor) -- e6p4 **** Augusto de Guimaraens Cavalcanti abriu as portas da jaula do tigre. A fera caminha pelo branco imundo do mundo; pelo grande set ao vivo da cidade, na qual todos os prédios deveriam se chamar Lautréamont. Percorre o Rio de Janeiro, embora haja poucas referências diretas a essa cidade. Mas são flagrantes do Rio de Janeiro que incorporam as visões da Paris misteriosa de Lautréamont, da Nova Iorque da poesia dilacerada de García Lorca, da São Paulo convulsionada de Paranóia de Roberto Piva. (…) Como classificar estes poemas? Onde situar Os tigres cravaram as garras no horizonte em uma topografia da poesia contemporânea brasileira? À inevitável pergunta feita pelos entomologistas..

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte Capa ilustrativa

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Ano:   Editora: Circuito

Tipo: seminovo/usado

Sebo Druon Sebo Druon SP - São Paulo
97% Positivas
378 qualificações
R$ 12,35 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição Descrição: Livro usado em bom estado de conservação, capa miolo e lombada ok, em seu interior não a grifos ou anotações. Na parte interna da capa tem uma pequena anotaçãoAceitamos depósitos Bancários, Trabalhamos com Itaú, C.E.F, Bradesco.

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte Capa ilustrativa

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Ano:   Editora: Circuito

Tipo: seminovo/usado

Sebo Cultural Pinheiros Sebo Cultural Pinheiros SP - São Paulo
100% Positivas
463 qualificações
R$ 14,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro em bom estado, com uma dedicatória de caneta em uma folha.

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Os Tigres Cravaram as Garras no Horizonte

Ano:   Editora: Circuito

Tipo: novo

Sobrallivros Sobrallivros SP - São Paulo
98% Positivas
115 qualificações
R$ 22,00 Frete grátis Comprar ler descrição ocultar

Descrição LIVRO NOVO com dedicatória e autografo do autor 1º pagina geralmente em branco, está faltando. A falta em nada interfere no conteúdo essencial do livro cujo texto está intacto. Info: Em Os Tigres cravaram as garras no horizonte, trata-se, portanto, da submissão do geográfico ao poético, por ser neste e não naquele que é possível flagrar as indiscernibilidades que povoam sua poesia e pensamento, levando o poeta a se caracterizar como um "astronauta percorrendo o meio-fio". 87 páginas

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro