A Compra Garantida Estante Virtual é uma garantia de que você receberá a encomenda ou o reembolso do valor da sua compra. Saiba mais aqui.

  • 1.350 sebos e livreiros
  • Qualificações positivas dos livreiros
  • Maior acervo do mundo em língua portuguesa
filtros
Parte da Paisagem Capa ilustrativa

Parte da Paisagem

Adriana Lisboa

Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos saltar do vagão, aliviando-nos do peso inominável do fim da viagem. Aí, justamente, aportaremos numa espécie de Pasárgada às avessas, lugar onde o rei não é rei, e tampouco sei se terei as mulheres que quero. Paisagem, em suma, incapaz de prometer outra vida; lugar de passagem, percurso que a delicadeza da poesia insiste em propor, mostrando tão só o que existe, em sua face ora sombria, ora insuspeitadamente luminosa. O que resta, restará sem adornos ou circunspeção, só vida gratuita. Não se trata da delicadeza não-me-toques, da afetação de quem mal resvala no mundo. Na poesia de Adriana Lisboa, delicado é o elemento que decantou, após vagar por uma solução em que o desvio e os choques levaram a uma nova e inesperada composição. Mas, ainda aqui, não se fala da delicadeza ostentatória de um cristal definitivo, ou do sólido que podemos ver, apalpar e admirar. Em Parte da paisagem, o que se projeta é o instável e delicado equilíbrio em que corpo e alma, juntos, descobrem-se a ponto de cair. Pedro Meira Monteiro Universidade de Princeton Fechar Ler mais

Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos saltar do vagão, aliviando-nos do peso inominável do fim da viagem. Aí, justamente, aportaremos numa espécie de Pasárgada às avessas, lugar onde o rei não é rei, e tampouco sei se terei as mulheres que quero. Paisagem, em suma, incapaz de prometer outra vida; lugar de passagem, percurso que a delicadeza da poesia insiste em propor, mostrando tão só o que existe, em sua face ora sombria, ora insuspeitadamente luminosa. O que resta, restará sem adornos ou circunspeção, só vida gratuita. Não se trata da delicadeza não-me-toques, da afetação de quem mal resvala no mundo. Na poesia de Adriana Lisboa, delicado é o elemento que decantou, após vagar por uma solução em que o desvio e os choques levaram a uma nova e inesperada composição. Mas, ainda aqui, não se fala da delicadeza ostentatória de um cristal definitivo, ou do sólido que podemos ver, apalpar e admirar. Em Parte da paisagem, o que se projeta é o instável e delicado equilíbrio em que corpo e alma, juntos, descobrem-se a ponto de cair. Pedro Meira Monteiro Universidade de Princeton Fechar Ler mais

Estatísticas de venda deste livro

Último vendido Nos últimos 3 meses
Vendidos
Preço médio R$ " + data.stats.mean + "
Menor preço R$ " + data.stats.min + "
Maior preço R$ " + data.stats.max + "

Esta informação aparece apenas para usuários logados como livreiros.

Parte da Paisagem

Capa ilustrativa

Parte da Paisagem

Exibindo todas as publicações encontradas. Filtre pelas mais recentesRemover filtro
Parte da Paisagem Capa ilustrativa

Parte da Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Memória Sebo Memória SP - São Paulo
100% Positivas
203 qualificações
R$ 24,90 + R$ 8,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura em muito bom estado de conservação, sem grifos, com carimbo da editora na folha de rosto. Estoque.

Parte da Paisagem

Parte da Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Rino Livros Rino Livros RS - Porto Alegre
99% Positivas
429 qualificações
R$ 25,00 + R$ 6,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Brochura, em ótimo estado de conservação, com carimbo da página de rosto, 115 pgs. 28/07

PARTE DA PAISAGEM Capa ilustrativa

PARTE DA PAISAGEM

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Luzes da Cidade Ipanema Luzes da Cidade Ipanema RJ - Rio de Janeiro
99% Positivas
324 qualificações
R$ 26,00 + R$ 5,74 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição 571773- Formatar 14 x 21 cm com 117 pags. Livro em bom estado.

Parte da Paisagem Capa ilustrativa

Parte da Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: seminovo/usado

Sebo Logos Sebo Logos RJ - Rio de Janeiro
91% Positivas
230 qualificações
R$ 29,99 + R$ 12,26 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição S3P1021.05052014 - Sem folha de rosto.Muito Bom Estado

Parte da paisagem

Parte da paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2310 qualificações
R$ 36,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos

Parte da paisagem

Parte da paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2310 qualificações
R$ 36,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos

Parte da paisagem

Parte da paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2310 qualificações
R$ 36,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos

Parte da Paisagem

Parte da Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2310 qualificações
R$ 36,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos

Parte da Paisagem

Parte da Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Flanarte Flanarte SP - São Paulo
99% Positivas
2310 qualificações
R$ 36,00 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo. Sinopse: Recolhimento, concentração, precipitação. Ou, pelo contrário, exposição, soltura e dispersão. Nestes poemas, como num espasmo, a abertura inquieta desemboca muitas vezes no espanto de quem subitamente para, sabendo que as palavras serão os resíduos, apenas, do quase indizível. É um mundo de quases, que os leitores já terão aprendido a apreciar nas vozes que guiam os personagens de Adriana Lisboa, alheios aos gestos heroicos e afeitos à elaboração vasta, porém breve, da música que soa ao fundo, tanto na prosa como na poesia. Na recusa da expressão brilhante, um discreto fio melancólico avança e faz do poema lugar de espera e escuta: espaço do envelhecimento, não fosse um outro fio de vida que se enlaça àquele, teimando em recordar que, quando bem quisermos, podemos

Parte de Paisagem

Parte de Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
228 qualificações
R$ 56,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, adquirido diretamente da editora, Isbn 9788573214413.

Parte de Paisagem

Parte de Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
228 qualificações
R$ 56,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, adquirido diretamente da editora, Isbn 9788573214413.

Parte de Paisagem

Parte de Paisagem

Ano:   Editora: Iluminuras

Tipo: novo

Livraria Dédalus Livraria Dédalus MG - Belo Horizonte
100% Positivas
228 qualificações
R$ 56,90 + R$ 7,21 de frete Comprar ler descrição ocultar

Descrição Livro novo, adquirido diretamente da editora, Isbn 9788573214413.

Avaliações do livro

Ainda não há avaliações para este título, seja o primeiro a avaliar.

Avalie o livro