A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Breve Tratado de Ontologia Transitoria Capa ilustrativa

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Alain Badiou

Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instância é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito. Do Deus da Metafísica, há que acabar o percurso com uma ideia do infinito que lhe dissemina o recurso por toda a extensão das multiplicidades comuns. Do Deus da poesia, é necessário que o poema desobstrua a língua, estabelecendo nela uma cesura no dispositivo da perda e do regresso. Porque não perdemos nada, e nada está de volta.ALAIN BADIOU, filósofo, dramaturgo e romancista, ensina Filosofia na Universidade de Paris-VIII, Vincennes e no Collège International de Philosophie Fechar Ler mais

Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instância é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito. Do Deus da Metafísica, há que acabar o percurso com uma ideia do infinito que lhe dissemina o recurso por toda a extensão das multiplicidades comuns. Do Deus da poesia, é necessário que o poema desobstrua a língua, estabelecendo nela uma cesura no dispositivo da perda e do regresso. Porque não perdemos nada, e nada está de volta.ALAIN BADIOU, filósofo, dramaturgo e romancista, ensina Filosofia na Universidade de Paris-VIII, Vincennes e no Collège International de Philosophie Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Breve Tratado de Ontologia Transitória - Vol. 1 Meditações Filosóficas

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Breve Tratado de Ontologia Transitória - Vol. 1 Meditações Filosóficas

Breve Tratado de Ontologia Transitória - Vol. 1 Meditações Filosóficas

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 43,90 + R$ 7,68 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo! ***Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instância é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. Pensamento e Filosofia 54 - FLT 1/3

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instncia é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito.

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instncia é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito.

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Breve Tratado de Ontologia Transitória

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instncia é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito.

Breve Tratado de Ontologia Transitória_

Breve Tratado de Ontologia Transitória_

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instncia é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito.

Breve Tratado de Ontologia Transitória_

Breve Tratado de Ontologia Transitória_

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instncia é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito.

Breve Tratado de Ontologia Transitória_

Breve Tratado de Ontologia Transitória_

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 8,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instncia é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição. Porque, desde logo, a autoridade espectral do Deus morto, que pode sempre ligar-se a andrajos de superego do Estado, permanece, nas consciências, sem influência, e sem efeito.

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 200 p. 23, 4 x 16, 9 x 1, 3 ISBN 9789727712496 Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte.

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 200 p. 23, 4 x 16, 9 x 1, 3 ISBN 9789727712496 Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte.

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 200 p. 23, 4 x 16, 9 x 1, 3 ISBN 9789727712496 Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte.

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 200 p. 23, 4 x 16, 9 x 1, 3 ISBN 9789727712496 Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte.

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Breve Tratado de Ontologia Transitoria

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2309 qualificações
R$ 44,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. 200 p. 23, 4 x 16, 9 x 1, 3 ISBN 9789727712496 Sinopse: Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte.

Breve Tratado de Ontologia Transitória - Vol. 1

Breve Tratado de Ontologia Transitória - Vol. 1

Ano:   Editora: Instituto Piaget

Tipo: novo

Livreiro dos Araças Livreiro dos Araças SP - Araçatuba
100% Positivas
589 qualificações
R$ 49,98 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro Novo. B.2012.31. Embalado em Filme de PVC. Com 200 páginas limpas e amareladas. Formato: 16x23. Sinopse Por Livreiro dos Araçás. ISBN: 9789727712496. Importado de Portugal. Para Alain Badiou o nosso tempo é, sem dúvida, o do desaparecimento, sem regresso, dos deuses. Contudo este desaparecimento resulta de três processos diferentes, visto que houve três grandes deuses, o das religiões, o da Metafísica, e o dos poetas. Do Deus das religiões há somente que declarar a morte. O problema, que em última instância é político, é defender-se dos desastrosos efeitos que qualquer obscura subjectivação desta morte acarreta. A parada está toda no despegar a política dos arcanos do poder do Estado, e na sua restituição sequencial ao subjectivo puro da prescrição.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro